Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 3 Coritiba – 14/10/2020

O jogador Renan, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador, do Coritiba FC, durante partida válida pela décima sexta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Vindo de 2 derrotas e mantendo o futebol pífio, o Verdão recebeu o pressionado Coritiba em casa com a missão de reverter o quadro o tentar se reaproximar do topo da tabela.

Novamente com uma péssima apresentação, os comandados de Luxemburgo não conseguiram desempenhar um bom futebol e acabaram derrotados pela equipe paranaense.

Com a terceira derrota seguida, sendo a segunda em casa, o Palmeiras se mantém com 22 pontos e segue firme no projeto de se aproximar rapidamente da zona de rebaixamento.

Jogo válido pela 16ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 14/10/2020, quarta-feira
Horário: 18h00 (de Brasília)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Zé Rafael, Felipe Melo e Gabriel Veron (PAL); Yan Sasse e Sabino (COR)
Gols: Palmeiras: Gabriel Veron, aos 37 minutos do primeiro tempo;
Coritiba: Robson, aos 7 e aos 23 minutos do primeiro tempo; Giovanni Augusto, aos 19 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha (Rony), Felipe Melo, Renan e Lucas Esteves (Willian); Patrick de Paula (Danilo), Gabriel Menino e Zé Rafael (Ramires); Gustavo Scarpa, Gabriel Veron e Luiz Adriano (Raphael Veiga)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Coritiba: Wilson; Natanael, Henrique Vermudt (Ramon Martinez), Sabino e William Matheus; Hugo Moura, Matheus Galdezani (Matheus Bueno), Yan Sasse (Gabriel) e Giovanni Augusto; Robson (Mattheus) e Rodrigo Muniz (Neilton)
Técnico: Jorginho

Lance!Globo EsporteTerra EsportesEstadao.

Por Eduardo Luiz
14/10/2020, 19h59

Em mais uma atuação deprimente, time de Vanderlei Luxemburgo perde a terceira seguida no Brasileirão, sendo a segunda no Allianz Parque.

Com os reforços de Weverton e Gabriel Menino, e outras mexidas na formação titular, como as entradas de Renan, Scarpa, Veron e Luiz Adriano, o Palmeiras iniciou o jogo repetindo o padrão de atuação deplorável das últimas rodadas. Mmelhor para o Coritiba, que não demorou para abrir o placar. No primeiro ataque, aos 7 minutos, Yan Sasse cruzou para Robson, nas costas de Marcos Rocha, apenas conferir: 1 a 0.

O Verdão tentou responder aos 14 minutos com Zé Rafael, mas o chute do camisa 8 morreu nas mãos de Wilson. Aos 15 outra investida dos visitantes: Giovanni Augusto soltou a bomba de longe e parou em boa defesa de Weverton. Aos 17 minutos Marcos Rocha cruzou rasteiro buscando Veron, mas o passe saiu forte demais.

O que era ruim ficou pior aos 23 minutos: após cobrança de lateral o Coritiba construiu uma boa jogada que terminou com Robson chutando no ângulo direito de Weverton: 2 a 0. Diante de uma das piores apresentações da temporada, o técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu mexer: aos 31 minutos ele trocou Esteves por Willian, e Zé Rafael por Ramires.

Pouco depois das alterações o gol quase saiu, mas para o Coritiba. Aos 35 minutos Rodrigo Muniz bateu cruzado, para fora. Aos 37, num laso de criatividade de Patrick de Paula, o Palmeiras descontou: o volante deu passe por elevação para Veron, que tocou na saída do goleiro: 2 a 1.

O gol não fez o Verdão melhorar. A equipe seguiu afobada e desorganizada, dependendo dos talentos individuais. Aos 41 Patrick soltou a bomba de longe, à direita de Wilson. No minuto seguinte Robsor surgiu livre na cara de Weverton, que evitou o terceiro. Antes do primeiro tempo terminar Patrick voltou a arriscar um chute de longa distância que desviou no meio do caminho antes do goleiro segurar.

Na etapa final o Palmeiras voltou com mais duas alterações: Rony no lugar de Marcos Rocha, e Danilo na vaga de Patrick de Paula. A primeira chance de gol foi do Coritiba. aos 8 minutos Robson cobrou falta, mas Weverton estava atento e fez a defesa. aos 10, após rebote de escanteio, Rony tentou de puxeta, nas mãos de Wilson.

Aos 15 minutos Rony cruzou para Veron subir entre os zagueiros e desviar à direita do goleiro. Aos 19 o Coritiba trabalhou como quis sem ser incomodado até Robson cruzar para Giovanni Augusto concluir dentro da pequena área (!!): 3 a 1. Aos 21 a bola sobrou para Danilo e ele chutou forte, rente ao travessão.

Com muitos espaços para contra-atacar, o Coritiba sempre levava perigo quando acelerava o ritmo. Aos 22 minutos Robson deixou Felipe Melo no chão e bateu colocado, fácil para Weverton. Aos 26 o Palmeiras conseguiu fazer uma boa jogada que terminou com gol de Veron, mas o atacante estava impedido após passe de Willian, que deveria ter finalizado.

O gol anulado não mudou o panorama da partida. O time de Vanderlei Luxemburgo ciscava perto da área, enquanto que o Coritiba, quando queria, levava perigo nos contra-ataques. Aos 29 minutos Scarpa cruzou e Veron cabeceou fraco, nas mãos de Wilson.

Faltando 10 minutos para o final do jogo, Luxemburgo trocou Luiz Adriano por Raphael Veiga. Aos 39 Scarpa arriscou de longe e balançou a rede, mas pelo lado de fora. Aos 40 o camisa 14 cruzou na cabeça de Rony, que só não descontou porque Wilson fez milagre. Nos últimos minutos, contando os 5 de acréscimo, o Coritiba manteve a posse de bola no ataque à espera do apito final.

Com a terceira derrota seguida, sendo a segunda em casa, o Palmeiras se mantém com 22 pontos e segue firme no projeto de se aproximar rapidamente da zona de rebaixamento.

O próximo compromisso do catadão alviverde será no domingo (18/10) contra o Fortaleza, fora de casa, às 20h30.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.