Twitter RSS
Close

Palmeiras 0 x 2 São Paulo – 10/10/2020

O jogador Zé Rafael, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Dani Alves, do São Paulo FC, durante partida válida pela décima quinta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Após a primeira derrota no campeonato na rodada passada, o Palestra recebeu o rival São Paulo para mais um Choque-Rei no Allianz Parque.

Com outra atuação patética, os comandados de Luxemburgo mantiveram o padrão deplorável das últimas rodadas e acabaram derrotados.

Com o revés, a primeira para o rival na história do Allianz Parque, o Palmeiras estaciona nos 22 pontos e se complica bastante na luta pelo o título do Brasileirão.

Jogo válido pela 15ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 10/102020, sábado
Horário: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Jose Eduardo Calza (RS)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Lucas Esteves (PAL); Igor Vinícius (SAO)
Gols: Reinaldo, aos 10, e Vitor Bueno, aos 47 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Jailson; Marcos Rocha, Felipe Melo, Luan e Esteves (Danilo); Patrick de Paula, Zé Rafael (Ramires), Raphael Veiga (Gabriel Veron) e Lucas Lima; Wesley (Gustavo Scarpa) e Willian (Luiz Adriano)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

São Paulo: Thiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Tchê Tchê (Léo), Daniel Alves e Igor Gomes (Vitor Bueno); Brenner (Pablo) e Luciano (Toró)
Técnico: Fernando Diniz

Lance!Globo EsporteTerra EsportesEstadao.

Por Eduardo Luiz
10/10/2020, 20h57

Em mais uma atuação deplorável, time do técnico Vanderlei Luxemburgo e do presidente Maurício Galiotte leva 2 a 0 do rival e perde invencibilidade de 6 anos no Allianz Parque.

Com Esteves na lateral-esquerda e um meio-campo mais povoado, formado por Patrick de Paula, Zé Rafael, Lucas Lima e Raphael Veiga, o Palmeiras iniciou o clássico encontrando muita dificuldade para conseguir passar da intermediária. Diante desse panorama, o São Paulo partiu para cima. Aos 7 minutos Igor Vinícius arriscou da entrada da área, por cima do travessão. Aos 8, após a cobrança do tiro de meta, Zé Rafael foi desarmado por Luan, que tocou para Brener fintar Luan e bater para fora.

Por sorte, o ímpeto sãopaulino não durou muito tempo, e logo a partida esfriou. Aos 21 minutos, numa investida pelo lado esquerdo do ataque, o rival voltou a incomodar: Reinaldo cruzou e Igor Gomes, entre Felipe Melo e Luan, cabeceou à esquerda de Jailson. O susto enfim fez o Verdão acordar: aos 23 Wesley arriscou de fora da área e viu a bola passar perto da trave direita de Tiago Volpi.

Aos 30 minutos Marcos Rocha cobrou lateral para Patrick de Paula, o garoto ajeitou e já soltou a bomba, mas o goleiro estava atento e fez a defesa. Aos 36 Lucas Lima enfim apareceu na partida: o camisa 20 enfiou para Wesley e o atacante cruzou por baixo buscando Willian, mas Diego Costa antecipou ao atacante e mandou para escanteio, que não resultou em nada.

Antes do primeiro tempo terminar o São Paulo criou mais uma oportunidade: aos 40 minutos Igor Vinícius cruzou, ninguém de verde cortou e a bola sobrou para Reinaldo, na outra lateral, bater de primeira, nas mãos de Jailson.

Sem alterações para a etapa final, o Palmeiras viu o adversário voltar melhor. Aos 3 minutos Igor Gomes tocou para Reinaldo chutar forte e parar em boa defesa de Jailson. Aos 5 Igor Vinícius cruzou para Brener ganhar de Felipe Melo pelo alto e escorar por cima do travessão.

Só dava São Paulo. Aos 6 minutos Daniel Alves deu bom passe para Igor Vinícius, que se enroscou com Esteves na linha da grande área e o juiz marcou pênalti. Após a confirmação do VAR, Reinaldo cobrou sem chance de defesa para Jailson: 1 a 0.

Com o Verdão atrás no placar, aos 13 minutos Luxembrugo resolveu mexer de atacado: Wesley, Willian e Raphael Veiga deram lugar a Scarpa, Luiz Adriano e Gabriel Veron, respectivamente. Aos 19 Scarpa recebeu na entrada da área e bateu colocado, nas mãos de Tiago Volpi.

Em vantagem, o São Paulo recuou e passou a esperar pelo contra-ataque. Aos 22 minutos surgiu a primeira oportunidade: Reinaldo bateu cruzado da entrada da área e viu a bola tirar tinta da trave esquerda de Jailson. Aos 24 o técnico Palmeirense promoveu as últimas duas alterações: Danilo e Ramires substituíram Esteves e Zé Rafael. Logo após as mexidas, Luan sentiu uma fisgada na virilha e como o Verdão não podia mais trocar, ele passou a jogar como centroavante. Ramires virou zagueiro.

Aos 30 minutos enfim uma chance clara para o empate, mas de bola parada: Scarpa cobrou falta no ângulo esquerdo de Tiago Volpi, que fez linda defesa. Depois disso, simplesmente nada mais aconteceu. Para piorar, nos acréscimos o São Paulo fez o segundo com Vitor Bueno.

Com a derrota, a primeira para o rival na história do Allianz Parque, o Palmeiras estaciona nos 22 pontos e praticamente se despede da chance de disputar o título do Brasileirão.

O catadão alviverde volta a campo na quarta-feira (14/10) para outro jogo em casa, desta vez contra o Coritiba, às 18h.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.