Twitter RSS
Close

Fortaleza 2 x 0 Palmeiras – 18/10/2020

O jogador Wesley, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador, do Fortaleza EC, durante partida válida pela décima sétima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na Arena Castelão. (Foto: Cesar Greco)

Vindo de 3 derrotas seguidas, o Palestra amarga a sua pior sequência na temporada.

Em campo, o elenco fez outra partida medonha e foi derrotado pelo time da casa por 2 a 0, com muita facilidade. Os gols saíram ainda no primeiro tempo.

O placar foi modesto. Se o adversário tivesse forçado, poderia ter sido mais elástico.

Com a quarta derrota seguida no Brasileirão o catadão alviverde confirma a tendência de brigar na parte de baixo da tabela. A diferença para o primeiro time da zona de rebaixamento é de 6 pontos (22 x 16).

Jogo válido pela 17ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Castelão, Fortaleza (CE)
Data: 18/10/2020, domingo
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ-Fifa) e Andrea Izaura Maffra Marcelino de Sa (RJ)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Fortaleza: Bruno Melo e Paulão (FOR); Zé Rafael e Viña (PAL)
Cartão vermelho: Gustavo Gómez (PAL)
Gols: David, aos 34 e 40 minutos do primeiro tempo

Fortaleza: Felipe Alves; Tinga (Gabriel Dias), Jackson, Paulão e Bruno Melo; Felipe, Juninho e Ronald (Romarinho); David (Wellington Paulista), Osvaldo (Carlinhos) e Yuri Cesar (Juninho)
Técnico: Rogério Ceni

Palmeiras: Weverton; Mayke (Wesley), Gustavo Gomez, Emerson Santos e Matias Viña; Patrick de Paula (Willian), Gabriel Menino e Lucas Lima; Zé Rafael, Raphael Veiga (Danilo) e Luiz Adriano (Gabriel Verón)
Técnico: Andrey Lopes (interino)

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
18/10/2020, 22h28

Comandando por Andrey Lopes, Verdão não reage e acumula mais um resultado negativo. Time estaciona nos 22 pontos e perde a sétima colocação para o adversário.

Com Emerson Santos formando dupla de zaga com Gustavo Gómez, dois volantes, três meias e apenas Luiz Adriano de atacante, o Palmeiras iniciou o jogo sendo completamento dominado pelo Fortaleza, que não demorou para criar a primeira chance clara de gol: aos 9 minutos Gómez vacilou na entrada da área e Oswaldo surgiu livre na cara de Weverton, que fez milagre.

A resposta alviverde veio aos 15 minutos: Raphael Veiga invadiu a área e chutou em cima de Paulão. No contra-ataque outra chance para os mandantes: Tinga tocou para Ronald bater fraco, facilitando a vida de Weverton. Aos 17 Viña cruzou rasteiro e Roger Carvalho quase fez contra. Após duas cobranças de escanteio, o Verdão só não abriu o placar porque Max Walef fez grande defesa em cabeçada de Veiga.

Aos 24 minutos Yuri arriscou de longe, para fora. Aos 26, em rápido contra-ataque, o Fortaleza encontrou a defesa alviverde completamente escancarada, mas Weverton evitou o pior ao sair do gol para dividir com Oswaldo. O Palmeiras respondeu aos 29 minutos: Luiz Adriano deu bom passe para Viña, que cruzou sob medida para Raphael Veiga chutar de primeira e parar em ótima defesa de Max.

Quando o Verdão parecia ter equilibrado a partida, sofreu o gol. Aos 33 minutos a equipe da casa colocou a defesa alviverde na roda e a jogada terminou com Ronald tocando para David empurrar a bola para o fundo da rede: 1 a 0. Atrás no placar, o time comandado por Andrey Lopes se desestruturou de vez.

Aos 40 minutos o Fortaleza voltou a aproveitar a fragilidade do sistema defensivo Palmeirense, novamente imprimindo velocidade pelo lado direito do ataque: Marlon cruzou, Mayke tentou interceptar e acertou o travessão; no rebote David conferiu: 2 a 0. Tranquilo com a vantagem, o time cearense trocou passes até o intervalo.

Com Wesley e Willian nos lugares de Mayke e Patrick de Paula, o Verdão voltou para a etapa final apostando na mudança de atitude, mas pouca coisa aconteceu. Aos 5 minutos Raphael Veiga lançou Willian, que tinha a opção de tocar para Luiz Adriano na entrada da área, mas o camisa 29 quis finalizar e mandou torto, para fora. Aos 9, Gabriel Menino cruzou e Luiz Adriano escorou fraco, nas mãos do goleiro.

Quando chegou, o Fortaleza foi mais perigoso: aos 10 minutos Ronald foi à linha de fundo e cruzou para Tinga, sem marcação, chutar por cima do travessão. Com o passar do tempo, diante da apatia Palmeirense, o jogo foi esfriando, já que o time da casa mostrava-se satisfeito em administrar a vantagem.

Apenas aos 24 minutos o Palmeiras voltou a tentar algo: Gabriel Menino cobrou falta e Max espalmou; na sobra Luiz Adriano demorou para finalizar e foi bloqueado. Aos 30 o Fortaleza devolveu na mesma moeda: Yuri cobrou falta e David escorou de cabeça rente ao travessão.

Após quase tomar o terceiro, o auxiliar Andrey Lopes resolveu mexer: Luiz Adriano e Raphael Veiga deram lugar a Danilo e Gabriel Veron, respectivamente. Novamente nada aconteceu. Os últimos 15 minutos só não foram protocolares porque nos acréscimos Gómez foi expulso após discutir com o árbitro.

Com a quarta derrota seguida no Brasileirão o catadão alviverde confirma a tendência de brigar na parte de baixo da tabela. A diferença para o primeiro time da zona de rebaixamento é de 6 pontos (22 x 16).

Agora o Palmeiras dá um tempo no Brasileirão pois na quarta-feira (21h30) recebe o Tigre-ARG pela Libertadores precisando de 1 ponto para confirmar a liderança do grupo. O jogo será às 21h30, no Allianz Parque.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.