Twitter RSS
Close

Palmeiras 5 x 0 Tigre (ARG) – 21/10/2020

O jogador Zé Rafael, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do CA Tigre, durante partida válida pela fase de grupos, da Copa Libertadores, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Na última partida pela fase de grupos o Palestra aplicou uma goleada para apagar o mau retrospecto dos últimos jogos.

Depois de um primeiro tempo fraco e com muitos erros, o Verdão voltou melhor e teve uma boa atuação coletiva na etapa final para definir a goleada.

Com a vitória, o Palmeiras vai a 16 pontos e termina a fase de grupos da Libertadores com a melhor campanha geral pelo terceiro ano seguido. O sorteio dos confrontos das oitavas de final será na sexta-feira (o adversário sorteado foi a equipe do Delfín do Equador).

Jogo de volta válido pela 6ª rodada da fase de grupos da Libertadores 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 21/20/2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Nicolás Taran (URU) e Richard Trinidad (URU)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Viña, Zé Rafael (PAL); Leizza, Melivillo, Kestler e Cardozo (TIG)
Gols: Raphael Veiga, aos 33 minutos do primeiro tempo; Gustavo Gomez, aos 8, Zé Rafael aos 20, Veron aos 29 e Rony aos 35 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Gabriel Menino (Mayke), Felipe Melo, Gustavo Gomez (Emerson Santos) e Matias Viña; Danilo, Zé Rafael (Ramires) e Raphael Veiga; Gabriel Veron, Wesley (Rony) e Luiz Adriano (Willian)
Técnico: Andrey Lopes (interino)

Tigre: Zenobio; Galmarini, Giacopuzzi, Rodriguez (Martinez) e Leizza (Becker); Cardozo, Monteseirin, Morales, Melivillo e Gallardo (Bolaño); Magnin (Kestler)
Técnico: Nestor Gorosito

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
21/10/2020, 23h23

Após 4 derrotas seguidas, Palmeiras aproveita fragilidade do adversário e vence com facilidade no Allianz Parque. Raphael Veiga, Gómez, Zé Rafael, Veron e Rony fizeram os gols.

Primeiro tempo

Para enfrentar o pior time da Libertadores, Andrey Lopes resolveu mexer no esquema tático, deixando de lado a formação com 1 atacante para usar 3: Veron, Wesley e Luiz Adriano. A intenção era sufocar o adversário, mas ficou na intenção mesmo. Aos 36 segundos de jogo Felipe Melo perdeu na corrida para Melivillo, que cruzou; Viña recuou mal para Weverton, Magnín ficou com a bola e chutou em cima do goleiro.

A resposta do Verdão veio aos 6 minutos: Veron foi lançado pelo lado direito do ataque e cruzou rasteiro; Wesley se esticou todo para tentar finalizar e resvalou na bola, tirando ela de Luiz Adriano. No lance seguinte outra investida do Tigre: Gallardo passou por Gabriel Menino, improvisado na lateral-direita, e tocou para Magnín chutar para fora.

Mesmo ruim tecnicamente, o jogo era movimentado. Aos 10 minutos Luiz Adriano bateu colocado buscando o ângulo esquerdo do goleiro e viu a bola passar perto do alvo. Aos 17 o camisa 10 tentou de falta; a bola bateu na barreira e no rebote Raphael Veiga isolou.

Já controlando a partida, o Palmeiras voltou a finalizar aos 21 minutos com Wesley, que fintou seu marcador e bateu para fora, com desvio. Aos 24, em outra falta da entrada da área, essa mais perto da risca, Raphael Veiga cobrou, a bola desviou na barreira e morreu nas mãos do goleiro.

Homem de frente mais perigoso do time, Veiga voltou a testar Zenobio num chute de média distância aos 28 minutos, mas o goleiro estava atento e fez a defesa. Aos 31 Veron ganhou a disputa da bola na área mas se afobou na hora de finalizar. Aos 33 minutos Wesley passou por seu marcador, foi à linha de fundo e cruzou; a bola desviou em Giacopuzzi e sobrou para Veiga soltar a bomba e correr para o abraço: 1 a 0.

A frente no placar, o Verdão manteve o controle do jogo. Aos 38 minutos Gabriel Menino deixou para Zé Rafael bater fraco; o goleiro defendeu em dois tempos. Antes do primeiro tempo terminar o Tigre conseguiu voltar a concluir a gol: Morales cobrou falta de longe e Weverton acompanhou a bola sair à sua esquerda.

Segundo tempo

Sem alterações, o Palmeiras voltou mais ligado na etapa final. Logo no primeiro minuto Viña fez boa jogada individual e cruzou para Luiz Adriano perder chance incrível. Aos 6 foi a vez de Gabriel Menino partir para cima da marcação; ele invadiu a área e foi derrubado por Leizza. Pênalti marcado e desperdiçado por Luiz Adriano. Na cobrança de escanteio, porém, o gol saiu: Menino levantou e Gómez escorou: 2 a 0.

Melhor em campo, o Verdão transformou a vitória em goleada aos 20 minutos: Luiz Adriano e Wesley brigaram pela bola na entrada da área, o camisa 21 ficou com ela e tocou para Zé Rafael bater cruzado, por baixo do goleiro: 3 a 0. Pouco depois do terceiro gol, aos 23, Andrey Lopes promoveu três alterações: Zé Rafael, Wesley e Luiz Adriano deram lugar a Ramires, Rony e Willian, respectivamente.

Aproveitando a fragilidade do Tigre, o Palmeiras seguiu atacando. Aos 29 minutos Rony foi lançado, ganhou em velocidade do marcador e cruzou para Menino apenas conferir: 4 a 0. Antes da nova saída de bola Andrey mexeu novamente: Gómez deu lugar a Emerson Santos. Aos 31 enfim a equipe argentina incomodou a meta de Weverton: Becker bateu forte, nas mãos do goleiro.

A quinta e última alteração promovida pelo interino foi aos 32 minutos: Gabriel Menino saiu para a entrada de Mayke. Aos 35 Viña cruzou para Rony aumentar a vantagem e definir o placar: 5 a 0. Nos últimos minutos o Verdão administrou a goleada.

Com a vitória, o Palmeiras vai a 16 pontos e termina a fase de grupos da Libertadores com a melhor campanha geral pelo terceiro ano seguido. O sorteio dos confrontos das oitavas de final será na sexta-feira.

Domingo (25/10) o Verdão tentará se reabilitar no Brasileirão diante do Atlético-GO, fora de casa. O jogo será às 16h.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.