Twitter RSS
Close

Ceará 2 x 1 Palmeiras – 24/01/2021

O jogador Fabricio, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Luiz Otávio, do Ceará SC, durante partida válida pela trigésima segunda rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Castelão. (Foto: Cesar Greco)

Com um time misto em campo o Verdão foi até o Ceará enfrentar a equipe local com poucas chances de título e tentando equilibrar o elenco para a decisão do dia 30 pela Libertadores.

Mesmo com reservas em campo o Palestra fezuma partida razoavelmente boa, mas foi castigado por uma vacilada da defesa e um pênalti duvidoso.

Com a derrota o Palmeiras estaciona nos 51 pontos na 5ª colocação.

Jogo válido pela 32ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Castelão, Fortaleza (CE)
Data: 24/01/2021, domingo
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC-Fifa)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Johnny Barros de Oliveira (SC)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Léo Chú e Charles (CEA); Alan Empereur, Emerson Santos, Lucas Esteves, Patrick de Paula e Felipe Melo (PAL)
Cartão vermelho: Eduardo (Ceará)
Gols: Ceará: Lima, aos 9, e Vina, aos 25 minutos do primeiro tempo;
Palmeiras: Gabriel Veron, aos 32 minutos do primeiro tempo

Ceará: Richard; Samuel Xavier, Tiago, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Fabinho (William Oliveira), Fernando Sobral, Lima, Vina (Felipe Vizeu) e Léo Chú (Charles); Cléber (Saulo Mineiro)
Técnico: Guto Ferreira

Palmeiras: Jailson; Mayke, Alan Empereur, Gustavo Gómez e Gustavo Scarpa (Pedro Acácio); Emerson Santos, Patrick de Paula (Felipe Melo) e Lucas Lima; Breno Lopes, Gabriel Silva (Fabrício) e Gabriel Veron (Lucas Esteves)
Técnico: Abel Ferreira

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
24/01/2021, 17h54

Repleto de reservas, Verdão foi superior ao adversário, mas perdeu chances claras, doou um gol, e foi roubado pelo apito: 1 a 2.

Primeiro tempo

Sem nenhum jogador que atuou contra o Flamengo, o Palmeiras iniciou o jogo melhor que o Ceará. Aos 4 minutos, após cobrança rápida de lateral, a bola sobrou para Lucas Lima chutar de primeira, rente ao travessão. O goleiro tirou com os olhos. Aos 6, Scarpa tocou para Gabriel Silva, que girou pra cima da marcação, mas teve o chute bloqueado.

Aos 9 minutos o gol saiu, mas para o Ceará. Scarpa falhou um domínio fácil na entrada da área e Lima só teve o trabalho de carregar um pouco a bola e tocar na saída de Jailson: 1 a 0. O empate do Verdão só não saiu aos 12 minutos porque Gabriel Veron perdeu chance incrível após jogada de Gabriel Silva.

O gol perdido não mudou o panorama do jogo. O Palmeiras tomava a iniciativa, e o Ceará tentava aproveitar a falta de entrosamento do time do técnico Abel Ferreira. Aos 17 minutos Scarpa cruzou para Lucas Lima, que chegaria em ótima condição para finalizar se Fernando Sobral não interceptasse. Aos 23, Vina deu bom passe para Cléber, que colocou Empereur para dançar, mas por sorte o atacante errou na finalização.

Para complicar ainda mais a situação do Verdão, aos 25 minutos o árbitro inventou um pênalti de Patrick de Paula em Léo Chú. O VAR se fez de cego, e Vina aumentou a vantagem para a equipe da casa: 2 a 0. Novamente o Palmeiras não se desestabilizou. Aos 33 minutos Lucas Lima deu bela assistência para Veron, que desta vez caprichou na finalização: 2 a 1.

Depois de diminuir o placar, o Palmeiras também diminuiu o ritmo. Melhor para o Ceará, que também não se esforçou muito para terminar o primeiro tempo em vantagem.

Segundo tempo

Na etapa final, sem mudanças, o Verdão voltou buscando o empate desde cedo. Em menos de 10 minutos foram 4 investidas, sendo que em duas delas o goleiro precisou intervir – primeiro em finalização de Emerson Santos, depois num chute forte de Scarpa.

Se os primeiros 10 minutos do segundo tempo foram bons, os 10 seguintes não, o que fez Abel Ferreira promover a primeira alteração aos 22: Veron deu lugar a Esteves. Com a troca, Scarpa virou ponta. Mas por pouco tempo, já que 5 minutos depois ele foi trocado por Pedro Acácio. Na mesma janela Abel também trocou Gabriel Silva por Fabrício, e Patrick de Paula por Felipe Melo, que voltou a atuar 80 dias depois de ter fraturado o tornozelo esquerdo.

Aos 29 minutos Breno Lopes foi à linha de fundo e cruzou pelo alto para Pedro Acácio, para desespero de Abel, que pediu o passe por baixo. Aos 40 Pedro Acácio apareceu novamente, desta vez enfiando bela boa para Fabrício dividir com o goleiro e levar a pior.

Nos últimos minutos da partida, contando os 4 de acréscimo, o Palmeiras encurralou o Ceará em sua área, mas não conseguiu criar nenhuma situação clara de gol. Com a derrota o Palmeiras estaciona nos 51 pontos na 5ª colocação.

Na terça-feira (26/1) o Verdão recebe o Vasco em jogo adiado da 1ª rodada do Brasileirão. A partida acontecerá no Allianz Parque, às 20h.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.