Twitter RSS
Close

Palmeiras 3 x 0 Athletico – 28/11/2020

O jogador Patrick de Paula, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do C Athletico Paranaense, durante partida válida pela vigésima terceira rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Depois de conhecer a primeira derrota no campeonato nacional sob o comando de Abel Ferreira, o Palmeiras recebeu em casa o Athletico com o objetivo de vencer e manter a perseguição dos primeiros colocados.

Em campo, foi uma exibição extremamente consistente do Verdão, que se aproveitou da fragilidade do time todo remendado do adversário e atropelou, não dando a menor chance e se mostrando extremamente competitivo, no momento certo da temporada.

A vitória veio ao natural e Abel Ferreira vai dando retorno em muito menos tempo do que se esperava com o time jogando com uma inteligência coletiva impressionante.

Com a vitória o Palmeiras se reabilita no Brasileirão (vinha de derrota para o Goiás) e chega a 37 pontos, subindo momentaneamente para a 4ª colocação.

Jogo válido pela 23ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 28/11/2020, sábado
Horário: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS-Fifa)
Assistentes: Rafael Alves (RS-Fifa) e Michael Stanislau (RS)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Danilo e Gabriel Menino (PAL); Christian (ATH)
Gols: Patrick de Paula, aos 7 minutos do primeiro tempo; Rony, aos 35 do primeiro, e aos 4 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Gabriel Menino, Emerson Santos, Gustavo Gomez e Matias Viña; Danilo, Patrick de Paula (Luan) e Zé Rafael (Gabriel Silva); Lucas Lima (Breno Lopes), Rony (Gabriel Veron) e Gustavo Scarpa (Alan Empereur)
Técnico: Abel Ferreira

Athletico-PR: Bento; Erick (Ravanelli), Pedro Henrique, Thiago Heleno e João Victor; Wellington, Christian e Léo Cittadini (Lucho González); Renato Kayzer, Bissoli (Lucas Halter) e Walter (Fabinho)
Técnico: Paulo Autuori

Por Eduardo Luiz
28/11/2020, 18h52

Time de Abel Ferreira joga bem e vence com facilidade em casa; Patrick de Paula e Rony (2) fizeram os gols. Palmeiras se reabilita no Brasileirão e vai a 37 pontos.

Primeiro tempo

Com o retorno de Viña, Emerson Santos mantido como parceiro de Gustavo Gómez, Gabriel Menino na lateral, e Scarpa de ponta, o Palmeiras iniciou o jogo pressionando o Athletico-PR. Aos 5 minutos Lucas Lima não cruzou nem chutou, mas assustou o goleiro Bento. Aos 7 Viña roubou uma bola no ataque, Scarpa passou para Lucas Lima, que de primeira deixou Patrick de Paula em ótima condição para fazer 1 a 0. Golaço.

Aos 10 minutos Lucas Lima cruzou e Rony escorou de cabeça, fácil para o goleiro. A primeira investida do time visitante surgiu aos 11: João Vitor cruzou, Gómez furou e Bissoli não acreditou na jogada. Aos 19 minutos Danilo sofreu falta na intermediária, Lucas Lima quis cobrar e exigiu boa defesa de Bento.

O Verdão era dono do jogo. Aos 24 minutos Zé Rafael foi à linha de fundo e cruzou para dentro da área; a bola passou pelo goleiro e se ofereceu para Scarpa, que enfiou o pé e carimbou a trave. Aos 27, Walter (aquele) recebeu nas costas de Viña, não tentou passar por Gómez e bateu torto, para fora. Aos 30, após escanteio cobrado por Menino, Zé Rafael fez a casquinha e Gómez não conseguiu o domínio.

Em busca do segundo gol, o Palmeiras seguiu pressionando. Aos 32 minutos Scarpa levntou na cabeça de Patrick de Paula, que escorou para fora. Aos 35 outra descida de Zé pela ponta direita; o camisa 8 cruzou, Gabriel Menino dividiu com o zagueiro, a bola encobriu o goleiro e Rony conferiu: 2 a 0.

O terceiro gol só não saiu aos 38 minutos porque Bento fez milagre em bomba de muito longe de Scarpa. Depois dessa jogada o Palmeiras administrou o resultado até o intervalo.

Segundo tempo

Sem alterações, o Verdão voltou para a etapa final no mesmo ritmo, sufocando o Athletico-PR. Aos 4 minutos Lucas Lima deu ótimo passe para Rony, que teve o chute travado por Pedro Henrique. Na cobrança de escanteio executado por Menino, porém, o camisa 11 não foi incomodado para fazer o terceiro de cabeça: 3 a 0.

Nocauteada, a equipe paranaense teve a chance para tentar descontar aos 7 minutos em jogada de bola parada, mas Thiago Heleno escorou por cima do travessão. Aos 10, após escanteio curto, Patrick de Paula bateu para fora, sem perigo para Bento.

Com o jogo resolvido, a partir dos 16 minutos o técnico Abel Ferreira passou a rodar o elenco. Primeiro ele trocou Rony e Zé Rafael por Gabriel Veron e Gabriel Silva, respectivamente. Depois, aos 24, Breno Lopes entrou no lugar de Lucas Lima. Entre as alterações, aos 22, Danilo falhou numa saída de bola, mas Weverton estava atento e dividiu com Kaiser, afastando o perigo.

Diante da apatia do adversário, aos 29 o treinador português mexeu mais duas vezes, esgotando as alterações: Alan Emepereur entrou na vaga de Scarpa, e Luan substituiu Patrick de Paula. Com tantas alterações, o time perdeu intensidade, mas não deixou de controlar a partida. Aos 40 minutos Gabriel Menino cruzou com perfeição na cabeça do xará Silva, que escorou rente ao travessão. Aos 45 outra chance para o garoto do Sub-20, novamente com assistência de Menino, mas ele isolou.

Nos acréscimos o Verdão trocou passes à espera do apito final. Com a vitória o Palmeiras se reabilita no Brasileirão (vinha de derrota para o Goiás) e chega a 37 pontos, subindo momentaneamente para a 4ª colocação.

Na quarta-feira (2/12) o Verdão recebe o Delfín podendo até perder por 2 a 0 para avançar às quartas de final da Libertadores. O jogo será às 19h15, no Allianz Parque.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.