Twitter RSS
Close

Goiás 1 x 0 Palmeiras – 21/11/2020

O jogador Patrick de Paula, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Fábio Sanches, do Goiás EC, durante partida válida pela vigésima segunda rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no estádio Hailé Pinheiro. (Foto: Cesar Greco)

Novamente desfalcado por lesões e pelo covid-19, o Palestra entrou em campo todo remendado para tentar mais uma vitória.

Bastante organizado táticamente o Verdão jogava pro gasto e praticamente não sofria nenhuma pressão do adversário. Aos 37 o panorama mudou. Mayke acabou expulso após entrada dura no adversário.

Fechado, o Palmeiras se defendia bem e tentava criar chances (algumas muito boas) no contra-ataque, contudo, nos acréscimos o mandante conseguiu a vantagem num chute muito feliz de fora a área e praticamente sem chances para Weverton.

Com a derrota o Palmeiras permanece com 34 pontos e vê os primeiros colocados do Brasileirão novamente abrirem vantagem.

Jogo válido pela 22ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio da Serrinha, Goiânia (GO)
Data: 21/11/2020, sábado
Horário: 21h00 (Brasília)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ-Fifa)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Miguel Figueira (GOI); Renan, Gabriel Menino e Abel Ferreira (PAL)
Cartão vermelho: Mayke (PAL)
Gol: Miguel Figueira, aos 47 minutos do segundo tempo

Goiás: Tadeu; Taylon (Rafael Moura), Fabio Sanches, David Duarte e Jefferson (Rodrigues); Breno, Ariel Cabral (Miguel Figueira) e Gustavo Blanco (Alyson); Keko, Douglas Baggio e Fernandão (Shaylon)
Técnico: Augusto César

Palmeiras: Weverton; Emerson Santos, Gustavo Gómez e Renan; Marcos Rocha, Patrick de Paula, Lucas Lima (Lucas Esteves), Ramires e Mayke; Marcelinho (Gabriel Menino) e Luiz Adriano (Fabrício e depois Luan)
Técnico: Abel Ferreira

Por Eduardo Luiz
21/11/2020, 22h58

Time de Abel Ferreira perdeu Luiz Adriano, por lesão, e Mayke, por expulsão, ainda no primeiro tempo. Goiás fez o gol da vitória aos 47 da etapa final.

Primeiro tempo

No 3-5-2, o Verdão iniciou o jogo parecendo ser o mandante. Em menos de 2 minutos foram 3 finalizações, sendo que em duas delas, ambas de Luiz Adriano, Tadeu fez boas defesas. O começo avassalador, porém, deu a falsa impressão de que o time de Abel Ferreira atropelaria o Goiás, mas o time da casa logo encaixou a marcação.

Mesmo num ritmo menos intenso, o Palmeiras seguiu controlando a partida. Aos 19 minutos, após roubada de bola no campo ofensivo, Lucas Lima enfiou para Marcelinho bater forte, à esquerda do gol. Aos 21 Patrick de Paula lançou Luiz Adriano, e na corrida o camisa 10 sentiu um problema muscular na coxa direita. Fabrício, do Sub-20, foi para o jogo.

Querendo mostrar serviço, Fabrício entrou afobado; primeiro ele caiu sozinho após bom passe de Marcos Rocha, depois arriscou de muito longe, sem direção, mesmo tendo opções de passe. Aos 32 minutos outra jogada precipitada do Verdão, desta vez com Patrick de Paula, que também chutou de longa distância sem perigo para Tadeu.

Aos 37 minutos, numa disputa na lateral do campo, Mayke entrou de sola num adversário e após receber cartão amarelo foi expulso por indicação do VAR. Com um homem a menos, o Palmeiras se livrou de tomar o gol aos 39: Keko passou por Marcos Rocha, invadiu a área e viu a bola escapar para Shailon, que fintou Weverton e bateu rente ao travessão.

Mesmo em desvantagem numérica, o Verdão não deixou de atacar. Aos 41 minutos Patrick de Paula enfiou para Marcelinho, que chutou alto demais, desperdiçando boa chance.

Ainda antes do intervalo Abel quis arrumar o time em campo e promoveu duas alterações: Lucas Lima e Marcelinho deram lugar a Gabriel Menino e Esteves. Não deu tempo para as trocas surtirem efeito.

Segundo tempo

Na etapa final deu para ver a nova disposição tática do Palmeiras: arrumado defensivamente, mas praticamente inofensivo. Diante desse panorama, nenhum dos times conseguia criar jogadas de perigo. Aos 14 minutos a primeira tentativa, do Goiás: Jefferson cruzou, Renan não subiu e Fernandão escorou sozinho, para fora.

O Verdão só foi conseguir finalizar aos 24 minutos, e numa jogada de bola parada: Patrick de Paula cobrou falta sofrida por Ramires por cima do travessão. Aos 25 o Goiás saiu jogando errado, Patrick ficou com a bola e tocou para Ramires, que bateu fraco, nas mãos do goleiro.

Com mais posse de bola – e também com mais fôlego, a equipe da casa voltou a tentar a sorte aos 31 minutos num chute de Jefferson que saiu por cima da meta de Weverton. Esperando para dar o bote, o Verdão teve a chance aos 34 minutos: Patrick de Paula soltou a bomba da entrada da área e exigiu ótima defesa de Tadeu.

A partir dos 35 minutos o time da casa esboçou uma pressão na base do chuveirinho. Para tentar garantir o pontinho, aos 43 Abel trocou Fabrício por Luan. Nos acréscimos o Verdão quase conseguiu achar o gol da vitória: Renan roubou a bola, avançou e rolou para Patrick, que quis fintar seu marcador ao invés de chutar; ele foi desarmado. Na sequência veio o castigo: Miguel arriscou de muito longe e acertou o ângulo direito de Weverton: 0 a 1.

Na última bola do jogo Luan ainda perdeu a chance do empate num voleio dentro da área. E foi só. Com a derrota o Palmeiras permanece com 34 pontos e vê os primeiros colocados do Brasileirão novamente abrirem vantagem.

Agora o Verdão muda o foco para a Libertadores, já que na quarta-feira (25/11, às 19h15) visita o Delfín-EQU pelo jogo de ida das oitavas de final.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.