Twitter RSS
Close

Palmeiras 5 x 0 Bolívar (BOL) – 30/09/2020

O jogador Willian, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do C Bolívar, durante partida válida pela fase de grupos, da Copa Libertadores, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Percisando apenas de um ponto para garantir a presença nas oitavas da competição, o Palestra recebeu a equipe Boliviana em seus domínios.

Após abrir o marcador logo no começo da etapa inicial, os comandados de Luxemburgo voltaram a repetir os velhos erros e encontraram dificuldades para articular jogadas e ampliar o marcador.

Ao voltar para a etapa complementar o Verdão voltou com uma pegada diferente com ímpeto e acabou construíndo a goleada de forma natural.

Com a goleada o Palmeiras vai a 13 pontos e garante classificação às oitavas de final da Libertadores com uma rodada de antecedência.

Jogo de volta valido pela 5ª rodada da fase de grupos da Libertadores 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 30/09/2020, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Leodan Gonzalez (URU)
Assistentes: Nicolas Taran (URU) e Richard Trinidad (URU)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Weverton, Gustavo Gomez (PAL); Fernandez (BOL)
Gols: Willian, aos 2 minutos do primeiro tempo; Wesley, no primeiro minuto do segundo tempo, Viña, aos 13, Raphael Veiga, aos 15, e Rony aos 18 minutos do segundo tempo.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha (Gabriel Menino), Felipe Melo (Luan), Gustavo Gomez (Vitor Hugo) e Matias Viña; Patrick de Paula (Danilo), Bruno Henrique (Ramires) e Raphael Veiga; Wesley, Rony e Willian
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Bolívar: Rojas; Bejarano (Quinteros), Jusino, Haquin e Fernandez; Saavedra (Cristhian Machado), Rey (Vaca) e Oviedo; Arce, Emanuel (Cataldi) e Riquelme
Técnico: Claudio Vivas

Lance!Globo EsporteTerra EsportesEstadao.

Por Eduardo Luiz
30/09/2020, 21h07

Time do técnico Vanderlei Luxemburgo fez 5 a 0 na equipe boliviana, gols de Willian, Wesley, Viña, Raphael Veiga e Rony.

Mesmo dependendo de 1 ponto para garantir a classificação, o Palmeiras iniciou o jogo partindo para cima do Bolívar. No primeiro ataque o gol saiu: aos 2 minutos Rony recebeu de Marcos Rocha e cruzou para Wesley, que errou a conclusão mas acabou dando uma assistência para Willian, praticamente embaixo da linha, conferir: 1 a 0. O segundo gol quase saiu pouco depois, aos 10: novamente Rony apareceu bem pelo lado direito do ataque e tocou para Raphael Veiga, livre de marcação calibrar a pontaria e bater por cima do travessão.

O bom começo do Verdão durou 10 minutos. Depois disso o Bolívar equilibrou as ações e passou a ameaçar a meta de Weverton. Aos 14 minutos Alvaro soltou a bomba de fora da área e fez o goleiro Palmeirense praticar boa defesa. Aos 16, após cruzamento desviado em Veiga, Emanuel surgiu livre na cara de Weverton, que evitou o empate.

A resposta do time do técnico Vanderlei Luxemburgo veio aos 19 minutos, outra vez partindo dos pés de Rony: o camisa 11 cruzou muito em cima de Willian, que finalizou como deu, à esquerda de Rojas. Após um pequeno período sem emoção, logo a equipe visitante voltou a levar perigo: aos 33 minutos, após sobra na entrada da área, Emanuel bateu de primeira por cima do travessão.

No contra-ataque o Palmeiras também assustou o adversário: Wesley fintou a marcação e bateu rasteiro buscando o canto esquerdo do goleiro, que foi buscar. Aos 39 minutos Raphael Veiga experimentou de muito longe e errou o alvo.

Nos minutos finais da etapa inicial o Bolívar esteve perto do empate em duas oportunidades, a primeira aos 45 minutos em um tiro livre indireto de dentro da área; Raphael Veiga se atirou na bola e bloqueou o chute de Alvaro. Após a cobrança de escanteio, Haquín ganhou de Felipe Melo pelo alto e fez Weverton trabalhar novamente.

No segundo tempo, para não dar chance ao azar, o Verdão voltou encurralando o Bolívar. Logo no primeiro minuto Raphael Veiga tocou para Wesley balançar na frente do zagueiro e bater no ângulo esquerdo do goleiro: golaço: 2 a 0. Os visitantes responderam rapidamente: aos 3 minutos Saavredra chutou de média distância, para fora.

O Palmeiras não se intimidou e seguiu em cima. Aos 5 minutos Wesley tentou repetir a jogada do gol, mas desta vez parou em Rojas. Aos 7 Raphael Veiga deu lindo passe para Viña cruzar sob medida para Willian, que perdeu grande chance. Aos 13 minutos, porém, o terceiro saiu: após rebote de escanteio a bola sobrou para Viña encher o pé e correr para o abraço: 3 a 0.

Já goleando, o Verdão não diminuiu o ritmo. Aos 15 minutos Viña fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Raphael Veiga bater fraco, de direita, e contar com ajuda do goleiro para também deixar o seu: 4 a 0. Com o rival na roda, o time de Luxa aproveitou para lavar a alma: aos 18 minutos Wesley aproveitou bobeada do sistema defensivo do Bolívar, tentou o gol, e como não conseguiu cruzou para Rony enfim desencantar com a camisa alviverde: 5 a 0.

Após o quinto gol o técnico Vanderlei Luxemburgo promoveu todas alterações a que tinha direito; Gabriel Menino, Luan, Vitor Hugo, Danilo e Ramires foram pro jogo nos lugares de Marcos Rocha, Felipe Melo, Gómez, Patrick de Paula e Bruno Henrique, respectivamente.

Reconfigurado em campo, o Verdão desacelerou um pouco o ritmo mas não deixou de controlar a partida. Aos 22 minutos Viña teve a chance de fazer o segundo dele na noite, mas Rojas estava atento e evitou. Administrando o resultado, o Palmeiras só voltou a incomodar a meta do goleiro adversário aos 38 minutos, quando Rony puxou contra-ataque e tocou para Willian bater fraco, fácil para Rojas.

Nos últimos minutos do segundo tempo o Palmeiras trocou passes à espera do apito final. Com a goleada o time de Luxa vai a 13 pontos e garante classificação às oitavas de final da Libertadores com uma rodada de antecedência.

O próximo compromisso do Verdão será já no sábado (3/10) contra o Ceará, às 19h, novamente no Allianz Parque.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.