Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 1 Flamengo – 27/09/2020

O jogador Gabriel Menino, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Otávio, do CR Flamengo, durante partida válida pela décima segunda rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Depois de muita polêmica sobre a realização da partida por conta de um surto de COVID-19 no elenco flamenguista, o Palmeiras enfrentou um adversário desfigurado com apenas 3 titulares.

Sem conseguir se impor, e ainda tomando alguns sufocos, o Palestra abriu o marcador num chute de Patrick de Paula. Um minuto depois a defesa vacilou e o visitante empatou.

O 7º empate em 10 jogos queima mais uma chance do Verdão de se aproximar dos líderes. É nítida a dificuldade que o time tem de se posicionar, criar chances, jogar pra frente, finalizar. Vanderlei Luxemburgo precisa rever seus conceitos.

Jogo válido pela 12ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 27/09/2020, domingo
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Gabriel Menino, Felipe Melo, Lucas Lima, Zé Rafael (PAL); Guilherme Bala, João Lucas (FLA)
Gols: Palmeiras: Patrick de Paula, aos 9 minutos do segundo tempo;
Flamengo: Pedro, aos 10 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gomez e Matias Viña; Patrick de Paula, Gabriel Menino (Raphael Veiga), Zé Rafael (Bruno Henrique) e Lucas Lima (Rony); Gabriel Veron (Willian) e Luiz Adriano
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Flamengo: Hugo Souza; João Lucas (Yuri de Oliveira), Otávio, Natan e Ramon; Thiago Maia, Gerson e Arrascaeta; Guilherme Bala (Richard Rios), Pedro e Lincoln (Lázaro)
Técnico: Jordi Guerrero (Auxiliar)

Lance!Globo EsporteTerra EsportesEstadao.

Por Eduardo Luiz
27/09/2020, 18h19

Time de Vanderlei Luxemburgo volta a apresentar dificuldades de criação e fica no 1 a 1 com a equipe carioca. Patrick de Paula fez o gol.

Depois de uma batalha jurídica nos bastidores, o jogo começou com 20 minutos de atraso. E quando a bola rolou pouco aconteceu. Aos 2 minutos Zé Rafael enganou a torcida ao tentar um chute do meio-campo que quase surpreendeu o goleiro, mas depois disso o que se viu no Allianz Parque foi um show de horrores, principalmente por parte do Palmeiras.

Diante do catadão do Flamengo, o time comandado por Vanderlei Luxemburgo não conseguia trocar 3 passes seguidos. Percebendo isso, aos poucos o adversário foi gostando do jogo. Aos 16 minutos Arrascaeta cobrou falta da entrada da área e carimbou a barreira.

Aos 23 um lapso de criatividade no Verdão: Luiz Adriano tocou para Gabriel Veron, que bateu para fora. No contra-ataque, porém, quase o Flamengo abriu o placar. Weverton fez boa defesa em chute de Pedro. Aos 36 Gabriel Menino bateu fraco, fácil para Hugo. Dois minutos mais tarde outra chegada do adversário, novamente com mais perigo: Arrascaeta soltou a bomba buscando o ângulo esquerdo do goleiro Palmeirense, que foi buscar.

Nos últimos minutos da etapa inicial o Palmeiras arrumou a marcação e criou duas oportunidades. Aos 40 Patrick de Paula arriscou de fora da área, à esquerda do goleiro. Aos 47 minutos Zé Rafael chutou de canhota, rasteiro, e exigiu boa defesa de Hugo.

Com Willian e Raphael Veiga nos lugares de Gabriel Menino e Gabriel Veron, o Verdão voltou para o segundo tempo tentando mudar a atitude. Aos 4 minutos Raphael Veiga tabelou com Willian e chutou forte, nas mãos de Hugo. Aos 9 Patrick de Paula arriscou de fora da área, a bola desviou em em Thiago Maia e enganou o goleiro: 1 a 0.

Mal deu tempo para comemorar. Na saída de bola o Flamengo intensificou uma pressão que terminou com Arrascaeta cruzando pela direita; Pedro surgiu livre entre Felipe Melo e Marcos Rocha e apenas conferiu: 1 a 1. O jogo era melhor. Aos 13 minutos Viña cruzou na cabeça de Luiz Adriano, que cabeceou no contrapé de Hugo, mas o goleiro se esticou todo e evitou o segundo gol Palmeirense.

Depois da chance perdida pelo camisa 10, Luxemburgo mexeu pela terceira vez: Lucas Lima deu lugar a Rony. Aos 17 minutos Viña foi segurado dentro da área e o Palmeiras ficou pedindo pênalti, ignorado pelo árbitro e pelo VAR. Aos 23 Pedro deu de calcanhar para Arrascaeta chutar rente à trave direita de Weverton, que tirou com os olhos.

Aos 24 minutos Patrick de Paula lançou Rony, que ao invés de bater de primeira tocou para o meio da área, onde não havia ninguém de verde. A jogada prosseguiu e Rafael Veiga bateu no meio do gol, facilitando a vida do goleiro. Na sequência a quarta alteração no Palmeiras: Zé Rafael deu lugar a Bruno Henrique.

Com o jogo aberto, os dois times criavam oportunidades de gol. Aos 26 minutos Liconln bateu colocado e Weverton fez boa defesa com a ponta dos dedos. No minuto seguinte Bruno Henrique soltou a bomba de fora da área, por cima do travessão.

A partir dos 30 minutos a partida deu uma esfriada, e as chances diminuíram. Aos 38 minutos Marcos Rocha cruzou e Luiz Adriano dividiu com o zagueiro, escorando de cabeça para fora. Aos 43 Rony experimentou de fora da área, nas mãos do goleiro. Depois disso nada aconteceu.

Com o sétimo empate em 11 rodadas do Brasileirão, o Verdão vai a 19 pontos e perde novamente contato com o líder (Atlético-MG), que já tem 24.

O Palmeiras volta a campo às 19h15 de quarta-feira (30/9), no Allianz Parque, para enfrentar o Bolívar pela 5ª rodada da fase de grupos da Libertadores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.