Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 2 Sport – 13/09/2020

O jogador Zé Rafael, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Hernane, do Sport CR, durante partida válida pela décima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Vindo de uma ótima vitória no Derby, o Palestra voltou a campo e fez um bom primeiro tempo mas vacilou na etapa final.

Depois de sair atrás do marcador num pênalti marcado e convertido pelos visitantes, o Verdão conseguiu a virada ainda na etapa inicial.

Em vantagem no placar, e também numérica, ao retornar para o segundo tempo o time não manteve o mesmo ritmo. A falta de apetite, aliada a expulsão injusta de Zé Rafael, custaram 2 preciosos pontos.

Com o empate em casa o Verdão vai a 17 pontos, segue com um jogo a menos, se mantém como único invicto do Brasileirão, mas desperdiça a chance de ser vice-líder.

Jogo válido pela 10ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data/horário: 13 de setembro de 2020, às 19H45 (de Brasília)
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Oberto da Silva Santos (PB)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
Cartões amarelos: Ramires e Zé Rafael (dois) (Palmeiras); Ronaldo Henrique, Rogério e Marquinhos (Sport)
Cartões vermelhos: Sander (Sport) e Zé Rafael (Palmeiras)
GOLS: Iago Maidana, aos 11 minutos do 1º tempo e Lucas Mugni, aos 19 minutos do 2º tempo (SPORT); Willian, aos 28 minutos do 1º tempo e Zé Rafael, aos 41 minutos do 1º tempo (PALMEIRAS)

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Bruno Henrique, aos 25’/2ºT), Luan, Vitor Hugo e Viña; Ramires (Danilo, intervalo), Gabriel Menino (Marcos Rocha, aos 34’/2ºT), Zé Rafael (expulso) e Lucas Lima (Gabriel Silva, aos 25’/2ºT); Wesley (Gabriel Veron, intervalo) e Willian. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SPORT: Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson, Sander (expulso); Ronaldo Henrique (Marcão, intervalo), Ricardinho (Bruninho, aos 31’/2ºT), Lucas Mugni (João Igor, aos 31’/2ºT); Marquinhos, Leandro Barcia (Rogério, intervalo) e Hernane (Luciano Juba, aos 47’/1ºT). Técnico: Jair Ventura

Lance, Globo EsporteTerra EsportesEstadao.

Por Eduardo Luiz
13/09/2020, 21h38

Verdão saiu na frente, buscou a virada com gols de Willian e Zé Rafael, mas depois viu o juiz interferir no resultado ao expulsar injustamente o camisa 8 Palmeirense.

Sem Gómez e Patrick de Paula, poupados, além de Luiz Adriano, que nem relacionado foi, o Palmeiras iniciou o jogo tentando encurralar o Sport. Aos 4 minutos Lucas Lima deu bom passe para Willian, que chutou fraco, nas mãos do goleiro. Aos 8 Luan enfiou para Wesley, que bateu por cima.

Na primeira descida ao ataque, porém, a equipe visitante abriu o placar. Aos 10 minutos Sander cruzou, a bola passou por Hernane mas sobrou para Patric, que foi empurrado por Wesley dentro da área. Pênalti assinalado e convertido por Iago Maidada: 1 a 0.

O Verdão sentiu o gol, tanto que só voltou a incomodar a meta adversária aos 26 minutos numa cobrança de falta de Zé Rafael que Luan defendeu em dois tempos. O lance, no entanto, deu novo gás à equipe. Aos 28 minutos Zé fez lançamento forte demais para Lucas Lima, Sander recuou para o goleiro da intermediária, Willian foi mais rápido, tirou de Luan e mesmo sem ângulo concluiu: 1 a 1.

Aos 31 minutos um susto: após cobrança de escanteio Adryelson ganhou de Ramires pelo alto e a bola sobrou para Maidana, que bateu torto, para fora. Aos 35 Gabriel Menino arriscou de fora da área e errou o alvo. Dois minutos mais tarde foi a vez de Viña tentar a sorte; o goleiro não segurou o chute do uruguaio e Ramires quase aproveitou.

A virada do Palmeiras estava amadurecendo. Aos 39 Mayke fez um belo cruzamento por baixo para Willian, que não chegou na bola por pouco. Aos 41 minutos Zé Rafael recebeu na entrada da área e soltou a bomba, acertando um chute indefensável no ângulo esquerdo de Luan. Golaço: 2 a 1.

Antes do primeiro tempo terminar Sander cometeu falta dura em Wesley e acabou sendo expulso de maneira correta pelo árbitro.

Com Danilo no lugar de Wesley e Gabriel Veron na vaga de Wesley, o Palmeiras iniciou a etapa final buscando o terceiro gol. Aos 2 minutos Veron tocou de primeira e deixou Willian em ótima condição, mas o camisa 29 bateu para fora.

Mesmo à frente no placar e com 1 homem a mais, o Verdão conseguiu tomar um contra-ataque perigoso aos 8 minutos; Zé Rafael parou a jogada a 5 passos da área e recebeu cartão amarelo. Na cobrança de falta de Juba, Weverton espalmou para escanteio, que também levou perigo: após a cobrança Adryelson subiu sozinho e escorou à direita do goleiro Palmeirense.

Aos 13 minutos o time de Vanderlei Luxemburgo foi escandalosamente prejudicado pela arbitragem: Bruninho simulou um tapa na cara de Zé Rafael, as imagens mostraram que não existiu, mesmo assim o árbitro mostrou o segundo amarelo para o camisa 8 Palmeirense.

Recolocado no jogo pelos homens do apito, o Sport não demorou a chegar ao empate. Aos 18 minutos Lucas Mugni foi lançado na área, Luan falhou e o atacante só teve o trabalho de tirar de Weverton: 2 a 2. Pouco tempo depois do empate dos visitantes, Luxa mexeu mais duas vezes: Bruno Henrique e Gabriel Silva substituíram Lucas Lima e Mayke.

Disposto a prejudicar o Verdão, o árbitro não marcou pênalti em Willian aos 29 minutos após Adryeklson deixar a mão no rosto do atacante dentro da área. O lance foi idêntico ao da expulsão de Zé, com a diferença de que em Willian de fato houve a mão na cara.

Aos 33 minutos Gabriel Menino, que havia sido deslocado para a lateral, sentiu o tornozelo esquerdo e precisou ser substituído por Marcos Rocha. Aos 37 Viña cruzou, Gabriel Silva tentou de cabeça mas não conseguiu concluiur direito. Aos 42 Danilo arriscou de fora da área, a bola desviou e morreu nas mãos de Luan.

Nos 5 minutos de acréscimo o Palmeiras seguiu em busca do gol da vitória. Aos 45 Marcos Rocha cruzou e Willian escorou para fora. No lance seguinte o camisa 29 foi lançado em profundidade, passou pelo goleiro e quis tocar para Veron ao invés de mandar para o gol vaziou. E foi só.

Com o empate em casa o Verdão vai a 17 pontos, segue com um jogo a menos, se mantém como único invicto do Brasileirão, mas desperdiça a chance de ser vice-líder.

Agora o Palmeiras muda o foco para a Libertadores, que será retomada após 5 meses de paralisação. O jogo contra o Bolívar acontecerá às 21h30 de quarta-feira (16/9), na Bolívia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.