Twitter RSS
Close

Corinthians 0 x 2 Palmeiras – 10/09/2020

O jogador Gabriel Veron, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do SC Corinthians P, durante partida válida pela nona rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na Neo Química Arena. (Foto: Cesar Greco)

Após a vitória e atuação relativamente boa na rodada passada, o Palestra voltou a campo para o 4º Derby do ano.

Numa boa atuação, provavelmente a melhor no campeonato nacional, a equipe palestrina dominou o jogo e abriu o marcador de pênalti no final do primeiro tempo. No lance o laterar Fagner foi expulso.

Na segunda etapa o panorama não mudou. O Palmeiras, em vantagem numérica, seguiu dominando a partida e ampliou numa boa jogada de contra-ataque.

Com a vitória no clássico o Verdão vai a 16 pontos e assume provisoramente a 4ª colocação do Brasileirão, 1 ponto atrás de Flamengo e São Paulo, e a 4 do líder Internacional.

Jogo válido pela 9ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Data: 10 de setembro de 2020, quinta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (FIFA-BA) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
VAR: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Cartões amarelos: Ramiro, Otero, Danilo Avelar (2) (COR); Zé Rafael (PAL)
Cartões vermelhos: Fagner e Danilo Avelar (COR)

GOLS:
Palmeiras: Luiz Adriano, aos 42 minutos do 1T, e Gabriel Veron, aos 19 minutos do 2T.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton (Sidcley); Gabriel; Gustavo Mosquito (Michel), Ramiro (Éderson), Cantillo (Vital) e Otero (Léo Natel); Jô.
Técnico: Tiago Nunes

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Bruno Henrique), Luan, Gustavo Gomez e Matias Viña; Patrick de Paula, Gabriel Menino, Zé Rafael (Ramires) e Lucas Lima (Rony); Wesley (Gabriel Veron) e Luiz Adriano (Willian).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

gazetaesportiva.net,

Por Eduardo Luiz
10/09/2020, 21h08

Time do técnico Vanderlei Luxemburgo joga bem e ganha com tranquilidade na casa do adversário, que teve 2 jogadores expulsos.

Apenas com Luan de novidade em relação ao time da última rodada (o zagueiro voltou de suspensão no lugar de Vitor Hugo), o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa. Antes dos 10 minutos foram duas finalizações, uma com Zé Rafael e outra com Gabriel Menino, sendo que apenas a do camisa 8 fez Cássio trabalhar.

Mandante, o Corinthians chegou pela primeira vez aos 12 minutos, e levando perigo: Otero pegou de primeira uma sobra de escanteio e carimbou o travessão de Weverton. No lance seguinte novamente Otero arriscou de longe, desta vez nas mãos do goleiro Palmeirense. Aos 22 minutos Wesley fez boa jogada individual e tocou para Zé Rafael, que nem chutou nem cruzou. Aos 25 Gabriel Menino cobrou escanteio e Gómez escorou para fora.

Melhor em campo, o Verdão seguiu criando as melhores oportunidades. Aos 29 minutos Zé Rafael arrancou do campo de defesa e tocou para Wesley, que demorou um pouco para finalizar, mas finalizou e exigiu boa defesa de Cássio. Aos 32 Wesley foi à linha de fundo e cruzou forte demais para Luiz Adriano.

O Corinthians voltou a finalizar apenas aos 33 minutos com Lucas Piton, mas o chute do lateral saiu sem direção. No minuto seguinte Otero até acertou o alvo, mas Weverton estava atento para defender e imediatamente ligar um contra-ataque com Wesley, que foi atropelado por Ramiro a um passo da grande área; Patrick de Paula cobrou na barreira e a bola sobrou para Viña tentar de puxeta, para fora.

Aos 40 minutos Luiz Adriano trabalhou como meia e deu ótimo passe para Wesley ter o chute bloqueado por Cásio; na sobra Lucas Lima finalizou buscando o gol sem goleiro – a bola sairia, mas Fagner não tinha ângulo para ver e por isso meteu a mão ma bola. Pênalti assinalado e expulsão do lateral. Luiz Adriano assumiu a responsabilidade e cobrou com categoria para fazer 1 a 0. Após o gol o Palmeiras cozinhou o adversário até o intervalo.

Na etapa final, sem alterações, o Palmeiras tomou um susto logo no primeiro minuto: após cruzamento da direita, Otero ficou livre na área e ensaiou um voleio, mas por sorte errou feio. A resposta alviverde não demorou. aos 5 minutos Mayke cruzou e Luiz Adriano cabeceou prensado, nas mãos de Cássio. Aos 6 Lucas Lima cobrou escanteio curto para Gabriel Menino soltar uma bomba de canhota, para fora.

Com o jogo sob controle, o Verdão voltou a incomodar a meta adversária aos 9 minutos: Lucas Lima recebeu de Patrick de Paula e chutou forte para boa defesa de Cássio. Aos 12 Luiz Adriano foi lançado e cruzou para Wesley, que ficou pedindo empurrão de Michel Macedo dentro da área. Árbitro de campo e VAR mandaram seguir.

O lance aos 12 acabou sendo a última participação de Luiz Adriano, que sentiu uma fisgada na coxa direita. Willian entrou em seu lugar, e Luxa aproveitou a parada para promover também a estreia de Gabriel Veron no lugar de Wesley. Aos 18 minutos, em outra falta de muito longe, Otero bateu com muito efeito e para não correr riscos Weverton mandou para escanteio.

Para não deixar o rival se empolgar, o Verdão respondeu imediatamente, e de maneira letal. Aos 19 minutos Lucas Lima roubou a bola na intermediária e de pé direito deu lindo passe para Willian, que percebeu a infiltração de Veron e cruzou forte; o garoto apenas conferiu: 2 a 0.

Três minutos depois do gol, Luxemburgo mexeu novamente: Mayke, amarelado, deu lugar a Bruno Henrique. A partir dos 25 o Palmeiras diminuiu o ritmo e até permitiu ao rival que ficasse mais tempo com a bola, mas sem ser incomodado. Aos 30 Lucas Lima cobrou falta e Luan fez o terceiro, mas em completo impedimento, bem anulado pelo assistente.

Aos 32 minutos o Corinthians repetiu sua melhor jogada: Jô tentou cavar um pênalti, o árbitro não embarcou na dele, e na sobra Michel Macedo teve a chance para descontar – o chute do lateral balançou a rede pelo lado de fora. Aos 35 as últimas alterações no Verdão: Ramires e Rony substituíram Lucas Lima e Zé Rafael, respectivamente.

Para a partida ficar ainda mais tranquila, aos 39 minutos Danilo Avelar entrou de sola na canela de Patrick de Paula, recebeu o segundo cartão amarelo e também foi expulso (poderia ter sido direto). Com o adversário sem qualquer poder de reação, o Palmeiras ficou trocando passes à espera do apito final.

Com a vitória no clássico o Verdão vai a 16 pontos e assume provisoramente a 4ª colocação do Brasileirão, 1 ponto atrás de Flamengo e São Paulo, e a 4 do líder Internacional.

O Verdão volta a campo às 19h45 de domingo (13/9) para enfrentar o Sport, no Allianz Parque.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.