Twitter RSS
Close

Coritiba 1 x 0 Palmeiras – 17/02/2021

O jogador Willian, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Mattheus Oliveira, do Coritiba FC, durante partida válida pela trigésima sexta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Couto Pereira. (Foto: Cesar Greco)

Recuperando um jogo atrasado, o Palestra foi a campo repleto de reservas com o intuito de poupar jogadores para o clássico Choque-Rei no dia 19.

Mesmo sem força máxima a partida foi movimentada e o Verdão criou algumas chances na etapa inicial.

No segundo tempo a qualidade da partida caiu e o Palmeiras teve o zagueiro Kuscevic expulso aos 17′. No apagar das luzes num ataque despretensioso dos mandantes saiu o gol.

Jogo válido pela 35ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Couto Pereira, Curitiba (PR)
Data: 17/02/2021, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Thiaggo Americano Labes (SC) e Helton Nunes (SC)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Neilton (COR); Kuscevic e Renan (PAL)
Cartão vermelho: Benjamin Kuscevic (PAL)
Gol: Jonathan, aos 42 minutos do segundo tempo

Coritiba: Arthur; Jonathan, Rhodolfo, Sabino e Guilherme Biro; Hugo Moura, Matheus Bueno (Sarrafiore) e Mattheus (Nathan Silva); Neilton (Luiz Henrique) e Ricardo Oliveira (Osman)
Técnico: Gustavo Morínigo

Palmeiras: Vinícius; Marcos Rocha, Kuscevic, Alan Empereur e Renan; Danilo (Breno Lopes), Gabriel Menino (Raphael Veiga) e Lucas Lima (Patrick de Paula); Gustavo Scarpa (Luiz Adriano), Esteves e Willian (Rony)
Técnico: Abel Ferreira

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
17/02/2021, 21h26

Time de Abel Ferreira não jogou bem e acabou castigado com um gol no final do segundo, quando já tinha um homem a menos após expulsão de Kuscevic.

Primeiro tempo

Com três mudanças em relação ao time que derrotou o Fortaleza – Vinicius no lugar de Weverton, Alan Empereur no de Gómez, e Willian no de Breno Lopes, o Palmeiras iniciou o jogo ligeiramente superior ao Coritiba. Aos 5 minutos Scarpa experimentou de fora da área mas carimbou Rodolpho. Aos 8, outra chance para o camisa 14, desta vez de bola parada: ele cobrou falta por cima do travessão.

Já rebaixado e também sem força máxima, o Coritiba finalizou pela primeira vez aos 9 minutos após bola perdida por Danilo; Ricardo Oliveira (aquele) soltou a bomba, sem direção. A resposta do Verdão veio na sequência e novamente com Scarpa: o meia girou pra cima da marcação, ficou em boa condição para concluir, mas errou o alvo por muito.

Com o jogo mais equilibrado, o time da casa teve a chance para abrir o placar aos 14 minutos: Robson, sem ângulo, arriscou um chute de rosca e quase enganou Vinícius, que estava posicionado para um cruzamento. Depois desse lance a partida ficou muito truncada, com os dois times abusando das faltas. E assim foi por quase 15 minutos.

Aos 28 Matheus Oliveira cruzou para Robson finalizar sem perigo. Dois minutos depois Matheus resolveu arriscar ele mesmo, mas mandou nas mãos de Vinicius. Aos 33 o Palmeiras abriu o placar com Gabriel Menino após cruzamento de Esteves e furada de Lucas Lima, mas Esteves estava impedido na origem da jogada e o gol foi corretamente anulado.

A partida era movimentada, mas ambas equipes erravam muito nos fundamentos básicos. Aos 34 minutos Jonathan arriscou de longe, por cima. No minuto seguinte foi a vez de Gabriel Menino copiar o colega e errar feio a finalização. Aos 41, Scarpa calibrou a pontaria e chutou forte, no canto esquerdo baixo de Arthur, que foi buscar. No contra-ataque Ricardo Oliveira arriscou de média distância e viu a bola sair à direita de Vinicius.

Antes do primeiro tempo terminar o Palmeiras criou mais duas chances, uma com Marcos Rocha, aos 46 minutos (saiu em escanteio), outra com Gabriel Menino, aos 48 (saiu rente ao ângulo). O Coritiba também levou perigo aos 47 numa bomba de Robson que Vinicius fez boa defesa.

Segundo tempo

Na etapa final tanto Palmeiras quanto Coritiba não conseguiram manter o ritmo do final do primeiro tempo, e o jogo caiu muito. Aos 2 minutos Scarpa tentou de falta em jogada ensaiada, mas mandou nas mãos do goleiro. Aos 9, Gabriel Menino arriscou de fora da área, sem perigo.

Um dos melhores do Verdão no jogo, Menino torceu o pé direito aos 15 minutos e pediu substituição. Abel, que no intervalo já tinha trocado Willian por Rony, aproveitou para mexer mais vezes; Patrick de Paulo entrou na vaga de Menino, Raphael Veiga substituiu Scarpa, e Luiz Adriano entrou no lugar de Lucas Lima.

Mal deu tempo para as mexidas surtirem efeito. Aos 17 minutos Kuscevic dividiu com Osman e o árbitro entendeu que ele agrediu o adversário com o soco, expulsando-o direto. O VAR revisou e confirmou a decisão de campo. Para piorar, Patrick de Paula também passou a sentir algo no pé, mas permaneceu no jogo.

Em vantagem numérica, o Coritiba teve boa chance para abrir o placar aos 21 minutos em cobrança de falta de Robson que Vinicius defendeu. Mesmo com um homem a menos, o Palmeiras não se limitou a defender. Aos 26 minutos Luiz Adriano tentou um chute colocado, fácil para o goleiro. Aos 28 Raphael Veiga fez boa jogada individual e já de dentro da área bateu colocado para boa defesa de Arthur.

Aos 35 minutos outra investida alviverde, desta vez de bola parada: Patrick de Paula – já melhor das dores no pé – carimbou a barreira; na sobra Rony bateu para fora. Com Patrick bem, aos 37 Abel promoveu a última alteração: Breno Lopes entrou no lugar de Danilo. No minuto seguinte Marcos Rocha cruzou para Luiz Adriano chutar para fora, perdendo ótima chance.

E como quem não faz toma… (principalmente o Palmeiras contra equipes do Z4). Aos 42 minutos o Coritiba armou um ataque despretensioso com Guilherme Biro, que cruzou rasteiro; Patrick de Paula ficou olhando e a bola sobrou para Jonathan bater no canto direito de Vinicius, que se esticou todo, mas não conseguiu evitar o belo gol: 0 a 1.

Nos 4 minutos de acréscimo o time de Abel Ferreira ainda tentou uma pressão para buscar ao menos o empate, mas faltou organização e qualidade. Melhor para o rebaixado Coritiba, que terminará o Brasileiro com o gostinho de ter derrotado o campeão da América, assim como Botafogo e Goiás, seus companheiros de Z4.

O Palmeiras volta a campo já na sexta-feira (19/2) para disputar outro jogo atrasado do Brasileirão, contra o São Paulo, pela 34ª rodada. O clássico será às 21h30, no Morumbi.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.