Twitter RSS
Close

Sport 0 x 1 Palmeiras – 09/01/2021

O jogador Willian, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do Sport CR, durante partida válida pela vigésima oitava rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na Ilha do Retiro. (Foto: Cesar Greco)

Com apenas Weverton em campo da equipe que venceu o River Plate no meio de semana, o Palestra foi a Recife enfrentar o Sport.

Sentindo a falta de entrosamento o Verdão tomou uma certa pressão no começo da partida. Aos poucos equilibrou e abriu o marcador aos 26′.

A etapa complementar foi de total domínio alviverde com bolas na trave e boas intervenções do goleiro adversário.

Com a vitória na Ilha do Retiro o Palmeiras chega a 47 pontos e independente dos outros resultados da rodada permanecerá na sexta colocação do Brasileirão.

Jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data: 09/01/2021, sábado
Hora: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Atnônio Zanotti (ES)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Rafael Thyere, Thiago Neves e Marcão Silva (SPO); Lucas Lima, Gabriel Menino e Kuscevic (PAL)
Gol: Willian, aos 26 minutos do primeiro tempo

Sport: Luan Polli; Patric, Adryelson, Rafael Thyere e Júnior Tavares (Sander); Raul Prata (Jonatan Gomez), Betinho (Ricardinho), Marcão Silva (Ewerthon) e Thiago Neves; Marquinhos (Hernane) e Dalberto
Técnico: Jair Ventura

Palmeiras: Weverton, Emerson Santos, Luan, Kuscevic e Esteves (Danilo); Raphael Veiga (Alan Empereur), Zé Rafael (Patrick de Paula) e Lucas Lima (Rony); Gabriel Veron (Gabriel Menino), Willian e Breno Lopes
Técnico: Abel Ferreira

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
09/01/2021, 20h59

Willian fez o único gol do jogo na Ilha do Retiro; Verdão chega a 47 pontos e ainda tem jogos a menos em relação aos líderes.

Primeiro tempo

Apenas com Weverton em campo dos jogadores que foram titulares contra o River Plate, o Verdão iniciou o jogo tentando superar a falta de entrosamento para fazer frente ao Sport, que foi dono da primeira oportunidade: aos 4 minutos Thiago Neves cobrou escanteio, Rafael Thyere desviou no primeiro pau e ninguém chegou no segundo para conferir.

A resposta do Verdão não demorou: aos 8 minutos Willian evitou a saída pela linha de fundo e tocou para Raphael Veiga bater colocado buscando o canto direito baixo de Luan Polli, que foi buscar. Aos 11, após cobrança de escanteio, Zé Rafael finalizou sem direção.

A partida era equilibrada. Aos 12 minutos Patric cruzou para Dalberto concluir de cabeça e exigir boa defesa de Weverton. Gabriel Veron era quem marcava o atacante adversário. Aos 16 Zé Rafael experimentou de canhota da entrada da área e exigiu boa defesa do goleiro.

Aos 24 minutos Luan bateu cabeça com Kuscevic e a bola só não sobrou para Dalberto porque Weverton acompanhou a jogada e afastou o perigo. Aos 26 Luan deu belo lançamento para Veron, que dominou com estilo já tirando da marcação; na sequência o camisa 27 invadiu a área e tocou para Willian, que passou pela marcação e chutou entre as pernas de Luan Polli para fazer 1 a 0.

O gol abalou o Sport na mesma proporção que acomodou o Palmeiras. O jogo só voltou a ter emoção nos minutos finais. Aos 41 Thiago Neves soltou a bomba da entrada da área e Weverton espalmou. No minuto seguinte Zé Rafael roubou a bola no meio-campo e avançou até a entrada da área, quando chutou por cima. Willian e Breno Lopes, livres um de cada lado, ficaram reclamando o passe.

Segundo tempo

Novidade do Verdão na volta do intervalo (entrou no lugar de Veron), Gabriel Menino criou a primeira chance da etapa final ao chutar forte, cruzado, de fora da área; Luan Polli espalmou. Aos 10 o Sport envolveu a defesa alviverde com uma rápida troca de passes que terminou com Jonathan Gomez batendo fraco, nas mãos de Weverton.

Aos 12 minutos Raphael Veiga sentiu algo na coxa esquerda e pediu substituição. Alan Empereur entrou em seu lugar. O técnico Abel Ferreira aproveitou a paralisação para trocar Zé Rafael por Patrick de Paula. Logo depois das mexidas o Sport chegou com perigo: Patric cruzou, Thiago Neves ganhou pelo alto de Menino, mas escorou fraco, fácil para Weverton.

Num rápido contra-ataque, aos 15 minutos, o Verdão desperdiçou outra chance para fazer o 2 a 0: Breno Lopes arrancou, tocou para Esteves, que devolveu para o atacante chutar na trave. Aos 18 outra chegada do Palmeiras: Gabriel Menino cruzou, a defesa afastou parcialmente, Willian ficou com a bola e chutou à direita do goleiro.

A partida era movimentada. Aos 21 minutos Dalberto bateu de longe, sem perigo para Weverton. Aos 22 e 24 Abel promoveu novas alterações, primeiro trocou Lucas Lima por Rony, depois Esteves por Danilo. Aos 27 minutos Rony recebeu lançamento e preparou a jogada para Patrick chegar chutando; a bola tirou tinta da trave esquerda de Luan Polli.

O segundo gol do Palmeiras parecia próximo. Aos 32 minutos Willian passou para Breno Lopes fuzilar a meta de Luan Polli, que fez milagre de mão invertida. A partir dos 35 minutos o Sport teve mais posse de bola, mas diante da boa marcação imposta pelo Verdão, nenhuma chance clara de gol foi criada.

O jogo caminhava para o final até que no último lance o árbitro marcou pênalti numa bola na mão de Rony após Kuscevic tentar afastar da área, mas o VAR recomendou a revisão e a marcação foi anulada, já que foi acidental. Seria um castigo injusto.

Com a vitória na Ilha do Retiro o Palmeiras chega a 47 pontos e independente dos outros resultados da rodada permanecerá na sexta colocação do Brasileirão.

Agora é decisão. Terça-feira (12/1), com força máxima, o Verdão recebe o River Plate pelo jogo de volta da semifinal da Libertadores. A partida será no Allianz Parque, às 21h30.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.