Twitter RSS
Close

Godoy Cruz (ARG) 2 x 2 Palmeiras – 23/07/2019

O jogador Dudu, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Arena, do CD Godoy Cruz AT, durante partida de ida, válida pelas oitavas de final, da Copa Libertadores, no Estádio Malvinas Argentinas. Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação.

Pela primeira vez na história o Palestra foi a Mendoza, na Argentina, enfrentar a equipe do Godoy Cruz no primeiro prélio pelas oitavas de final da Libertadores.

Vindo de 2 derrotas seguidas, o Palmeiras começou o jogo de forma irreconhecível. Desorganizados e errando muitos passes, os comandados de Felipão saíram atrás do marcador logo aos 5′. Com meia hora de jogo o placar apontava 2 x 0 para os mandantes.

Aos 34′ Felipe Melo descontou, mas logo em seguida Gustavo Gomez cometeu pênalti para desespero da torcida. Weverton defendeu e deu ânimo aos alviverdes que cresceram na partida.

Na segunda etapa o Verdão voltou melhor e praticamente dominou o jogo. Empatou aos 13′ e criou algumas chances, mas não o suficiente para vencer.

O torcedor contava com uma vitória, no entanto, um empate com gols não é um mau resultado, considerando a regra do gol qualificado.

Jogo de ida válido pelas oitavas de final da Libertadores 2019.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Malvinas Argentinas, Mendoza-ARG
Data: 23/07/2019, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Alexander Guzman (COL) e Dionisio Ruiz (COL)
Cartões amarelos: Aleo e Brunetta (GOD); Luan (PAL)
Gols: Godoy Cruz: Santiago García, aos 5 e aos 28 minutos do primeiro tempo;
Palmeiras: Felipe Melo, aos 34 minutos do primeiro tempo, e Borja, aos 13 minutos do segundo tempo

Godoy Cruz: Mehring; Varela, Arena, Cardona e Aleo; Gutiérrez, Andrada e Bullaude (Manzur); Brunetta, Merentiel (Prieto) e Santiago García
Técnico: Lucas Bernardi

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Raphael Veiga; Dudu, Willian (Hyoran) e Borja (Deyverson)
Técnico: Felipão

Jogo completo, PTD, Lancenet!, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao

Godoy Cruz abre 2 a 0, mas Verdão reage e busca o empate na Argentina

Felipe Melo e Borja fizeram os gols do Palmeiras no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores; volta é em uma semana.

Com Raphael Veiga, Willian e Borja de novidades, o Palmeiras iniciou o jogo sendo surpreendido pelo Godoy Cruz, que buscou o gol desde o apito inicial do juiz. Aos 2 minutos Gutiérrez recebeu livre na área mas por sorte finalizou muito mal. Aos 5 Andrada aproveitou vacilo na marcação de Veiga e cruzou; Marcos Rocha não conseguiu cortar e Brunetta ajeitou para Santigo García concluir de cabeça: 1 a 0.

A frente no placar, o time da casa imediatamente mudou de postura e recuou, chamando o Verdão para seu campo de defesa. Aos 10 minutos Bruno Henrique cruzou para Borja ganhar da marcação pelo alto e exigir boa defesa de Mehring; na sobra Dudu devolveu para o colombiano, que chutou torto, para fora. Aos 15 Brunetta arriscou da entrada da área, nas mãos de Weverton.

Aos 19 minutos Willian fez boa jogada individual pelo lado direito do ataque e a bola sobrou para Raphael Veiga, livre dentro da área, bater de direita, por cima do travessão. Ele poderia ter ajeitado para o pé bom. Aos 25 Borja tentou resolver sozinho de longe, e naturalmente isolou.

A tática do Godoy Cruz de se retrair para explorar os contra-ataques deu certo aos 28 minutos: Brunetta arrancou em velocidade, dividiu com Luan na entrada da área e rolou para Santiago García, livre, bater forte na saída de Weverton: 2 a 0. Sendo surpreendido por um adversário modesto, o Verdão não jogou a toalha e conseguiu diminuir o prejuízo pouco tempo depois: aos 34 minutos Marcos Rocha cruzou, o goleiro saiu mal do gol e Felipe Melo conferiu: 2 a 1.

Ao invés de aproveitar o gol para se tranquilizar em campo, o time de Felipão seguiu afobado. Aos 37 minutos, num lance bobo – um bicão da defesa, Gómez primeiro não deu combate e depois puxou a camisa de Santiago García na linha da grande área; o assistente viu o pênalti e dedurou para o árbitro. García foi para a cobrança mas Weverton defendeu com o pé.

Se o gol de Felipe Melo não fez o Palmeiras se arrumar, a defesa de Weverton também não. Nos minutos restantes do primeiro tempo o Godoy Cruz esteve mais próximo do gol. Aos 41 minutos Merentiel cobrou falta e viu a bola passar relativamente perto da trave direita. Aos 46 Marcos Rocha recuou mal para Weverton, que afastou o perigo como pôde.

Na etapa final o Verdão voltou melhor organizado e com os ânimos controlados, lembrando o time de antes da Copa América. Aos 9 minutos Borja deu ótimo passe para Willian chutar de canhota, à esquerda do goleiro. Aos 11 Dudu cobrou escanteio na cabeça de Felipe Melo, que parou em boa defesa de Mehring.

O gol de empate parecia questão de tempo, até que aos 13 minutos saiu. Luan deu uma de meia armador e enfiou para Borja girar para cima da marcação e tocar na saída do goleiro: 2 a 2. Golaço. Sem reação, o Godoy Cruz assistia ao Palmeiras jogar. Aos 18 minutos Veiga cruzou para Dudu tentar com o pé ruim, para fora. Aos 20 Diogo Barbosa cruzou para o camisa 7 concluir de cabeça, à direita do goleiro.

Acuada, a equipe da casa foi finalizar pela primeira vez no segundo tempo apenas aos 25 minutos com Varela após cobrança de escanteio; o zagueiro foi no terceiro andar e escorou por cima do travessão. Aos 30 García enfiou para Brunetta chutar forte e parar em Weverton.

Logo após a segunda chance da equipe argentina, Felipão promoveu a primeira alteração: Willian deu lugar a Hyoran. Sete minutos mais tarde, aos 37, o treinador trocou de centroavante: Borja por Deyverson.

Talvez satisfeito com o empate após estar perdendo por 2 a 0, o Verdão diminuiu o ritmo nos minutos finais, mesmo assim foi dono da última chance clara de gol: aos 42 Bruno Henrique cobrou falta com perigo, mas Mehring estava atento e evitou a virada, que ainda não aconteceu sob o comando de Felipão.

Com o empate na Argentina o Palmeiras pode empatar por 0 a 0 ou 1 a 1 na partida de volta para avançar às quartas de final da Libertadores. O confronto decisivo acontecerá na próxima terça-feira (30/07), em casa.

Após 4 jogos seguidos como visitante, no sábado (27/07, às 17h) o Verdão volta a atuar no Allianz Parque diante o Vasco, pela 12ª rodada do Brasileirão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.