Twitter RSS
Close

Ceará 2 x 0 Palmeiras – 20/07/2019

O jogador Felipe Melo, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Willian Oliveira, do Ceará SC, durante partida válida pela décima primeira rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na Arena Castelão. Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação.

Após a derrota e consequente eliminação da Copa do Brasil no meio de semana, o Verdão foi ao Ceará enfrentar a equipe local com o propósito de vencer para manter a liderança isolada do campeonato e, principalmente, não deixar nenhuma crise se instaurar.

Mesmo com força máxima em campo, o Palmeiras não conseguiu criar nada efetivo. Até começou bem, movimentando bem a bola e tendo o controle da partida. Aos poucos, sem conseguir furar a retranca adversária, as chances foram sumindo e aos 31 saiu o gol dos mandantes.

Na etapa final, com Willian no lugar de Gustavo Scarpa, o Palmeiras voltou um pouco melhor organizado, mas não mudou o panorama do jogo. Numa vacilada o Palestra tomou o segundo gol e perdeu completamente o controle emocional na partida.

A primeira derrota do Palmeiras no Campeonato Brasileiro deixa a equipe com 26 pontos, possibilitando nova aproximação de Santos e Flamengo.

Jogo válido pela 11ª rodada do Brasileirão 2019.

FICHA TÉCNICA

LOCAL: Castelão, Fortaleza (CE)
DATA-HORA: 20/7/2019 – 19h
ÁRBITRO: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
ASSISTENTES: Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes (ambos de SC)
ÁRBITRO DE VÍDEO: Rodrigo Nunes de Sá (RJ), Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ) e Carlos Berkenbrock (SC)
PÚBLICO E RENDA: 32.287 pagantes/R$ 958.408,00
CARTÕES AMARELOS: Luiz Otávio, Felippe Cardoso, William Oliveira (CEA), Felipe Melo, Gustavo Gómez (PAL)
CARTÕES VERMELHOS: não houve
GOLS: Mateus Gonçalves 31’/1ºT (1-0), Leandro Carvalho 26’/2ºT (2-0)

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Valdo, Luiz Otávio e João Lucas; William Oliveira (Pedro Ken, 34’/2ºT), Ricardinho, Felipe Silva (Fernando Sobral, 36’/2ºT) e Thiago Galhardo, Mateus Gonçalves (Leandro Carvalho, 24’/2ºT) e Felippe Cardoso. TÉCNICO: Enderson Moreira.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo e Bruno Henrique; Gustavo Scarpa (intervalo, Willian), Zé Rafael (Raphael Veiga, 9’/2ºT) e Dudu (Ramires, 25’/2ºT); Deyverson. TÉCNICO: Luiz Felipe Scolari.

Jogo completo, PTD, Lancenet!Globo EsporteTerra EsportesEstadaoFolha Online.

Palmeiras confirma má fase e perde para o Ceará em Fortaleza por 2 a 0

Mesmo sem poupar titulares, time de Felipão volta a jogar mal e conhece a primeira derrota no Brasileirão.

Surpreendentemente com força máxima – a única alteração promovida por Felipão foi a entrada de Scarpa no lugar de Lucas Lima, o Palmeiras iniciou o jogo procurando o gol. Logo aos 51 segundos Scarpa cruzou para Deyverson, que escorou fraco, fácil para o goleiro. No lance seguinte, porém, Diogo teve mais trabalho na conclusão de cabeça de Zé Rafael após cobrança de falta de Dudu.

Aos 9 minutos Luan cobrou uma falta da intermediária que passou relativamente perto do travessão. A partir daí o Verdão perdeu rendimento e passou a encontrar muitas dificuldades para furar a retranca do Ceará. O time só voltaria a ameaçar a meta de Diogo aos 21 minutos, quando Diogo Barbosa cruzou para Deyverson por baixo, mas a defesa bloqueou; a bola voltou para o lateral que encheu o pé e parou em boa defesa do goleiro.

O Ceará foi levar perigo para Weverton pela primeira vez apenas aos 23 minutos: William Oliveira arriscou de média distância, por cima. Aos 31 Matheus Gonçalves fez o que quis na entrada da área sem ser incomodado e rolou para Lucas chutar; a bola bateu em Luan e voltou para Matheus Gonçalves, que estava livre – o atacante soltou a bomba e correu para o abraço: 1 a 0. Os jogadores do Palmeiras ainda pediram falta de Deyverson no início da jogada, que não aconteceu.

Perdendo o jogo, o time do técnico Luiz Felipe Scolari não mostrou forças para buscar o empate ainda no primeiro tempo. A única chance criada foi aos 40 minutos, quando Marcos Rocha cruzou para Deyverson desviar a bola nas mãos do goleiro. Para piorar, o Ceará quase fez o segundo aos 49 em uma cobrança de falta que passou perto da trave direita de Weverton.

Na etapa final, com Willian no lugar de Gustavo Scarpa, o Palmeiras voltou um pouco melhor organizado. Aos 4 minutos Diogo Barbosa enfiou para Deyverson, que tentou um drible e mais e foi desarmado por Valdo. Aos 8 novamente uma jogada pela esquerda e com os mesmos protagonistas: Diogo cruzou para Deyverson desviar para fora.

Logo após a chance desperdiçada Felipão promoveu outra alteração: Zé Rafael deu lugar a Raphael Veiga. Aos 16 minutos Marcos Rocha cobrou lateral na área, Deyverson ganhou pelo alto e mandou rente ao travessão. No lance seguinte Dudu arriscou da entrada da área, com desvio, para fora. O escanteio não resultou em nada.

Aos 21 minutos Diogo Barbosa soltou a bomba de média distância e fez Diogo defender em dois tempos. Aos 22 Marcos Rocha enfiou por baixo para Deyverson, a defesa do Ceará conseguiu tirar e na sobra a bola bateu na mão de Valdo. O árbitro assinalou o pênalti mas o VAR desmarcou.

Enquanto o time tentava assimilar a anulação da penalidade, Scolari mexeu pela última vez: Dudu foi substituído por Ramires, estreante da noite. Aos 26 o gol saiu. Para o Ceará. Após um bicão da defesa, Felipe Melo tentou cortar mas acabou ajeitando para Felipe Carvalho ganhar de Diogo Barbosa na corrida e tocar na saída de Weverton: 2 a 0.

Praticamente com a derrota confirmada, o Verdão perdeu o controle emocional e só passou a criar chances em lances isolados. Aos 34 minutos a bola sobrou para Luan dentro da área, mas o zagueiro se atrapalhou sozinho e teve o ângulo fechado por Diogo. Aos 44 Felipe Melo experimentou de longe e viu a bola passar perto do travessão.

Nos acréscimos o Ceará manteve o controle da partida e sob gritos de “olé” tocou a bola até o apito final do juiz. A primeira derrota do Palmeiras no Campeonato Brasileiro deixa a equipe com 26 pontos, possibilitando nova aproximação de Santos e Flamengo.

Agora o Palmeiras muda o foco para a Libertadores, já que às 21h30 de terça-feira (23/07) visita o Godoy Cruz pelo jogo de ida das oitavas de final.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.