Twitter RSS
Close

Botafogo 0 x 1 Palmeiras – 25/05/2019

O jogador Gustavo Gómez, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do Botafogo FR, durante partida valida pela sexta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Mané Guarrincha. Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Jogando fora de casa, mas com grande a maioria da torcida a favor (o Botafogo vendeu o mando de campo), o Verdão venceu mais uma e segue firme na liderança do campeonato.

O Palmeiras fez um jogo consistente. Teve bastante iniciativa e grande volume, apesar de relativamente poucas chances claras.

Vitória merecida num gol de pênalti marcado após revisão do lance pelo VAR. Com o triunfo o Palestra vai a 16 pontos, de 18 possíveis, e segue líder isolado da competição.

Jogo válido pela 6ª rodada do Brasileirão 2019.

FICHA TÉCNICA

Local: Mané Garrincha, Brasília-DF
Data: 25/05/2019, sábado, 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG-Fifa) e Clovis Amaral da Silva (PE)
Público: 33.143 presentes
Renda: R$ 2.320.830,00
Cartões amarelos: João Paulo, Gilson, Leonardo Valencia, Gustavo Bochecha, Fernando, Gatito, Gabriel, Cicero, Diego Souza e Gustavo Ferrareis (BOT)
Gol: Gustavo Gómez, aos 16 minutos do segundo tempo

Botafogo: Gatito; Fernando, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana, João Paulo (Yuri), Luiz Fernando (Igor Cássio) e Leonardo Valencia (Gustavo Ferrareis); Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan (Antônio Carlos), Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Lucas Lima (Moisés); Zé Rafael (Gustavo Scarpa), Dudu e Deyverson
Técnico: Felipão

Gol, Jogo completo, PTDLancenet!Globo Esporte, Terra EsportesEstadao

PALMEIRAS x BOTAFOGO: RETROSPECTO GERAL
O Palmeiras já enfrentou o Botafogo em 117 oportunidades ao longo da história. Foram 46 vitórias, 37 empates e 34 derrotas. O Maior Campeão do Brasil marcou 174 gols e foi vazado 148 vezes. Pelo Campeonato Brasileiro, são 56 jogos, 24 vitórias, 18 empates e 14 derrotas, com 76 gols marcados e 55 gols sofridos.

PALMEIRAS x BOTAFOGO: INVENCIBILIDADE DE CINCOS JOGOS
O Palmeiras ostenta diante do Botafogo uma série de cinco partidas de invencibilidade. São quatro vitórias alviverdes e um empate – o último triunfo do time carioca aconteceu em julho de 2016. Neste período, o Maior Campeão do Brasil marcou oito gols e foi vazado apenas duas vezes.

PALMEIRAS x BOTAFOGO: ÚLTIMO JOGO CONTRA O TIME CARIOCA
O encontro mais recente entre Palmeiras e Botafogo aconteceu no dia 22 de agosto de 2018, pelo Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque, e terminou com vitória alviverde por 2 a 0. O grande destaque daquele jogo foi o meio-campista Lucas Lima, que entrou no intervalo da partida e marcou os dois gols da vitória. Naquela oportunidade, o Verdão foi a campo com Weverton; Mayke, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Lucas Lima) e Moisés; Willian, Borja (Deyverson) e Dudu (Artur).

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 25/05/2019 – 17:56h.
Com gol de Gómez, Verdão vence o Botafogo em Brasília e segue voando no Brasileirão

Vitória do Palmeiras saiu de um pênalti em Deyverson indicado pelo VAR; time de Felipão vai a 16 pontos de 18 possíveis.

Com Lucas Lima de titular, e não Gustavo Scarpa, o Palmeiras iniciou o jogo pressionando o Botafogo no campo de defesa. Aos 3 minutos Zé Rafael experimentou da entrada da área, para fora. Aos 5 Deyverson finalizou de bicicleta na trave, mas o lance já estava anulado por impedimento do camisa 16.

Aos 8 minutos Dudu bateu de canhota buscando o canto direito do goleiro, mas Marcelo interceptou e mandou para escanteio, que não resultou em nada. Melhor em campo, o Verdão dificultava a saída de bola da equipe adversária, mas passou a encontrar mais dificuldades para concluir a gol, o que votou a acontecer apenas aos 24 minutos, quando Marcos Rocha cruzou para Dudu tentar de cabeça, sem direção.

A finalização do camisa 7, no entanto, fez o Palmeiras voltar a pressionar. Aos 26 minutos Dudu enfiou para Lucas Lima cruzar rasteiro; Zé Rafael chegou dividindo com Cícero, que levou a melhor. O Botafogo só foi conseguir responder, muito timidamente, aos 28 minutos: Fernando cruzou e Leonardo Valencia desviou de cabeça para fora, sem qualquer perigo para Weverton.

Com dificuldade para furar a forte marcação da equipe carioca, aos 35 minutos Bruno Henrique arriscou de fora da área; a bola desviou em Marcelo e saiu em escanteio. Na cobrança ensaiada entre Dudu e Lucas Lima, o camisa 7 finalizou por cima do travessão. Aos 39, após sobra de outro escanteio, desta vez do lado oposto, a bola sobrou para Thiago Santos, que foi atrapalhado involuntariamente por Deyverson na hora do chute.

Só dava Verdão. Aos 40 minutos Dudu cruzou para Deyverson desviar de cabeça e ver a bola tirar tinta da trave direita do goleiro. Antes do primeiro tempo terminar ainda deu tempo de acontecer uma confusão generalizada após forte carrinho de Gilson em Dudu, já fora de campo. Os Palmeirenses queriam o segundo amarelo para o botafoguense, mas o árbitro contemporizou.

Na etapa final o Palmeiras não voltou imprimindo o mesmo ritmo do começo do jogo, tanto que a primeira finalização foi do Botafogo, aos 3 minutos com Cícero, mas o chute foi sem direção. Aos 6 Bruno Henrique respondeu para o Verdão de falta; a bola passou perto da trave direita do goleiro.

Aos 8 minutos, após cruzamento de Marcos Rocha, Dudu dominou e finalizou desajeitado; Gatito fez a defesa em dois tempos. No segundo lance o árbitro assinalou uma simulação de Deyverson e amarelou o atacante, mas o VAR enxergou um pisão de Gabriel no centroavante. Depois de 4 minutos o pênalti foi assinalado e o cartão anulado. Aí foi a vez Botafogo reclamar, retardando a cobrança em mais 4 minutos. Aos 16 Gómez converteu: 1 a 0.

Atrás no marcador, o Botafogo resolveu atacar. Aos 19 minutos Fernando arriscou de longe, por baixo, mas Weverton foi buscar. Aos 25 minutos Luan sentiu uma lesão muscular e foi substituído por Antônio Carlos. Aos 26 Lucas Lima cruzou para Deyverson finalizar para fora, mas a bola era para Dudu, que estava livre logo atrás. Na sequência Felipão trocou Zé Rafael por Gustavo Scarpa.

A primeira participação do camisa 14 na partida não demorou: aos 31 minutos ele cruzou para Deyverson bater de primeira, para fora. Aos 32 Diogo fez boa jogada individual, e como ninguém o acompanhou, ele resolveu finalizar; na primeira tentativa parou em Gatito, e na segunda faltou o pé direito.

Com o Botafogo mais ofensivo, embora não muito perigoso, o Palmeiras tentava explorar os espaços que ficavam na defesa alvinegra. Aos 35 minutos Lucas Lima foi à linha de fundo e cruzou para Dudu, que dominou e bateu cruzado, para fora. Aos 40 Scolari mexeu pela última vez, sacando Lucas Lima para a entrada de Moisés.

Aos 43 minutos o Verdão teve outra chance para matar a partida, desta vez com Dudu, que preferiu arriscar um chute colocado de fora da área ao invés de passar para Deyverson, que estava livre do seu lado esquerdo. Nos 8 minutos de acréscimo o Palmeiras optou por segurar o resultado, deixando a posse de bola com o adversário, que não sabia o que fazer com ela. Aos 50 o gol do alívio até saiu, com Dudu, mas foi corretamente anulado por impedimento.

Com mais uma vitória no Brasileirão, a quinta em 6 jogos, sendo a segunda como visitante, o time de Felipão vai a 16 pontos e mantém a liderança isolada por mais uma rodada.

Quinta-feira (30/05) o Verdão recebe o Sampaio Corrêa podendo empatar para avançar às quartas de final da Copa do Brasil. O jogo será disputado às 20h, no Allianz Parque.

1 thought on “Botafogo 0 x 1 Palmeiras – 25/05/2019

  1. Destaque para a prisão do ex-jogador roni, tentando pagar menos impostos diminuindo o valor do que efetivamente entrou na bilheteria.
    Sobre a atuação do time, sólida, consistente, sem passar sustos. Mais 3 na conta.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.