Twitter RSS
Close

Sampaio Corrêa 0 x 1 Palmeiras – 22/05/2019

O jogador Moisés, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do Sampaio Corrêa FC, durante partida valida pelas oitavas de final, ida, da Copa do Brasil, no Estádio Castelão. Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Com apenas Felipe Melo de titular, por estar suspenso do próximo jogo do Brasileirão, o Palmeiras estreou na Copa do Brasil 2019 já na fase de oitavas buscando o tetra da competição.

O time em campo mostrou um futebol bastante fraco e praticamente não criou muitas chances agudas de gol. Uma cobrança de falta na trave na primeira etapa e o gol, também de falta, nos acréscimos do segundo tempo.

A vitória dá tranquilidade ao Palestra para o jogo de volta, que pode até empatar para avançar às quartas.

Jogo de ida válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2019.

FICHA TÉCNICA

Local: Castelão, São Luís-MA
Data: 21/05/2019, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Alex dos Santos (SC)
Cartões amarelos: Douglas Assis (SAM)
Gol: Moisés, aos 46 minutos do segundo tempo

Sampaio Corrêa: Andrey; Everton Silva, Douglas Assis, Moisés e Felipe Dias; Dedé, Diones e Eloir; Cleitinho (Esquerdinha); João Paulo (Gustavinho) e Salatiel
Técnico: Julinho Camargo

Palmeiras: Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Antônio Carlos e Victor Luis; Felipe Melo, Moisés e Lucas Lima (Felipe Pires); Hyoran (Dudu), Carlos Eduardo e Arthur Cabral (Deyverson)
Técnico: Felipão

Gol, Jogo completo, PTD, ESPN, UOL, Lancenet!Globo EsporteTerra EsportesEstadao,

PALMEIRAS x SAMPAIO CORRÊA: RETROSPECTO GERAL
O Palmeiras já enfrentou o Sampaio Corrêa em sete oportunidades ao longo da história. Foram cinco vitórias palestrinas, um empate e uma derrota. O Maior Campeão do Brasil marcou 21 gols e foi vazado quatro vezes.

PALMEIRAS x SAMPAIO CORRÊA: CONFRONTOS ANTERIORES PELA COPA DO BRASIL
O sorteio da Copa do Brasil 2019 garantiu o quarto encontro entre Palmeiras e Sampaio Corrêa na história do torneio nacional. Os outros foram em 1992 (classificação palmeirense na 1ª fase – 1 a 0 e 4 a 0), 2014 (classificação palmeirense na 2ª fase – 1 a 2 e 3 a 0) e 2015 (classificação palmeirense na 3ª fase – 1 a 1 e 5 a 1), sempre com o Verdão jogando a primeira partida fora de casa e decidindo o embate em seus domínios.

PALMEIRAS x SAMPAIO CORRÊA: ÚLTIMO JOGO
O último encontro entre Palmeiras e Sampaio Corrêa aconteceu no dia 12 de maio de 2015, também pela Copa do Brasil. Após empatarem em 1 a 1, no Maranhão, os dois times se encontraram no Allianz Parque, valendo uma vaga na fase seguinte do torneio nacional. O Maior Campeão do Brasil venceu por 5 a 1, com gols marcados por Zé Roberto (2), Vitor Hugo, Cristaldo e Kelvin. Naquela oportunidade, a escalação foi Fernando Prass, Lucas, Wellington, Vitor Hugo e Egídio; Amaral (Robinho), Gabriel, Zé Roberto e Rafael Marques; Dudu (Leandro) e Cristaldo (Kelvin).

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 22/05/2019 – 21:11h.
Moisés marca nos acréscimos e Verdão vence o Sampaio Corrêa em São Luís

Meia contou com colaboração do goleiro para dar ao Palmeiras vantagem nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Apenas como Felipe Melo de titular, o Palmeiras iniciou o jogo num ritmo cadenciado, esperando o Sampaio Corrêa, que por sua vez também não mostrava muita disposição ofensiva. A morosidade da partida foi quebrada aos 16 minutos, quando Moisés e Hoyran fizeram bonita tabela, mas na hora do passe para Arthur o camisa 10 colocou muita força na bola.

Aos 18 minutos Victor Luis cobrou lateral na área e Edu Dracena desviou de cabeça, para fora. Aos 22 Lucas Lima puxou contra-ataque e acionou Carlos Eduardo, que bateu rente à trave esquerda do goleiro. O assistente, no entanto, já havia assinalado impedimento do camisa 37.

O time da casa só foi fazer Fernando Prass trabalhar aos 25 minutos, quando Dedé passou por Victor Luis e cruzou por baixo, mas o camisa 1 Palmeirense estava atento e agarrou a bola. Aos 31 Salatiel recebeu em profundidade e Edu Dracena chegou no último instante para travar. Na cobrança de escanteio, Prass falhou e permitiu que Salatiel escorasse na sua frente, por sorte, por cima do travessão.

Mesmo em marcha lenta, o Verdão acabou sendo dono da principal chance de gol da etapa inicial: aos 36 minutos Hyoran cobrou muito bem uma falta de média distância no ângulo direito de Andrei, que fez linda defesa com a ponta dos dedos; a bola bateu na trave e sobrou para a defesa afastar. Antes do intervalo ainda deu tempo para uma última investida do Sampaio Corrêa, também em bola parada: após escanteio Felipe Dias balançou a rede, mas pelo lado de fora.

O Palmeiras voltou para o segundo tempo com Deyverson no lugar de Arthur, mas quem teve a primeira chance de gol foi o time maranhense, logo aos 2 minutos: Everton cobrou falta, a bola explodiu em Moisés e sobrou para Cleitinho bater colocado e parar em boa defesa de Prass.

A resposta do Verdão não demorou e veio em dose dupla, em jogadas parecidas. Aos 8 minutos Carlos Eduardo recebeu pela direita e cruzou por baixo, mas Dracena não acreditou na jogada. Aos 10 foi a vez de Moisés receber na ponta, pela esquerda, e cruzar rasteiro para a área, mas ninguém de branco apareceu.

Aos 17 minutos um susto: Prass não conseguiu interceptar um cruzamento e soltou a bola nos pés de Salatiel, que finalizou em cima do goleiro. Para alegria da torcida alviverde que foi em ótimo número ao Castelão, aos 20 minutos Felipão mandou Dudu para o jogo; o camisa 7 entrou no lugar de Hyoran (a torcida queria que fosse no de Carlos Eduardo).

A entrada de Dudu, no entanto, não surtiu o efeito esperado, já que o time seguiu com dificuldades para articular jogadas ofensivas. Satisfeito com o resultado parcial, o Sampaio Corrêa passou a abusar da cera, esfriando ainda mais o jogo.

Aproveitando a desorganização do Verdão, o time da casa tentou a sorte aos 37 minutos, num rápido contra-ataque: Carlos Eduardo não conseguiu acompanhar Everton, que cruzou para Salatiel, mas Antônio Carlos fez o corte preciso antes da finalização. No minuto seguinte Scolari promoveu a última alteração: vaiado, Lucas Lima deu lugar a Felipe Pires.

Nos minutos finais Palmeiras e Sampaio Corrêa não mostravam mais qualquer ambição, até que aos 46 minutos Dudu sofreu falta na intermediária e Moisés resolveu arriscar direto; o goleiro Andrey aceitou: 1 a 0.

Depois do gol o time de Felipão administrou o resultado até o apito final. As equipes voltam a se enfrentar na semana que vem, no Allianz Parque. Ao Verdão basta um empate para avançar às quartas de final da Copa do Brasil.

O Palmeiras volta a campo às 16h de sábado (25/05) para enfrentar o Botafogo, em Brasília, pela sexta rodada do Brasileirão.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.