Twitter RSS
Close

Ceará 2 x 2 Palmeiras – 10/06/2018

42003872084_1a636385f8_o
Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Empate com sabor amargo de derrota.

Depois da ótima vitória contra o Grêmio, em Porto Alegre, fomos ao Ceará enfrentar o lanterna do campeonato.

Abrimos 2 x 0 logo no começo do jogo e parecia que viria uma goleada.

Aos poucos o time foi relaxando e tomou um gol. Na segunda etapa mais vaciladas e fomos castigados com o empate.

Justiça foi feita e 2 pontos preciosos desperdiçados.

Jogo válido pela 11ª rodada do Brasileirão 2018.

Gols, melhores momentos, jogo completo.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 2 X 2 PALMEIRAS

LOCAL: Arena Castelão, Fortaleza (CE)
DATA-HORA: 10/6/2018 – 16h
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
AUXILIARES: Leirson Peng Martins (RS) e José Eduardo Calza (RS)
PÚBLICO/RENDA: 32.081 pagantes/R$ 959.576,00
CARTÕES AMARELOS: Pio e Samuel Xavier (CEA), Willian e Jean (PAL)
CARTÕES VERMELHOS: –
GOLS: Thiago Santos (5’/1ºT) (0-1), Dudu (22’/1ºT) (0-2), Felipe Azevedo (25’/1ºT) (1-2), Elton (42’/1ºT) (2-2),

CEARÁ: Éverson; Samuel Xavier (Arnaldo, aos 23’/2ºT), Rafael Pereira, Luiz Otávio e João Lucas; Naldo, Pio, Ricardinho e Reina (Elton, no intervalo); Eder Luis (Luidy, aos 21’/2ºT) e Felipe Azevedo. TÉCNICO: Lisca.

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Thiago Martins, Edu Dracena e Victor Luís; Thiago Santos, Jean e Lucas Lima (Moisés, aos 29’/2ºT); Hyoran (Mayke, aos 40’/2ºT), Dudu (Artur, aos 21’/2ºT) e Willian. TÉCNICO: Roger Machado.

Palmeiras enfrenta Ceará pela 24ª vez na história; confira o retrospecto

Bruno Alexandre Elias
Departamento de Comunicação

O Palmeiras visita o Ceará neste domingo (10), no Castelão, em Fortaleza (CE), pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. As equipes já se enfrentaram por 23 vezes ao longo da história, e o Alviverde leva vantagem absoluta no confronto: são 13 vitórias, oito empates e apenas duas derrotas, com 54 gols marcados contra 16 sofridos.

O primeiro embate entre os dois times aconteceu em 1938, quando o Verdão ainda se chamava Palestra Italia – mudou para Palmeiras em 1942 devido à Segunda Guerra Mundial. Na ocasião do primeiro confronto, o Palestra venceu do time cearense pela contagem de 5 a 1, no Campo do Prado, em Fortaleza (CE), com gols de Barrilote (2), Imparato, Feitiço e Luizinho Mesquita. A partida foi válida pelo Quadrangular de Fortaleza.

Pelo Campeonato Brasileiro, Palmeiras e Ceará já protagonizaram 12 duelos, com oito triunfos alviverdes, três empates e uma derrota – o Verdão balançou as redes adversárias em 23 oportunidades e foi vazado em outras cinco ocasiões. O primeiro embate aconteceu em 1971 (vitória palmeirense por 3 a 0) e o último em 2011 (vitória por 1 a 0).

Com quatro gols cada, Leivinha, Nei e Viola são os maiores artilheiros frente o Ceará. Já o técnico que por mais vezes esteve à frente do banco de reservas palmeirense em duelos ante a equipe do estado nordestino foi Luiz Felipe Scolari, o Felipão, com seis duelos acumulados.

10 de junho

Em 14 jogos disputados em dias 10 de junho, o Alviverde possui retrospecto positivo, com sete vitórias, cinco empates e duas derrotas. O Maior Campeão do Brasil balançou as redes adversárias em 38 ocasiões nesta data, e foi vazado em 20 oportunidades.

Palmeiras abre 2 a 0, se acomoda, cede o empate ao Ceará e perde posições
Time de Roger Machado vacila em Fortaleza e desperdiça a chance de ser vice-líder; agora é 5º.
Embalado pelas vitórias sobre São Paulo e Grêmio, o Verdão iniciou o jogo abstraindo os vários desfalques. Aos 48 segundos Victor Luis fez boa jogada individual pela esquerda mas depois se empolgou e finalizou muito mal. Aos 4 minutos Dudu enfiou bela bola para Victor Luis, que teve o cruzamento interceptado. Na cobrança de escanteio executada pelo camisa 7, ninguém Marcos Thiago Santos, que saltou sozinho para abrir o placar: 1 a 0.

Em desvantagem, o Ceará tentou reagir rapidamente. Aos 7 minutos Felipe Azevedo arriscou de média distância, nas mãos de Jailson. Aos 14 Ricardinho, já de dentro da área, chutou rasteiro mas o goleiro Palmeirense estava atento de fez a defesa.

Quando os mandantes ameaçavam gostar da partida, o Palmeiras deu o segundo bote: aos 22 minutos Lucas Lima roubou a bola na intermediária; Hyoran tabelou com Willian e rolou para Dudu concluir de canhota: 2 a 0. A torcida alviverde presente em ótimo número à Arena Castelão ainda comemorava quando o Ceará descontou: aos 25 minutos Samuel Xavier cruzou, ninguém de verde cortou e a bola sobrou para Felipe Azevedo cabecear cara a cara com Jailson: 2 a 1.

O gol do Ceará não mudou a postura do Verdão, que seguia esperando algum novo vacilo para ampliar a vantagem, enquanto que o adversário tentou aproveitar o bom momento. Aos 38 minutos Pio arriscou de muito longe e viu a bola passar perto do travessão. Aos 47 Éder Luis rolou para Ricardinho bater para fora. Foi o último lance do primeiro tempo.

Com mais um atacante em campo, a equipe cearense iniciou a etapa final em busca do empate. Logo no primeiro minuto Samuel Xavier cruzou para Ricardinho, que finalizou fraco, nas mãos de Jailson. O Palmeiras respondeu aos 3 minutos num chute cruzado de Jean que não levou perigo a Éverson.

Após conseguir controlar o ímpeto dos mandantes nos minutos iniciais, o Verdão quase fez o terceiro aos 15: Edu Dracena recebeu em posição legal, dominou no peito e soltou a bomba no travessão, adiando oque seria seu primeiro gol pelo clube. Aos 20 minutos Dudu pediu substituição alegando dores musculares. Artur entrou em seu lugar.

Aos 26 minutos um susto, mas de ordem médica: Victor Luis levou um chute no rosto e ficou zonzo; Mayke foi chamado por Roger para ir para o jogo, mas o titular não quis sair. Pouco depois, aos 28, quem deixou a partida foi Lucas Lima, que deu lugar a Moisés.

Aproveitando que o Ceará já não tinha mais a mesma intensidade de antes, o Palmeiras foi em busca do terceiro gol. Aos 31 minutos Willian fez boa jogada individual e tocou para Hyoran, na cara do goleiro, isolar. Aos 32 Pio arriscou de longe, fácil para Jailson.

A partir dos 35 minutos quem diminuiu o ritmo foi o Verdão. Aos 40 Roger promoveu a última alteração: Hyoran por Mayke. Aos 42 veio o castigo: após cruzamento da direita, a defesa vacilou e a bola sobrou para Elton: 2 a 2. Desperdiçando dois pontos para o lanterna, o Palmeiras tentou acelerar o ritmo nos minutos finais, mas já era tarde.

Com o resultado, além de permitir que o líder abra grande vantagem, o time de Roger Machado cai da vice-liderança para a quinta colocação. Empate com sabor de derrota.

Quarta-feira (13/06) o Palmeiras faz o último jogo antes da parada da Copa diante do Flamengo, às 21h, no Allianz Parque.

1 thought on “Ceará 2 x 2 Palmeiras – 10/06/2018

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.