Twitter RSS
Close

Fluminense 3 x 0 Palmeiras – 13/09/2014

n_palmeiras_os_jogos-8913854
Foto: www.paixaopalmeirense.com.br

As pixotadas na defesa, os gols fáceis perdidos no ataque, a arbitragem por vezes tendenciosa… eis as razões pelas quais estamos rondando o Z4 e só não entramos novamente porque tem time mais ruim.

Jogo válido pela 21ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 13/9/2014
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Público: 12.555 pagantes
Renda: R$ 322.485,00
Cartão Amarelo: Wagner, Eguren, Cristaldo, Diogo, Victorino
Gols: Fred (6’/1ºT), Fred (34’/1ºT), Conca (17’/2ºT)

Rebaixado: Diego Cavalieri; Rafinha (Edson), Marlon, Elivélton e Chiquinho (Fernando); Jean, Wágner, Cícero e Conca; Rafael Sóbis (Valencia) e Fred
Técnico: Cristovão Borges

Palmeiras: Fábio; Welder (Mendieta), Nathan, Victorino e Victor Luis; Eguren, Renato, Patrick Vieira (Cristaldo), Diogo e Juninho; Henrique (Mouche)
Técnico: Dorival Júnior

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 13/09/2014 – 20:22h.
Palmeiras para nos próprios erros
Ataque perde muitos gols, defesa falha, Fábio entrega, arbitragem atrapalha e Rebaixado faz 3 a 0 no Maracanã.

Com Patrick Vieira no lugar de Leandro, o Palmeiras iniciou o jogo esperando o Rebaixado, que também não mostrava grande vontade, mas bastou trocar três passes certos que abriu o placar. Aos 6 minutos Conca tocou para Chiquinho cruzar; Victorino furou, Fábio escorregou e Fred aproveitou: 1 a 0.

O Verdão poderia ter empatado aos 9 com Henrique, que recebeu lançamento de Victor Luis e saiu sozinho na cara de Cavalieri, mas o assistente assinalou impedimento inexistente. Aos 16 minutos o atacante arriscou de muito longe, com desvio, para fora.

Aos 20 outra investida alviverde; Juninho cruzou na cabeça de Diogo, que foi no terceiro andar mas parou numa bela defesa do ex-Palmeirense. No minuto seguinte Renato bateu da entrada da área fraco, nas mãos do goleiro. Aos 25 Welder cruzou para Renato escorar de cabeça, por cima.

Entre os 15 e os 25 minutos o Palmeiras viveu seu melhor momento na partida, mas depois voltou a observar o Rebaixado trocar passes. Aos 32, numa investida despretensiosa, Wagner foi à linha de fundo e tentou cruzar, mas Renato o bloqueou. O árbitro auxiliar dedurou uma mão involuntária do volante e o juiz assinalou pênalti, favorecendo pela segunda vez os mandantes em lances capitais. Fred cobrou e aumentou: 2 a 0.

Atrás no placar, o Verdão demorou um pouco para responder, até que aos 43 minutos Patrick Vieira foi levemente empurrado por Marlon dentro da área, e novamente a arbitragem deu uma mão para a equipe carioca ao não assinalar o pênalti.

Na etapa final o Palmeiras voltou com Mendieta e Cristaldo nos lugares de Welder e Patrick Vieira. A mudança de postura foi notada em 15 segundos, quando Renato, que assumiu a lateral-direita, cruzou para Cristaldo perder gol feito.

Aos 6 minutos, após cruzamento de Victor Luis, a bola bateu na mão de Rafinha, mas contra o Rebaixado não é pênalti. Aos 9 Juninho cobrou escanteio, Cristaldo finalizou e Marlon salvou sobre a linha. Só dava Palmeiras. Aos 13 Victor Luis fez bela jogada individual e cruzou para Henrique, que dividiu com um zagueiro e perdeu outra boa oportunidade.

O gol estava próximo, até que aos 17 minutos saiu. Para o Rebaixado. Conca cobrou falta sem ângulo pela direita e Fábio aceitou: 3 a 0. Foi a terceira finalização dos mandantes no jogo.

Persistente, o time do técnico Dorival Júnior não desistiu. Aos 19 Renato cruzou para Cristaldo finalizar para fora. O argentino foi puxado e a bola bateu na mão de um defensor, mas a arbitragem não viu nada de irregular.

Perdendo o jogo, aos 24 minutos Dorival promoveu a última alteração: Mouche entrou no lugar de Henrique, mas quem cresceu foi o Rebaixado. Aos 28 Conca cruzou e Victorino chegou antes de Fred. Aos 19, após confusão dentro da área, Fred escorou à queima roupa de Fábio, que evitou o quarto.

No contra-ataque foi a vez do Palmeiras parar numa boa defesa do goleiro. Mouche cruzou para Cristaldo fuzilar, mas Cavalieri fez milagre. Aos 39 Mouche cruzou para Cristaldo cabecear no contrapé de Cavalieri, que viu a bola tirar tinta da trave. Definitivamente não era noite. O time não deixou de brigar até o último minuto, mas faltou qualidade técnica e perna o golzinho de honra sair.

Com o resultado o Verdão permanece com 21 pontos e só não volta à zona de rebaixamento porque o Coritiba também perdeu.

Quarta-feira (17) o Palmeiras recebe o Flamengo no Pacaembu. O jogo será às 22h, no Pacaembu.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.