Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 2 Flamengo – 17/09/2014

04henriquereclamarenatosilvestregazeta
Foto: Reginaldo Castro / Gazeta Press

Depois de um terrível 1º tempo saímos tomado 2 com aquela tradicional ajuda do juiz. No retorno reagimos e mesmo com 1 a menos conseguimos o empate.

O resultado enfim nos coloca na zona do rebaixamento. Estávamos rondando fazia tempo.

Jogo válido pela 22ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 17/09/2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: José Javel Silveira (RS) e José Eduardo Calza (RS)
Assistentes adicionais: Fabricio Neves Correa (RS) e Luis Teixeira Rocha (RS)
Público: 19.350 pagantes
Renda: R$464.752,50
Cartões amarelos: Juninho (Palmeiras). Cáceres, Canteros, Chicão e Alecsandro (Flamengo)
Cartão vermelho: Valdivia (Palmeiras)
Gols: Palmeiras: Diogo, aos 2, e Victor Luis, aos 23 minutos do segundo tempo
Flamengo: Canteros, aos 12, e Alecsandro, aos 31 minutos do primeiro tempo

Palmeiras: Deola; João Pedro, Lúcio, Nathan e Victor Luis; Renato e Juninho; Mouche (Valdivia), Diogo e Cristaldo (Patrick Vieira); Henrique (Allione)
Técnico: Dorival Júnior

Flamengo: Paulo Victor; Leonardo Moura, Chicão, Wallace e João Paulo; Victor Cáceres (Amaral), Márcio Araújo (Elton), Canteros e Everton; Eduardo da Silva (Luiz Antônio) e Alecsandro
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 18/09/2014 – 00:00h.
Palmeiras empata e volta ao Z4
Time faz um péssimo primeiro tempo, se recupera no segundo e empata com o Flamengo em 2 a 2. Valdivia foi expulso.

Cheio de atacantes, o Palmeiras iniciou o jogo mostrando muita disposição, mas nenhuma qualidade. O Flamengo, esperto, apenas esperava um vacilo, que não demorou a acontecer. Aos 12 minutos João Paulo cruzou, Juninho se enrolou de forma patética e deu a bola a Canteros, que fez o gol: 1 a 0.

A primeira finalização do time do técnico Dorival Júnior surgiu apenas aos 19 minutos, quando o garoto João Pedro cruzou para Henrique; o atacante chutou mas a bola desviou em Chicão. Aos 22 Márcio Araújo (aquele!) arriscou de longe e fez Deola defender em dois tempos.

Muito mal em campo, o Palmeiras ainda viu o Flamengo abrir 2 a 0 em sua principal jogada: ajuda da arbitragem: Leonardo Moura tocou para Eduardo da Silva dividir com Deola; o atacante usou a mão para dominar a bola e tocar para Alecsandro, impedido, balançar as redes.

Mesmo fazendo mais uma atuação deplorável, o Palmeiras ainda se viu novamente prejudicado pela arbitragem aos 43 minutos, quando Victor Luis cruzou para Henrique, que dentro da área foi empurrado por João Paulo pelas costas, mas novamente o juiz não viu (ou não quis ver).

Para a etapa final o técnico Dorival Júnior promoveu duas mudanças: Allione e Valdivia substituíram Mouche e Henrique e logo na primeira investida o gol saiu, mas graças a um bicão de Lúcio; Diogo acreditou, dividiu com Léo Moura e bateu no canto esquerdo do goleiro: 2 a 1.

Aos 4 minutos Allione finalizou da entrada da área e Paulo Victor quase entregou. Dez minutos depois Allione foi à linha de fundo e cruzou para Cristaldo escorar por cima. Os pouco mais de 20 mil Palmeirenses presentes ao Pacaembu passaram a acreditar no empate.

Jogando na base da raça, aos 23 o Verdão conseguiu igualar o marcar. Victor Luis e Valdivia fizeram linda tabela que terminou com o lateral fuzilando a meta de Paulo Victor: 2 a 2. Precisou sofrer o empate para o Flamengo voltar a incomodar. Aos 27 minutos Alecsandro tocou para Luis Antônio bater para fora. Aos 30 Renato arriscou da entrada da área e quase decretou a virada.

O terceiro gol, que parecia ilusório no primeiro tempo, passou a ser algo plausível, mas aos 36 minutos Valdivia surtou acabou sendo expulso após cometer falta e pisar em Amaral. Com um homem a menos, a tarefa do Palmeiras passou a ser segurar o resultado, mas para isso penou.

Aos 38 minutos, após confusão na área, Élton bateu e Lúcio salvou praticamente sobre a linha. Aos 40 Alecsandro arriscou de longe e carimbou a trave esquerda de Deola. No rebote o gol saiu, mas o flamenguista estava impedido e desta vez o assistente assinalou.

Nos acréscimos a equipe carioca ainda teve uma chance de falta, neutralizada pela defesa. Com o empate o Verdão vai a 22 pontos e volta à zona de rebaixamento, agora na décima oitava colocação.

Domingo (21/09) o Palmeiras enfrenta o Goiás, em Goiânia. O jogo será às 18h30.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.