Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 0 Coritiba – 23/08/2014

430857-970x600-1
Foto: Fabio Braga/Folhapress

Depois de 10 rodadas, faltando 3 dias para o Centenário, goleamos o Coritiba em casa e conseguimos 3 valiosos pontos.

A vitória nos tira da lanterna do campeonato, porém permanecemos na zona da degola.

A esperança é que agora venha uma sequência de vitórias e que o Centenário não fique manchado com um vexatório rebaixamento.

Jogo válido pela 17ª rodada do Brasileirão 2014.

Gol, melhores momentos, jogo completo.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 23/8/2014
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Marcos André G. da Penha (CBF-ES)
Auxiliares: Fabiano da S. Ramires (ES) e Vanderson A. Zanotti (ES)
Público/Renda: 18.461 pagantes
Renda: R$ 715.310,00
Cartões amarelos: Marcelo Oliveira, Leandro, Tobio e Henrique (PAL); Baraka, Welinton, Robinho e Zé Love (COR)
Cartão vermelho: Leandro Almeida (COR)
Gol: Juninho, aos 13 minutos do primeiro tempo

Palmeiras: Fábio; Wendel (Gabriel Dias), Lúcio, Tobio e Juninho (Victor Luis); Marcelo Oliveira, Wesley, Allione; Mouche (Mendieta), Henrique e Leandro
Técnico: Ricardo Gareca

Coritiba: Vanderlei, Reginaldo, Leandro Almeida, Welinton e Dener; Baraka, Helder, Zé Rafael (Geraldo / Élber) e Robinho; Zé Love e Keirrison (Luccas Claro)
Técnico: Celso Roth

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 23/08/2014 – 22:59h.
UFA! Verdão volta a vencer após dez rodadas
Com gol de Juninho, Palmeiras derrota o Coritiba por 1 a 0 e deixa a lanterna do Brasileirão.

Pressionado pela falta de resultados, o Palmeiras iniciou o jogo tomando um susto. Aos 20 segundos Zé Eduardo arriscou da entrada das área, para fora. A resposta veio aos 7 minutos, quando Mouche tocou para Henrique finalizar, também para fora.

Com Juninho de titular e três atacantes, o Verdão aos poucos foi se impondo. Aos 8 minutos Leandro tocou para Henrique, que ajeitou para Allione fuzilar, mas Vanderlei estava atento. Aos 13, porém, o goleiro do Coritiba nada pôde fazer. Marcelo Oliveira fez bela jogada individual e serviu Juninho, que tocou rasteiro, no canto: 1 a 0.

Ao contrário de outras oportunidades, desta vez o time de Ricardo Gareca conseguiu não sofrer um gol logo após marcar, mas alguns sustos aconteceram. Aos 18 minutos Zé Rafael cobrou falta; a bola passou por toda área e morreu nas mãos de Fábio. Aos 23 Robinho experimentou de longe, para fora.

Aos 27 minutos um lance polêmico: Wesley cobrou falta, Lúcio foi agarrado na área e o pênalti foi assinalado pelo árbitro atrás do gol, mas ao mesmo tempo o bandeirinha já havia marcado o impedimento do zagueiro, e prevaleceu sua marcação, para frustração do bom público presente ao Pacaembu, que já comemorava a possibilidade de abrir 2 a 0.

Após a correta anulação do pênalti, o Palmeiras diminuiu o ritmo mas conseguiu neutralizar as jogadas de mais perigo do Coritiba. Nos minutos finais a partida voltou a esquentar com seguidas faltas. Aos 45 minutos Baraka poderia ter sido expulso após acertar um cotovelada em Juninho, pois ele já tinha um cartão amarelo. Talvez para compensar, no lance seguinte o árbitro expulsou direto Leandro Almeida após carrinho em Mouche.

No segundo tempo o panorama da partida pouco mudou, pelo menos de imediato. Com um homem a mais, o Palmeiras optou por administrar o resultado, se lançando pouco ao ataque. Aos 3 minutos Wesley cobrou falta e Tobio escorou para fora.

O Coritiba só foi responder aos 16 com Robinho; o meia levantou na área e Tobio afastou, mandando para escanteio. Aos 19 Allione rolou para Wesley soltar a bomba, para fora. A melhor chance, porém, estava por vir. Aos 25 minutos Leandro fez boa jogada pela esquerda, tocou para Juninho rolar para Henrique bater de primeira, para fora.

Aos 26 Juninho sentiu o desgaste por estar há muito tempo sem atuar e foi substituído por Victor Luis. Pouco depois foi a vez de Wendel sair; em seu lugar entrou o zagueiro Gabriel Dias. A essa altura o Palmeiras já adotava uma postura mais defensiva, chamando o Coritiba para o campo de ataque.

Para ganhar tempo e ao mesmo tempo tentar aproveitar os espaços no meio-campo, aos 37 minutos Gareca promoveu a última alteração: Mendieta entrou no lugar de Mouche. No minuto seguinte a equipe paranaense perdeu ótima oportunidade para empatar: Tobio errou ao tentar afastar e a bola sobrou para Élber bater cruzado, rente à trave direita de Fábio.

Nos minutos finais, ajudado pela torcida, o Palmeiras tratou de segurar o resultado para voltar a vencer após dez rodadas. O time vai a 17 pontos, deixa a lanterna do Brasileirão e respira um pouco mais aliviado.

Quarta-feira (27/08), às 22h, o Verdão recebe o Atlético-MG no Pacaembu, pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.