Twitter RSS
Close

Atlético/MG 2 x 1 Palmeiras – 10/08/2014

henriquedisputaramonbittencourtal
Foto: Ramon Bitencourt/Agência Lance

E a via crucis Palmeirense continua. É o 8º jogo sem vitória e com apenas 2 pontos conquistados nesse período.

Saímos perdendo (novidade!!!), mas tivemos força para buscar o empate. Nos acomodamos e, como a bola não perdoa covardes, aos 42 da etapa final o castigo: gol do adversário.

Com a derrota estamos na 14ª colocação a 1 ponto da zona da degola.

Jogo váldo pela 14ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 10/08/2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
Assistentes adicionais: Wagner dos Santos Rosa (RJ) e Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Cartões Amarelos: Josué, Luan (Atlético-MG) e Wesley (Palmeiras)
Gols:  Atlético-MG: Diego Tardelli, aos 43 minutos do primeiro tempo, e Dátolo, aos 42 minutos do segundo tempo
Palmeiras: Henrique, aos 8 minutos do segundo tempo

Atlético-MG: Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Pedro Botelho; Pierre, Josué, Guilherme (Dátolo) e Maicosuel (Guilherme); Tardelli e Jô (André)
Técnico:Levir Culpi

Palmeiras: Fábio, Weldinho, Lúcio, Tobio e Victor Luís; Renato, Wesley (Josimar), Allione e Felipe Menezes; Leandro (Mouche) e Henrique (Diogo)
Técnico: Ricardo Gareca

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 10/08/2014 – 20:29h.
Palmeiras queria empatar. Perdeu
Palmeiras sai atrás, busca o empate, se satisfaz, mas sofre o gol da derrota aos 42 minutos do segundo tempo: Atlético-MG 2 a 1.
O jogo começou movimentado na Arena Independência, com Palmeiras e Atlético-MG procurando o gol. Aos 4 minutos Felipe Menezes tocou para Wesley, que bateu para defesa de Victor. A resposta dos mandantes veio aos 6, com Diego Tardelli; o atacante cobrou falta que ele mesmo sofreu, por cima.

Aos 8 minutos Welder arriscou de longe e Victor deu rebote, mas a defesa atleticana estava atenta. Aos 17 Tobio escorregou na frente de Jô; o atacante arrancou e soltou a bomba, à esquerda de Fábio. Aos 21 outra boa chance para o Atlético: Tardelli bateu colocado e fez Fábio praticar linda defesa.

Após esse lance, porém, as duas equipes passaram a errar muitos passes, tornando a partida fraca. Aos 43 minutos, quando o empate parecia o resultado definitivo da etapa inicial, o sistema defensivo alviverde vacilou e apenas assistiu Diego Tardelli receber passe de Dátolo, ajeitar e fuzilar no ângulo direito de Fábio, que nada pôde fazer: 1 a 0. Logo na sequência Pierre bateu cruzado, assustando o goleiro Palmeirense.

No segundo tempo a primeira oportunidade foi para o Atlético, aos 6 minutos, com Leonardo Silva, que escorou cruzamento de cabeça, para fora. Aos 8 o Verdão respondeu e foi fatal. Allione cobrou escanteio, Felipe Menezes resvalou e Henrique, mesmo sofrendo pênalti de Pierre, desviou para o fundo da rede: 1 a 1.

Logo após o empate o técnico Ricardo Gareca trocou Leandro por Mouche. Aos 13 o argentino se enrolou com a bola, que se ofereceu para Jô, cara a cara com Fábio, que fez milagre. No contra-ataque Victor errou na saída da área, dando a bola nos pés de Henrique, que finalizou fraco. A melhor opção seria passar para Felipe Menezes, que estava livre.

Aos 19 minutos os mandantes reclamaram, com razão, de pênalti não assinalado de Tobio em Luan. Como a pressão do Atlético era grande, Gareca promoveu mais uma alteração: Wesley deu lugar a Josimar. A mudança pouco ajudou, pois a equipe mineira continuou em cima. Aos 22 Tardelli achou Dátolo e o meia bateu de primeira, por cima.

Só dava Atlético. Aos 28 minutos Tardelli cruzou para Dátolo, mas Tobio chegou na hora certa para interceptar. Aos 29 Diogo entrou no lugar de Henrique. Aos 31 outra chance para o Galo: Dátolo levantou na área, Victor Luis tirou parcialmente mas Tobio consertou. Aos 38 Dátolo resolveu tentar ele mesmo, mas parou em outra ótima defesa de Fábio.

A pressão atleticana só foi surtir efeito aos 42 minutos, quando Luan recebeu livre pela direita e cruzou rasteiro, a defesa tentou afastar mas Dátolo foi mais feliz e finalizou: 2 a 1.

Apenas depois de sofrer o segundo gol o Palmeiras resolveu abandonar a postura excessivamente defensiva, mas já era tarde demais. Assim foi mais uma derrota Palmeirense no Brasileirão. O time tem 14 pontos, está há oito rodadas sem vencer e vê o abismo de muito perto: a dois pontos da lanterna.

Agora o Palmeiras para por uma semana e só volta a campo no próximo domingo (dia 17, às 16h) para enfrentar o São Paulo, no Pacaembu.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.