Twitter RSS
Close

Santos 2 x 0 Palmeiras – 17/07/2014

n_palmeiras_os_jogos-8636423
Foto: www.paixaopalmeirense.com.br

Depois de um mês e meio parado (treinando) e algumas apresentações interessantes em amistosos, retomamos a rotina de derrotas.

Com técnico novo na casamata, apresentamos os mesmos problemas anteriores e fomos superados pelo Santos (todo desfalcado), na Vila, computando a 5ª derrota em 10 jogos.

Nem o uniforme em homenagem ao ídolo Oberdan Catani (falecido em 20/06 último) serviu de inspiração.

Jogo válido pela 10ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data: 17/07/2014, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Marcio Luiz Augusto (SP)
Cartões amarelos: Gabriel (Santos); Wellington e Marcelo Oliveira (Palmeiras)
Gols: Bruno Uvini, aos 23 minutos do primeiro tempo e Alison, aos 23 do segundo

Santos: Aranha; Victor Ferraz (Zeca), David Braz, Bruno Uvini (Paulo Ricardo) e Mena; Alison, Arouca (Souza) e Lucas Lima; Geuvânio, Rildo e Gabriel
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Palmeiras: Fábio; Wendel, Tobio, Wellington e Marcelo Oliveira; Josimar (Mendieta), Renato, Wesley e Bruno César (Érik); Diogo e Leandro (Eduardo Júnior)
Técnico: Ricardo Gareca

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 17/07/2014 – 21:23h.
Técnico novo, velhos problemas…
Na estreia de Ricardo Gareca, Palmeiras joga mal e é derrotado por 2 a 0 pelo Santos, na Vila Belmiro.

Todo de azul em homenagem a Oberdan Cattani, o Verdão iniciou o clássico sendo dominado pelo Santos, que ignorou a estreia do técnico Ricardo Gareca e partiu para cima, mas o que de melhor conseguiu criar nos minutos iniciais foi uma sequência de quatro escanteios que não resultaram em nada.

A partir dos 10 minutos o Palmeiras equilibrou a partida, mas passou a sentir falta de um articulador, já que Bruno César mal pegava na bola. Aos 23 minutos o árbitro inventou uma falta de Wesley em Victor Ferraz que Lucas Lima cobrou na cabeça de Bruno Uvini; mesmo com a bola fraca, Fábio aceitou: 1 a 0.

O gol inflamou os mandantes, que esboçaram uma nova pressão, mas novamente não conseguiram criar grandes oportunidades, dando brecha para o time de Gareca reagir. Aos 31 minutos a primeira investida de perigo do Verdão, e foi numa bola parada. De muito longe Wesley levantou, Aranha saiu mal do gol mas Tobio não alcançou.

Aos 37 minutos Diogo recebeu livre, invadiu a área mas finalizou muito mal, mandando para lateral. A melhor chance, porém, viria aos 40, quando Leandro arrematou de primeira, exigindo de Aranha uma ótima defesa.

Nos minutos finais do primeiro tempo o Santos conseguiu esfriar o ímpeto Palmeirense e foi para o intervalo com a vantagem parcial.

Sem mudanças, o Palmeiras tentou voltar para a etapa final com outra postura, e de certa forma até que conseguiu, pois desta vez não demorou 31 minutos para concluir, e sim 9. Leandro bateu cruzado e Aranha mandou para escanteio.

Aos 12 o gol de empate saiu, mas o assistente assinalou impedimento milimétrico de Wesley, que deu assistência para Marcelo Oliveira mandar para o fundo das redes. Pouco depois, aos 14, o técnico Ricardo Gareca promoveu a primeira alteração: Mendieta entrou no lugar de Josimar.

Com um homem de criação a mais em campo, era de se esperar um Palmeiras mais perigoso, mas quem acabou fazendo o gol foi o Santos. Aos 23, após vacilo geral da defesa, Gabriel cruzou para Alison, sozinho, finalizar sem chance de defesa para Fábio: 2 a 0.

Aos 28 minutos Érik, que entrara pouco antes no lugar de Bruno César, invadiu a área e soltou a bomba; Aranha defendeu e no rebote Leandro não conseguiu dominar. Cinco minutos depois o camisa 38 deixou o gramado para a entrada de Juninho, outra cria da base.

Com a vitória assegurada, o Santos ainda criou outra boa chance aos 36, quando Gabriel fuzilou a meta de Fábio, que mandou para escanteio. Nos minutos finais os mandantes apenas administraram o resultado à espera do apito final do juiz.

Com a derrota, o time do técnico Ricardo Gareca permanece com 13 pontos e agora vê o Z4 muito mais de perto do que via o G4.

Domingo (20/07) o Palmeiras recebe no Pacaembu ninguém menos que o líder Cruzeiro. O jogo está marcado para 16h.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.