Twitter RSS
Close

Palmeiras 0 x 1 Fluminense – 26/04/2014

palmeiras-x-fluminense2
Foto: Alan Morici/Terra

No primeiro jogo em casa pelo campeonato uma derrota indigesta. Jogamos mal, erramos uma quantidade absurda de passes, quase não tínhamos posse de bola (quando pegávamos a bola errávamos os passes), criamos pouco…

Kleina precisa repensar algumas coisas e se dar conta que está jogando a série A.

Jogo válido pela 2ª rodada do Brasileirão 2014.

Gol, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 26/04/2014, sábado
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Público: 11.189 pagantes / 12.994 presentes
Renda: R$474.757,50
Cartões Amarelos: Valdivia (PAL); Conca, Wágner (FLU)
Gol: Rafael Sobis, aos 44 minutos do primeiro tempo

Palmeiras: Fernando Prass, Wendel, Lúcio, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira, Josimar (Serginho), Wesley e Valdivia; Marquinhos Gabriel (Diogo) e Leandro (Miguel)
Técnico: Gilson Kleina

Fluminense: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Elivélton e Carlinhos; Diguinho (Rafinha), Jean, Wágner e Conca; Rafael Sobis (Valencia) e Fred
Técnico: Cristovão Borges

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 26/04/2014 – 22:54h.
Gastrite contagiosa
Apático, Palmeiras não joga nada e é facilmente batido pelo Rebaixado em pleno Pacaembu: 1 a 0.
O jogo começou equilibrado no Pacaembu, mas com as duas equipes errando muitos passes. Apesar de ter menos posse de bola, o Palmeiras errava mais.

Aos 7 minutos a primeira oportunidade de gol, e foi para os visitantes: Conca cobrou escanteio e Carlinhos subiu mais alto que toda defesa para escorar por cima. Aos 12 Bruno tentou cruzar e quase enganou Prass, que mandou para escanteio. O Verdão só foi reagir aos 14, quando Valdivia enfiou para Wesley, mas Diego Cavalieri chegou antes.

A melhor chance viria aos 23 minutos; Valdivia ajeitou para Marquinhos Gabriel bater colocado, com perigo, para fora. Os torcedores presentes ao Pacaembu, porém, não puderam se animar, pois depois disso só deu Rebaixado. Aos 29 minutos duas oportunidades seguidas; na primeira o chute de Fred foi bloqueado por Tiago Alves, na segunda o atacante rolou para Rafael Sóbis bater forte e parar numa ótima defesa de Fernando Prass.

Melhor em campo, o Rebaixado voltou a assustar aos 38 com Conca; o argentino fintou Wesley e finalizou, mas Prass estava atento. Aos 42 minutos Conca deu bela assistência para Sóbis invadir a área e concluir de bico; Fernando Prass praticou outro milagre.

O primeiro tempo terminaria sem acréscimo, mas faltando 10 segundos a defesa Palmeirense parou e apenas assistiu Fred (impedido), receber de Conca, ir à linha de fundo e cruzar para Rafael Sóbis finalizar praticamente dentro do gol; desta vez Prass nada pôde fazer: 1 a 0 e fim de papo no estádio municipal.

Mesmo com Serginho no lugar de Josimar, o Palmeiras não melhorou na etapa final. Jogando sem ser incomodado, o Rebaixado tocava a bola sem ser incomodado e criava lances de perigo na medida que julgava necessário. Aos 6 minutos Wagner cruzou e Prass rebateu nos pés de Fred, que isolou.

Aos 11 minutos o Verdão chegou, e só poderia ser sem querer; Wendel tentou cruzar, a bola ganhou efeito e Cavalieri mandou para escanteio. Aos 16 enfim uma jogada articulada. Serginho recebeu de Valdivia e soltou a bomba, mas o ex-Palmeirense estava atento.

Na tentativa de mudar algo, aos 17 minutos o técnico Gilson Kleina trocou Marquinhos Gabriel por Diogo, mas obviamente nada aconteceu, pois o Rebaixado seguiu melhor. Aos 26 Conca arriscou de fora da área, a bola desviou e saiu em escanteio. Aos 29 Miguel substituiu o apáico Leando, que saiu vaiado.

Entregue, talvez contagiado pela gastrite de Alan Kardec, o Palmeiras apenas assistia ao rival jogar. Aos 32 minutos Conca bateu cruzado, para fora. Aos 33 Wagner passou como quis por Wendel e mesmo de direita, com o pé ruim fuzilou Prass, que fez grande defesa. Aos 38 Wagner invadiu a área sem ser incomodado e levantou na cabeça de Fred, que escorou por cima.

Nos minutos finais, mesmo com o rival recuado para segurar o resultado, o time de Kleina só conseguiu uma única finalização, com Wendel, sem direção. Assim foi a primeira derrota alviverde no Brasileirão 2014.

Domingo que vem (04/05), às 16h, o Palmeiras vai ao Rio de Janeiro para enfrentar o Flamengo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.