Twitter RSS
Close

Criciúma 1 x 2 Palmeiras – 20/04/2014

leandro_cesargreco
Foto: Cesar Greco

Depois de um ano afastado da Série A do Campeonato Brasileiro, voltamos a campo contra um adversário de série B.

Conseguimos 3 pontos importantes mas a vitória foi sofrida. Saímos perdendo num gol contra e só conseguimos virar o placar no final do jogo. Os 20 dias de férias e treino parece que não surtiram efeito algum. Repetimos os mesmos erros e problemas do Paulistão.

Acredito que essa será a tônica da temporada do Centenário. Cada ponto deve ser comemorado como um título para, pelo menos, nos mantermos onde estamos.

Jogo válido pela 1ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Heriberto Hülse, Criciúma (SC)
Data: 20/10/2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Público: 11.768 pagantes
Renda: R$ 249.590,00
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Paulo César Silva Faria (MT)
Assistentes adicionais: Adriano Milczvski (PR) e Rodolpho Toski Marques (PR)
Cartões Amarelos: João Vitor, Escudero, Silvinho (Criciúma), Valdivia, Alan Kardec, Fernando Prass e Marcelo Oliveira (Palmeiras)
Gols: Criciúma: Paulo Baier, aos 12 minutos do primeiro tempo
Palmeiras: Leandro, aos 37, e Alan Kardec, aos 42 minutos do segundo tempo

Criciúma: Bruno; Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero e Giovanni; Serginho, Ricardinho, João Vitor (Bruno Cortez) e Paulo Baier (Wellington Bruno); Silvinho e Bruno Lopes (Vitor Michels)
Técnico: Caio Júnior

Palmeiras: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira (Wesley), Josimar, Valdivia, Bruno César (Rodolfo) e Marquinhos Gabriel (Leandro); Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 20/04/2014 – 20:26h.
Gols no fim garantem vitória ao Verdão
Palmeiras, que não atuou bem, perdia para o Criciúma fora de casa até os 37 minutos do segundo tempo, mas Leandro e Kardec viraram.
Sem Wesley, que sentiu no aquecimento e ficou no banco, o Palmeiras iniciou o jogo com mais posse de bola e tomando a iniciativa. Aos 2 minutos Bruno César lançou Juninho mas o lateral finalizou torto, de direita. Aos 8 Valdivia ajeitou para Bruno César, que concluiu muito mal, para fora do estádio.

O Criciúma só foi chegar ao ataque aos 12 minutos, quando Josimar cometeu falta boba perto da área; Paulo Baier levantou na área e Alan Kardec desviou contra a própria meta: 1 a 0. Atrás no marcador, o Verdão teve a chance de empatar 2 minutos depois; Bruno César cobrou falta, o goleiro rebateu mal, nos pés de Marcelo Oliveira, que isolou.

Aos 17 um susto; Silvinho dividiu com Prass e o goleiro Palmeirense ficou para trás, mas Wendel fez bem a cobertura e afastou o perigo. Aos 19 Marquinhos Gabriel arriscou de fora da área, à direita de Bruno. Aos 34, após dois escanteios seguidos, o Palmeiras teve mais uma chance para marcar, mas a pressão não surtiu efeito e terminou com Lúcio errando um cruzamento após passe de Juninho.

O time do técnico Gilson Kleina só chegava pela esquerda. Aos 38 minutos Juninho levantou, a zaga afastou e sobrou para Valdivia finalizar de primeira, mas o chute do chileno foi bloqueado. Os mandantes voltaram a atacar nos minutos finais da etapa inicial e levaram perigo. Aos 39 Ricardinho bateu de longe, para fora. Aos 40 Paulo Baier enfiou para Silvinho finalizar e parar uma bela defesa de Prass. Aos 42 o veterano meia adversário resolveu arriscar ele mesmo, mas a conclusão saiu fraca.

No segundo tempo, mesmo com Wesley e Leandro nos lugares de Marquinhos Gabriel e Marcelo Oliveira, o Verdão não melhorou. Aos 3 minutos o camisa 11 ainda tentou uma finalização, sem sucesso, mas depois mal pegaria na bola. Idem para Leandro, mas com o agravante de que ele errou praticamente tudo que tentou.

Diante da apatia Palmeirense, o Criciúma partiu para cima e só não ampliou graças a boas defesas de Fernando Prass e a uma interferência decisiva da arbitragem. Aos 10 minutos Silvinho deixou Paulo Baier na cara do goleiro Palmeirense, que praticou milagre. Aos 11 Tiago Alves fez pênalti duplo em Silvinho, mas o juiz não assinalou nada.

Aos 16 minutos Valdivia tentou finalizar de longe, a bola desviou num zagueiro e foi nas mãos de Bruno. Aos 19 Kleina trocou Bruno César por Rodolfo. Com um atacante a mais, o Palmeiras ficou ainda mais exposto, e os mandantes aproveitaram para pressionar. Aos 20 Eduardo passou por três marcadores e soltou a bomba, mas Prass estava atento. No lance seguinte Paulo Baier cobrou escanteio na cabeça de Fábio Ferreira, que fez Prass praticar outro milagre.

Jogando melhor, o Criciúma perdeu outra boa chance aos 28 minutos com Vitor; o chute do atacante passou perto da trave esquerda. Aos 34 minutos o Verdão teve a chance para empatar numa cobrança de falta executada por Wesley, mas a bola explodiu na barreira. Na sobra Josimar bateu para fora.

A partida parecia definida quando aos 37 minutos Leandro, que havia errado tudo até então, arriscou de fora da área; Escudero desviou no meio do caminho de cabeça e fez a trajetória da bola enganar o goleiro: 1 a 1. O gol deu um ânimo até então inexistente para o time de Kleina, que passou a acreditar na virada.

Empurrado pela torcida, o Verdão encurralou o Criciúma. Aos 42 minutos, após falta assinalada pelo assistente, Wesley levantou na cabeça de Alan Kardec, que estava incrivelmente livre dentro da área; o camisa 14 fuzilou de cabeça: 2 a 1. Com a improvável vitória nas mãos, o Palmeiras tratou de segurar o resultado na base da raça até o apito final do juiz. Assim foi a estreia alviverde no Brasileirão.

Sábado que vem (26/04) o Verdão recebe o Rebaixado, no Pacaembu. O jogo será às 21h.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.