Twitter RSS
Close

Palmeiras 0 x 1 Ituano – 30/03/2014

kardecpalmeirasxituano3003eduardovianalancepress
LANCEPRESS! – (Brasil Out) – São Paulo – 30.03.2014 – Foto de Eduardo Viana/Lancepress! – CAMPEONATO PAULISTA – Palmeiras x Ituano – Semi Final – Local : Estádio Paulo Machado de Carvalho – Pacaembu – NF: Alan Kardec se machuca

Que nosso time não passa muita segurança todo o torcedor já sentiu. Mesmo após algumas boas atuações sempre havia a dúvida do real poderio de fogo do elenco.

Hoje veio uma prova que o ano do Centenário será complicado (e sem títulos provavelmente).

Jogando um péssimo futebol, fruto de alguns desfalques e falta de qualidade técnica, fomos eliminados do Paulistão em casa. Contamos também com uma dose de azar, já que Alan Kardec e Prass tiveram que ser substituídos ao longo do jogo por lesão.

Bola pra frente e concentrar na Copa do Brasil.

Jogo válido pela semifinal do Paulistão 2014.

Gol, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 30/03/2014, domingo
Horário: 18h30 (Brasília)
Público: 29 mil pagantes / 31 mil presentes
Renda: R$ 1.363.977,50
Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado
Assistentes: Fausto Augusto Viana Moretti e Luis Alexandre Nilsen
Assistentes Adicionais: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral e Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Cartões amarelos: Mendieta, Valdivia, Wellington, Vinícius e Tiago Alves (Palmeiras). Dener, Rafael Silva (Ituano)
Gol: Marcelinho, aos 38 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Fernando Prass (Bruno); Tiago Alves, Lúcio, Wellington e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley e Mendieta (Valdivia); Bruno César, Leandro e Alan Kardec (Vinícius)
Técnico: Gilson KleinaItuano: Vagner; Dick, Alemão, Anderson Salles e Dener; Josa, Jackson Caucaia e Cristian (Cláudio); Rafael Silva, Jean Carlos (Marcelinho) e Esquerdinha
Técnico: Doriva

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 30/03/2014 – 20:26h.
Incompetência + zica = eliminação
Palmeiras joga mal, sente os desfalques de seus principais jogadores, perde para o Ituano por 1 a 0 e dá adeus ao Paulistão.
Sem Valdivia, vetado no vestiário, o Verdão iniciou o jogo encontrando dificuldades para passar pela retranca imposta pelo Ituano, e quando conseguiu, foi infeliz na finalização. Aos 4 minutos Bruno César teve a primeira chance, de falta, mas cobrou para fora. Aos 14 Wesley cobrou escanteio e Kardec escorou rente à trave. A bola balançou a rede, mas pelo lado de fora, enganando o próprio camisa 14, que esboçou uma comemoração.

Aos 16 minutos Wesley fez boa jogada individual pela esquerda, fintou seu marcador e bateu forte, para boa defesa de Wagner. Os visitantes só foram chegar ao ataque aos 19, quando Josa arriscou de longe, sem direção. Aos 23 a melhor chance: Mendieta descolou ótima assistência para Leandro, que se atrapalhou para dominar, dando tempo para o goleiro sair do gol e abafar.

A superioridade do Palmeiras era flagrante, mas aos poucos o time passou a se irritar com as oportunidades perdidas. Aos 28 minutos Mendieta cobrou falta na direção de Lúcio, que faria o gol se Wagner não chegasse antes. Aos 29 um susto: Rafael Silva soltou a bomba da entrada da área e fez Fernando Prass praticar ótima defesa.

O Verdão reagiu aos 34; Bruno César lançou Lúcio, o zagueiro dominou e finalizou, mas o goleiro estava atento. Aos 38 Mendieta cobrou uma falta da entrada da área e viu a bola desviar na barreira antes de sair. Aos 39 minutos outra baixa importante: Alan Kardec pediu para ser substituído após sofrer uma falta dura de Alemão. Vinícius entrou em seu lugar.

Sem Valdivia e Kardec, dois dos melhores Palmeirenses do campeonato, a torcida sentiu o baque e o time também. O Ituano tentou aproveitar o momento mas o que de melhor conseguiu foi uma cobrança de falta executada por Anderson Sales que levou certo perigo à meta de Prass. Pouco depois o árbitro encerrou o primeiro tempo no Pacaembu.

As notícias ruins não pararam nem no intervalo, pois Prass sentiu o tornozelo direito e não pôde voltar. Bruno o substituiu. Apesar da zica monstro, o Verdão iniciou a etapa final tentando sufocar o Ituano. Aos 3 minutos Mendieta finalizou e levou perigo. Aos 4 Bruno César cobrou escanteio, Marcelo Oliveira subiu no terceiro andar e escorou no canto esquerdo, mas Wagner foi buscar.

As boas oportunidades, porém, pararam por aí. Aos 9 minutos Rafael Silva puxou contra-ataque e e bateu rasteiro, para boa defesa de Bruno. Aos 10 Crhistian tentou encobrir o goleiro Palmeirense e por pouco não conseguiu. Aos 17 Leandro, muito apagado, finalizou da entrada da área mas foi travado por Alemão.

Desarrumado em campo, o Palmeiras criava chances ao acaso. Aos 20 minutos Bruno César bateu de longe e viu Wagner defender. Aos 22 Gian Carlo bateu colocado, com desvio ignorado pela arbitragem, para fora. Aos 23 Rafael Silva experimentou da entrada da área, por cima.

A chance perdida pelo Ituano foi a senha para o técnico Gilson Kleina queimar a última alteração, se arriscando a por em campo Valdivia. O chileno entrou no lugar de Mendieta. Sem condições, o camisa 10 pouco pôde ajudar e ainda viu o Ituano abrir o placar 15 minutos depois de sua entrada, aos 38 minutos. Após sequência de passes errados, a bola sobrou para Marcelinho bater no canto esquerdo de Bruno: 1 a 0.

Com o improvável acontecendo, a torcida se calou, o time se acovardou e o jogo acabou. Assim, de forma melancólica, diante de 31 mil torcedores, o Verdão deu adeus ao Paulistão.

Quarta-feira (02/04), às 22h, o Palmeiras recebe o Vilhena no Pacaembu pelo jogo de volta da primeira fase da Copa do Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.