Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 0 Bragantino – 27/03/2014

kardecfestawesleyariferreiraal
LANCEPRESS! – (Brazil Out) – Sao Paulo – 27.03.2014 – Foto de Ari Ferreira/Lancepress! – Campeonato Paulista Serie A1- Palmeiras x Bragantino – NF:

Com um gol em cada tempo deu o esperado e nos classificamos para a semifinal. Superamos o adversário, a pancadaria e a péssima arbitragem do juizão.

Na semi vamos enfrentar o Ituano em casa e será parada dura, já que o time do interior tem feito bons jogos.

Jogo válido pelas quartas de final do Paulistão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo/SP
Data: 27/03/2014, quinta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Assistentes:  Vicente Romano Neto e Daniel Paulo Ziolli
Público: 24.231 pagantes
Renda: R$861.105,00
Cartões amarelos: Bruno César, Marcelo Oliveira e Valdivia (PAL); Francesco e Geandro (BRA)
Gols: Alan Kardec, aos 21 minutos do primeiro tempo, e Wesley, aos 17 do segundo

Palmeiras: Fernando Prass; Wendel (Vinicius), Lúcio, Tiago Alves e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley, Valdivia e Bruno César (Eguren); Leandro (Patrick Vieira) e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

Bragantino: Rafael Defendi; Yago, Alexandre e Guilherme; Robertinho, Francesco, Geandro (Diego), Gustavo e Léo Jaime; Magno Cruz (Diguinho) e Tássio
Técnico: Marcelo Veiga

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 27/03/2014 – 22:50h.
Verdão passa pelo Bragantino: 2 a 0
Palmeiras supera violência do rival, arbitragem ruim e garante vaga na semifinal do Paulistão contra o Ituano.
No 4-4-2, com Bruno César de titular, o Verdão iniciou o jogo tomando um susto. Logo no primeiro minuto a bola sobrou para Robertinho na entrada da área e ele fuzilou, mas Prass estava atento. A resposta veio aos 5, quando Bruno César cobrou com perigo uma falta sofrida por Alan Kardec.

Aos 6 minutos Wesley cobrou escanteio, o goleiro Rafael saiu errado mas Kardec não conseguiu finalizar. Após um período de muitas faltas (por parte dos visitantes) e pouco futebol, o Palmeiras voltou a atacar aos 20; Bruno César soltou a bomba de longe e fez Rafael praticar ótima defesa, mandando para escanteio.

Na cobrança executada por Wesley, Alexandre rebateu torto e a bola sobrou para Kardec, praticamente dentro do gol: 1 a 0. A frente no placar, o Verdão diminuiu o ritmo e passou a cometer algumas faltas ao redor da área, municiando a principal jogada do Bragantino, mas em nenhuma delas Prass foi exigido.

Se com a bola parada nada acontecia, aos 38 minutos Francesco arriscou de longe, e fez o goleiro Palmeirense defender em dois tempos. Essa acabou sendo a última oportunidade de gol da morna etapa inicial no Pacaembu, que recebeu quase 26 mil torcedores.

No segundo tempo, apesar da violência do adversário e da conivência do juiz, o Palmeiras voltou mais ligado, buscando ampliar a vantagem, que poderia ter vindo aos 9 minutos após bela troca de passes entre Leandro e Valdivia; o atacante deixou o meia na cara do goleiro, mas a finalização saiu fraca. Na sobra Kardec voltou a fazer o goleiro trabalhar.

Aos 13 minutos um lance improvável. O volante Marcelo Oliveira aplicou um chapéu no meio-campo e avançou até soltar a bomba de fora da área; Rafael deu rebote mas Kardec não aproveitou. Aos 17, porém, o goleiro nada pôde fazer. Bruno César lançou Leandro, que dividiu com Rafael; a bola sobrou para Kardec ajeitar para Wesley: 2 a 0.

Com um placar mais confortável, o Verdão voltou a diminuir o ritmo, mas não na mesma intensidade do primeiro tempo. Aos 19 Leandro arriscou de longe mas Rafael foi buscar. Aos 21 minutos Juninho cobrou escanteio e Kardec desviou para fora.

O Bragantino só foi levar certo perigo aos 24, num chute forte de Gustavo da entrada da área que Prass espamou. O lance foi a senha para o time de Kleina passar a segurar mais a bola, administrando o resultado.

Dos 27 aos 37 minutos o treinador promoveu as três alterações a que tinha direito; Eguren, Patrick Vieira e Vinícius entraram nos lugares de Bruno César, Leandro e Wendel, respectivamente. Apenas o lateral saiu por motivo de contusão. Após esse período nada de mais aconteceu até que o péssimo arbitro encerrasse o jogo.

Domingo (30/03) o Verdão definirá vaga na final diante do Ituano. O jogo será às 18h30, no Pacaembu.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.