Twitter RSS
Close

Paulista 1 x 3 Palmeiras – 09/03/2014

index
(Foto: www.paixaopalmeirense.com.br)

O placar pode sugerir um jogo bom e tranquilo. Nem um, nem outro.

Numa atuação bastante fraca, devido as ausências, o mistão conseguiu a vitória num jogo bastante feio de ambas as partes.

Agora é o momento para testar novos jogadores.

Jogo válido pela 13ª rodada do Paulistão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Teixeirão, São José do Rio Preto (SP)
Data: 09/03/2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Fabrício Porfírio de Moura e Luis Alexandre Nilsen
Assistentes adicionais: Adriano de Assis Miranda e Fábio de Jesus Volpato Mendes
Público: 16 mil pagantes
Renda: –
Cartões amarelos: Vitor Hugo (Paulista), Marcelo Oliveira, Mendieta, França e Miguel (Palmeiras)
Cartões vermelhos: Vitor Hugo (Paulista) e Marcelo Oliveira (Palmeiras)
Gols: Paulista: David, aos 25 minutos do primeiro tempo
Palmeiras: William Matheus, aos 19 minutos do primeiro tempo. Miguel, aos 22, e Patrick Vieira aos 41 minutos do segundo tempo
Paulista: Ian, Crystian (Johny), Malcon, Leandro e Victor Hugo; Dodó, Everton, Gabriel (Felipe Silva) e Diego Rosa (Márcio Pitt), Erik Mamadeira e David Batista
Técnico: Beto CavalcantePalmeiras: Fernando Prass; Bruno Oliveira, Tiago Alves, Marcelo Oliveira e William Matheus; Eguren (Miguel), França, Mendieta e Bruno César (Victor Luis); Vinícius (Mazinho e Patrick Vieira
Técnico: Gilson Kleina

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 09/03/2014 – 20:30h.
Mistão sofre um pouco, mas vence o Paulista
Em jogo fraco, Palmeiras sente os desfalques mas supera o adversário por 3 a 1.
O mistão do Verdão começou o jogo dando a impressão de que faria uma grande apresentação, pois logo no primeiro minuto Vinícius fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Patrick Vieira, que não alcançou por pouco. O problema é que depois disso praticamente nada mais aconteceu.

O péssimo estado gramado aliado à má vontade dos dois times tornaram o jogo ruim. Apenas aos 19 minutos, quando resolveu trocar três passes seguidos, o Palmeiras voltou a fazer o bom público presente ao Teixeirão se levantar das arquibancadas, e foi um lance fatal. Mendieta lançou para William Matheus fuzilar a meta de Ian: 1 a 0.

O gol deu a falsa impressão de que as coisas melhorariam. Aos 24 minutos, na sua primeira investida ao ataque, o Paulista chegou ao empate graças a um pênalti bobo cometido por Marcelo Oliveira em Gabriel Leite. David cobrou no meio da meta de Prass, que por pouco não pegou com as pernas: 1 a 1.

Aos 32 minutos Bruno César bateu colocado, de longe, à direita do goleiro. Aos 38 Vinícius foi atropelado dentro da área, mas o juiz ignorou a penalidade. Esse foi o primeiro de uma sequência de erros da arbitragem, que antes do primeiro tempo terminar ainda inventou faltas a favor do adversário e não assinalou infrações claras a favor do Verdão.

Na etapa final, com Miguel no lugar de Eguren, o Palmeiras voltou querendo explorar as bolas aéreas. Aos 5 minutos a primeira chance: após cruzamento da esquerda, Dodó furou e a bola sobrou para Miguel, que isolou.

Aos 7 minutos Vitor Hugo cometeu falta dura em Patrick Vieira e como já tinha um cartão amarelo, foi expulso. Na cobrança, Bruno César acertou o travessão. O time de Kleina, porém, mal conseguiu aproveitar a vantagem numérica, pois aos 11 Marcelo Oliveira também recebeu o segundo amarelo, indo para o chuveiro mais cedo.

Com 10 contra 10, a partida continuou igual (e fraca tecnicamente), mas ganhou um pouco mais de emoção pois as duas equipes passaram a ter mais espaços. Aos 13 minutos Patrick Vieira passou bonito por um adversário mas errou no cruzamento. Aos 16, Bruno César cobrou escanteio na cabeça de França, que escorou fraco.

O Paulista respondeu aos 17, quando David recebeu lançamento longo e surgiu na cara de Prass, que afastou o perigo com um tapa. Aos 18 Bruno César deu lugar a Victor Luis. A essa altura do jogo, o zagueiro improvisado era França, que com a mudança voltou para o meio, deixando a posição para William Matheus.

E foi assim, todo desarrumado em campo, que o Palmeiras chegou ao segundo gol. Aos 22 minutos Vinícius fez boa jogada pela esquerda, ganhou do marcador na velocidade e na saída do goleiro deu um tapa na bola, que desviou e sobrou para Miguel: 2 a 1.

A frente no placar, o Verdão não conseguiu desenvolver um grande futebol, mas passou a sofrer menos sustos. Mais tranquilo, o time de Kleina criou algumas chances para ampliar. Aos 25 minutos Vinícius pediu outro pênalti, que desta vez não aconteceu. Aos 27 Mendieta ajeitou para França isolar.

Aos 30 Mazinho substituiu Vinícius, e onze minutos depois participou da jogada do terceiro gol; o meia cruzou para Patrick Vieira bater de primeira e ser bloqueado, mas no rebote a bola sobrou pra ele mesmo fuzilar de canhota: 3 a 1 e fim de papo no Teixeirão.

Com a vitória o Palmeiras vai a 32 pontos e segue em busca da ter melhor campanha da primeira fase no geral, que hoje é do Santos pelo saldo de gols.

Agora o Verdão dá um tempo no Paulistão pois na quarta-feira (12/03) estreia na Copa do Brasil diante do Vilhena, em Rondônia. O jogo será às 19h30.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.