Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 0 Penapolense – 30/01/2014

marquinhosgabriel_ae_piervifonseca

(Foto: Piervi Fonseca / Ag. Estado)

Com muita dificuldade e na base da insistência furamos o forte bloqueio defensivo do adversário e faturamos mais 3 pontos. A vitória nos mantém com 100% de aproveitamento nesse começo de temporada e já começa a animar o torcedor.

Próximo jogo é clássico. Veremos o que ocorre, já que faz tempo que não enfrentamos um time com camisa de peso.

Jogo válido pela 4ª rodada do Paulistão 2014.

Gol, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 30/01/2014, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Alexandre Basilio Vasconcellos
Assistentes adicionais: Marcelo Prieto Alfieri e Camilo Morais Zarpelão
Público: 11.232 pagantes
Renda: R$ 410.187,50
Cartões amarelos: Leandro, Wendel, Serginho e Juninho (PAL); Heleno e Gualberto (PEN)
Cartão vermelho: Heleno (PEN) (41’/1T)
Gol: Marquinhos Gabriel, aos 21 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Wellington e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley, Valdivia (Marquinhos Gabriel) e Mazinho (Felipe Menezes); Leandro (Serginho) e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

Penapolense: Samuel; Rodnei, Jaílton, Gualberto e Rodrigo Biro; Liel (Fernando), Petros, Heleno, Washington e Guaru (Rafael Ratão); Alexsandro Créu (Lukas)
Técnico: Narciso

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 30/01/2014 – 21:21h.
Marquinhos Gabriel mantém o Verdão 100%
Gol isolado do meia garante mais três pontos ao Palmeiras no Paulistão: 1 a 0 sobre o Penapolense.
Estreando a camisa nova, o Verdão iniciou o jogo tentando passar pelo ferrolho imposto pelo Penapolense. Aos 7 minutos a primeira chance: Juninho cruzou, Leandro dominou e ao tentar desarmar o atacante, Rodrigo quase fez contra. No minuto seguinte Leandro ajeitou para Marcelo Oliveira soltar a bomba, por cima.

Disposto apenas a marcar, o visitante só foi chegar ao ataque aos 16 minutos com Guaru, num chute que saiu sem direção. Aos 17 Valdivia roubou a bola na intermediária e arriscou, por cima. A melhor opção seria o passe para Leandro, que estava livre pela direita.

Aos 24 minutos a segunda investida para o Penapolense: Petros arriscou de longe, nas mãos de Prass. O Verdão respondeu apenas doze minutos depois, outra vez com Valdivia, em mais um chute que saiu alto demais. Dessa vez Wendel seria a melhor a opção. Aos 40 Mazinho cobrou falta, por cima.

Nos minutos finais do primeiro tempo o Penapolense perdeu Heleno, expulso após o recebimento do segundo cartão amarelo. Aos 3 minutos ele já havia dado um soco na cara de Lúcio, e aos 41 acertou a nuca de Wesley com um chute. O vermelho saiu com 38 minutos de atraso.

Com um homem a menos, os visitantes se fecharam ainda mais, e o Palmeiras só conseguiu chegar uma única vez com Wendel; o lateral chutou forte, cruzado, o goleiro deu rebote nos pés de Mazinho, que não aproveitou.

Na etapa final, com Marquinhos Gabriel no lugar de Valdivia, o Verdão voltou querendo resolver logo o jogo. No primeiro minuto Wesley cobrou escanteio e Marcelo Oliveira escorou no travessão. No lance seguinte Wesley arriscou de canhota e quase anotou um golaço.

Aos 11 minutos Marquinhos Gabriel invadiu a área e soltou a bomba, o goleiro espalmou mas no rebote Leandro não alcançou. Aos 13 Wendel finalizou de três dedos mas parou em outra boa defesa de Samuel. Aos 16 Wesley cobrou escanteio, Wellington subiu sozinho mas desviou errado.

Só dava Verdão. Aos 19 minutos Wendel cruzou, a bola atravessou toda área e sobrou para Juninho, que finalizou fraco. O Penapolense só foi chegar ao ataque aos 20, num chute de Washington que saiu por cima. No contra-ataque dessa jogada enfim o time do técnico Gilson Kleina conseguiu abrir o placar. Após passe de Wesley, Alan Kardec bateu cruzado e o goleiro rebateu nos pés de Marquinhos Gabriel: 1 a 0.

Mesmo vencendo, o Palmeiras não diminuiu o ritmo e seguiu criando chances para ampliar. Aos 25 Wesley arriscou de muito longe, rente à trave direita de Samuel. Aos 28 de novo o camisa 11 tentou, mas parou no goleiro. No minuto seguinte foi a vez de Leandro experimentar, por cima.

Aos 31 minutos Wendel cruzou para Alan Kardec; o atacante chegou finalizando de primeira, para fora. Aos 34 um susto: após bola alçada na área, Rafael Ratão não conseguiu concluir direito, e Prass afastou o perigo.

Nos minutos finais Kleina ainda promoveu a entrada de Serginho no lugar de Leandro, mas o Palmeiras já estava administrando o resultado. Assim foi a quarta vitória alviverde no Paulistão. O time vai a 12 pontos e segue sendo o único com 100% de aproveitamento.

Domingo (02/02) o Verdão recebe o São Paulo no Pacaembu. O clássico está marcado para 17h.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.