Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 1 Sporting Cristal (PER) – 14/02/2013

henrique-1o-gol-palmeiras01
Com problemas no ataque, Palmeiras tem dependido dos seus defensores para fazer gol. Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Contrariando toda a desconfiança motivada pelas partidas irregulares até o momento e somando as estreias, iniciamos a competição continental com uma vitória.

O triunfo, além dos óbvios 3 pontos, é importantíssimo para o moral do grupo. Dá confiança para a sequência tanto do Paulistão como na própria Libertadores.

Jogo de ida válido pela 1ª rodada da fase de grupos da Libertadores 2013.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 14/02/2013, quinta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Público: 17.744 pagantes
Renda: R$ 680.550,47
Árbitro: Martin Vazquez (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa e Nicolas Taran (ambos do Uruguai)
Cartões amarelos: Vinicius e Wesley (Palmeiras); Cazulo, Chiroque e Penny (Sporting Cristal)
Gols: Palmeiras: Henrique, aos 39 minutos do primeiro tempo; Patrick Vieira, aos 22 minutos do segundo tempo
Sporting Cristal: Lobatón (pênalti), aos 6 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho, Henrique, Mauricio Ramos e Marcelo Oliveira; Vilson e Márcio Araújo (Caio); Souza, Wesley, Patrick Vieira (João Denoni) e Vinicius (Ronny)
Técnico: Gilson Kleina

Sporting Cristal: Penny; Revoredo (Uribe), Ayr, Álvarez e Quina; Cazulo, Lobatón, Chiroque (Arroê) e Sheput (Calcaterra); Regifo e Ávila
Técnico: Roberto Mosquera

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 14/02/2013 – 23:50h.
Verdão vence na estreia da Libertadores
Por Eduardo Luiz  [email protected]
Estreando Welder, Marcelo Oliveira e Vilson, o Palmeiras ignorou a falta de entrosamento e iniciou sua campanha na Libertadores partindo para cima do Sporting Cristal. Aos 5 minutos Patrick Vieira deixou dois peruanos para trás e bateu cruzado, rente à direita do goleiro.

No minuto seguinte Wesley experimentou de fora da área, mas errou o alvo. Aos 8 Souza tocou para Wesley finalizar por cima. Após esse lance a partida esfriou e só voltou a animar os quase 20 mil Palmeirenses presentes ao Pacaembu aos 23 minutos, quando Souza cobrou falta de longa distância, exigindo boa defesa do goleiro.

Aos 24 novamente Souza apareceu bem, dessa vez num chute forte da entrada da área que passou perto da trave. No contra-ataque o Sporting Crital enfim levou perigo numa finalização de Lobaton que Prass acompanhou. Para não deixar o adversário crescer, o Verdão tratou de responder na mesma moeda com Vilson, aos 28.

O time do técnico Gilson Kleina seguia melhor e próximo do gol. Aos 35 minutos Souza cobrou falta, o goleiro deu rebote nos pés de Vinícius, mas o atacante estava impedido. Aos 39 enfim a bola entrou. Wesley cobrou escanteio e Henrique foi no terceiro andar para fuzilar o goleiro de cabeça: 1 a 0.

A frente no placar, o Palmeiras se animou e ainda desperdiçou duas boas chances para marcar o segundo. Aos 43 minutos Souza cruzou da esquerda para Patrick Vieira  finalizar nas pernas do goleiro. Aos 44 o volante tentou de bicicleta e viu a bola, que tinha destino certo, desviar num zagueiro e sair em escanteio.

Na etapa final o Verdão voltou disposto a manter o ritmo. Aos 2 minutos Vilson avançou e chutou, mas parou em Penny. Aos 5 o Sporting Cristal puxou um contra-ataque que foi fatal. Na primeira investida, Revoredo parou em Prass, mas no rebote Marcelo Oliveira cometeu pênalti em Lobaton; o próprio Lobaton cobrou e empatou: 1 a 1.

O gol desestabilizou momentaneamente o Palmeiras, que viu o time peruano crescer. Aos 17 minutos Calcattera finalizou da entrada da área e viu a bola passar perto da trave direita de Prass. Aos 21 um chute de Henrique, por cima, fez o time do técnico Gilson Kleina acordar.

Aos 22 Souza recebeu de Caio e fuzilou, mas Penny fez grande defesa. Na sequência da jogada Marcelo Oliveira cruzou, Caio serviu de pivô até a chegada de Patrick Vieira, que enfiou o pé: 2 a 1.

Novamente a frente no placar, o Palmeiras passou a tocar a bola com mais tranquilidade. Aos 31 minutos Ronny levantou, Wesley dominou e chutou fraco, nas mãos do goleiro. Aos 33 o meia-atacante teve a chance de deixar o seu ao finalizar já dentro da área, mas novamente Penny apareceu bem.

Nos minutos finais, para segurar a vitória, o Verdão recuou e deu chance ao Sporting Cristal de empatar, e isso só não aconteceu em três oportunidades, aos 37, 43 e 44 minutos graças à má pontaria do ataque rival.

No apagar das luzes Souza ainda quase fez o terceiro, mas sua finalização saiu à esquerda do goleiro. Assim foi a estreia alviverde na Libertadores, suada, mas somando os 3 pontos.

Domingo (17/02 às 16h), em clássico válido pela oitava rodada do Paulistão, o Palmeiras enfrenta o Corinthians, no Pacaembu. Ao contrário do que informamos durante a semana, o mando será do rival.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.