Twitter RSS
Close

Internacional 2 x 1 Palmeiras – 27/10/2012

Alexandre Lops/Divulgação

Precisando desesperadamente de pontos, o Palmeiras começou o jogo indo pra cima e abriu o marcador aos 21′ da etapa inicial. Os mandantes cresceram na partida e empataram 12 minutos depois.

Na segunda etapa o Verdão tomou a virada e partiu pra cima novamente. Num escanteio Barcos fez de mão. O juiz não viu e deu o gol, mas o delegado da partida anulou para indignação de toda a nação Palestrina. Apesar da revolta, a aplicação correta da regra deve ser realizada e seguida.

Com a nova derrota (a décima nona no campeonato, um turno inteiro), o time de Gilson Kleina perde chance preciosa de encostar no Bahia e vê o rebaixamento cada vez mais de perto.

Jogo válido pela 33ª rodada do Brasileirão 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data: 27/10/2012, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (Fifa-AL)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Assistentes adicionais: Celio Amorim e Evandro Tiago Bender (ambos de SC)
Cartões amarelos: Josimar, Fred, Muriel, Forlán e D’Alessandro (Inter); Mauricio Ramos e Henrique (Palmeiras)
Gols: Inter: Fred, aos 34 minutos do primeiro tempo; Rafael Moura, aos 9 minutos do segundo tempo
Palmeiras: Luan, aos 21 minutos do primeiro tempo

Internacional: Muriel; Nei (Elton), Rodrigo Moledo, Índio e Kleber (Fabrício); Josimar, Guiñazu, Fred e D’Alessandro; Forlán e Rafael Moura
Técnico: Fernandão

Palmeiras: Bruno; Artur, Mauricio Ramos, Henrique e Leandro (Juninho); João Denoni, Marcos Assunção, Wesley (Maikon Leite) e Patrick Vieira; Luan (Obina) e Barcos
Técnico: Gilson Kleina

PTD, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online.

Novidade! Derrota no Beira-Rio

Com Wesley de titular pela primeira vez após a lesão, o Palmeiras iniciou o jogo vendo o Internacional trocar passes. Aos 8 minutos Guiñazu arriscou de fora da área e viu a bola sair por cima.

O primeiro ataque do time de Gilson Kleina surgiu apenas aos 11, e o gol quase saiu. Luan avançou pela esquerda e tocou para Patrick Vieira finalizar em cima de Muriel. Aos 16 minutos foi a vez de Marcos Assunção fazer o goleiro trabalhar após cobrança de falta.

O Inter respondeu aos 18 com Rafael Moura, que recebeu de D’alessandro e cabeceou para fora. O jogo era aberto. Aos 21 minutos Patrick Vieira fez boa jogada pela esquerda e cavou um escanteio; na cobrança de Assunção a bola foi desviada e Luan escorou para o fundo da rede: 1 a 0.

A equipe gaúcha não demorou a tentar buscar o empate. Aos 22 Rafael Moura arriscou da entrada da área e fez Bruno ir buscar no canto. Aos 24 minutos Patrick Vieira tocou para Barcos finalizar um pouco sem ângulo; a bola entraria se Muriel não salvasse sobre a linha.

Aos 32 minutos D’alessandro cobrou falta mas Bruno estava atento e mandou para escanteio. No minuto seguinte, porém, o goleiro nada pôde fazer quando Guiñazu cruzou da esquerda para Fred, livre de marcação, fuzilar: 1 a 1.

Antes do árbitro encerrar a etapa inicial o Verdão teve mais uma chance para retomar a vantagem no placar, mas Artur finalizou fraco, de canhota, após roubar a bola de Kleber.

No segundo tempo, embora precisando do resultado, o Palmeiras voltou com a mesma postura, esperando o Inter para tentar algo nos contra-ataques. A tática não funcionou e os mandantes viraram.

Aos 9 minutos o meio-campo alviverde bateu cabeça, a bola sobrou para D’alessandro cruzar na cabeça de Rafael Moura: 2 a 1. O Verdão tentou responder rapidamente, mas a cabeçada de Luan, aos 12, foi defendida por Muriel.

Aos 18 minutos o gol de empate saiu, mas foi de mão, anotado por Barcos. O árbitro validou, o assistente também, mas o delegado da partida, certamente amaparado pelos replays da televisão, mandou anular.

após 5 minutos de muita confusão, a partida recomeçou, já com os dois times com posturas invertidas. O Inter passou a tentar segurar o resultado, enquanto que o Palmeiras, desesperado, buscava o empate.

Aos 40 minutos Maikon Leite arriscou de fora da área, para boa defesa de Muriel. Aos 43 foi a fez de João Denoni tentar, mas novamente o goleiro do Inter estava atento. Nos acréscimos os mandantes trataram de segurar a bola no campo de ataque até o apito final do juiz.

Com a nova derrota (a décima nona no campeonato, um turno inteiro), o time de Gilson Kleina perde chance preciosa de encostar no Bahia e vê o rebaixamento cada vez mais de perto.

O próximo compromisso do Palmeiras será no domingo que vem (03/11) contra o Botafogo, às 17h, em Araraquara.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.