Twitter RSS
Close

Millonarios (COL) 3 x 0 Palmeiras – 23/10/2012

Renteria e Artur disputam a bola na defesa do Palmeiras (Foto: Agência EFE)

Com meio time reserva, mas contando com o artilheiro Barcos, o Verdão foi derrotado justamente pelo placar que o elimina da competição.

A derrota, aliada a péssima atuação da maioria dos jogadores, deixa um clima bastante pesado nos bastidores Palestrinos na luta contra o rebaixamento no Brasileirão.

Jogo de volta válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: El Campín, Bogotá (Colômbia)
Data: 23/10/2012, terça-feira
Horário: 22h45 (de Brasília)
Árbitro: Victor Hugo Carillo (Peru)
Assistentes: Cesar Escano e Raul Lopez Cruz (ambos do Peru)
Cartões amarelos: Román Torres e Vásquez (Millonarios); Patrik e Luan (Palmeiras)
Cartão vermelho: Betinho (Palmeiras)
Gols: Ortiz, aos 34 minutos do primeiro tempo; Rentería (pênalti), aos 15 minutos, e Ochoa, aos 31 minutos do segundo tempo

Millonarios: Luis Delgado; Lewis Ochoa, Román Torres, Pedro Franco e Jarol Martínez; Yhonny Ramírez, Otálvaro (Robayo), Juan Ortiz e Mayer Candelo (Elkin Blanco); Rentería e Cosme (Omar Vásquez)
Técnico: Hernán Torres

Palmeiras: Bruno; Artur, Leandro Amaro, Thiago Heleno e Juninho; Márcio Araújo, Patrik (Betinho), Tiago Real, Daniel Carvalho (Obina) e Mazinho (Luan); Barcos
Técnico: Gilson Kleina

PTD, Globo Esporte, Terra EsportesEstadaoFolha Online.

Misto frio cai na Sul-Americana

Podendo até perder por 1 a 0 para avançar às quartas de final, o time misto do Palmeiras iniciou o jogo disposto a segurar o Millonarios, e a tática deu certo, pois os colombianos só conseguiram finalizar uma vez nos primeiros 20 minutos. A partir de então, porém, o panorama mudou.

Precisando descontar os 3 a 1 que tomou no Pacaembu, os mandantes enfim iniciaram uma pressão. Aos 21 Rentería tocou para Cosme bater por cima. Aos 25 Otálvaro finalizou cruzado e viu a bola tirar tinta da trave direita de Bruno. Aos 27 minutos foi a vez de Candelo levar perigo, mas Bruno estava atento e espalmou. 

O goleiro Palmeirense voltou a trabalhar aos 30 após chute fraco chute de Rentería. Aos 34, porém, o camisa 1 nada pôde fazer quando Cosme fez boa jogada pela direita e cruzou; Rentería deixou passar e Ortiz fuzilou: 1 a 0. 

Atrás no placar, o time do técnico Gilson Kleina abdicou da postura defensiva. Aos 36 minutos Daniel Carvalho cobrou falta, por cima. Aos 39 Tiago Real experimentar da entrada da área, mas ele também errou o alvo. O jogo ficou aberto. Aos 42 Cosme serviu Candelo, que saiu na cara de Bruno, mas novamente o goleiro apareceu bem e evitou o gol. 

Ainda deu tempo de cada equipe desperdiçar uma boa chance antes da etapa inicial acabar. Aos 43 minutos Mazinho fintou seu marcador e bateu com perigo, para fora. Aos 44 Martinez respondeu num chute cruzado, que saiu à direita de Bruno. 

No segundo tempo, com Luan no lugar de Mazinho, o Palmeiras conseguiu neutralizar as investidas do Millonarios e ameaçava buscar o gol de empate quando aos 13 minutos Leandro Amaro cometeu pênalti de letra em Ortiz. Rentería cobrou no meio do gol mas Bruno pulou para a direita: 2 a 0. 

Com o placar que lhe dava a vaga, o time colombiano diminuiu o ritmo e chamou o Verdão para seu campo de defesa. Aos 24 minutos Luan não cruzou nem chutou, e desperdiçou boa oportunidade. Aos 25 duas oportunidades seguidas; a primeira com Barcos que Delgado espalmou e a segunda com Ortiz, que faria contra após cobrança de escanteio executada por Tiago Real. 

Jogando no contra-ataque, os mandantes voltaram a assustar aos 29 minutos num chute de Otálvaro que saiu por cima. Aos 29 Obina tentou responder, mas seu chute colocado saiu para fora. Aos 31 Artur vacilou ao não completar a linha de impedimento e permitiu que Ochoa recebesse livre, na cara de Bruno: 3 a 0. 

Precisando de um gol para levar a decisão para os pênaltis, o técnico Gilson Kleina trocou Patrik por Betinho, mas o atacante ficou pouco menos de 10 minutos em campo, pois caiu na catimba adversária e recebeu dois cartões amarelos. 

Se com 11 a situação já estava complicada, com 10 ficou impossível. No tempo restante do jogo o Millonarios tratou de manter a posse de bola à espera do apito final do juiz. 

Sábado (27/10) o Verdão viaja a Porto Alegre para enfrentar o Internacional. O jogo está marcado para 16h20.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.