Twitter RSS
Close

Bahia 0 x 1 Palmeiras – 17/10/2012

Betinho comemora o gol da vitória do Palmeiras contra o Bahia (Foto: Cesar Greco / Agência Estado)

Depois de 3 derrotas seguidas uma vitória para dar esperança e mostrar uma luz no fim do túnel.

O Palmeiras iniciou o jogo tentando surpreender o Bahia e aos 19′ abriu o marcador.

Após o gol o Verdão recuou e deu espaço, mas os mandantes encontraram uma marcação bastante forte.

No segundo tempo mais pressão baiana. O Palestra se defendia bem e tentava explorar contra-ataques até que, sem conseguir furar o bloqueio Verde, o tricolor baiano reduziu o ritmo e Barcos não ampliou por detalhe.

Com a vitória, apenas a terceira fora de casa, o Verdão vai a 29 pontos e ganha sobrevida no Brasileirão. Agora a distância para o primeiro time fora do Z4 (o próprio Bahia) é de 6 pontos.

Jogo válido pela 31ª rodada do Brasileirão 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio do Pituaçu, Salvador (BA)
Data: 17/10/2012, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Assistentes adicionais: Rogério Lima da Rocha (SE) e Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL)
Cartões amarelos: Jones e Danny Morais (Bahia); João Denoni, Marcos Assunção e Bruno (Palmeiras)
Gol: Betinho, aos 19 minutos do primeiro tempo

Bahia: Marcelo Lomba; Neto, Danny Morais, Titi e Jussandro; Fahel, Diones (Rafael), Kléberson (Cláudio Pitbull) e Zé Roberto (Lulinha); Jones e Rafael
Técnico: Jorginho

Palmeiras: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Henrique e Leandro; João Denoni, Marcos Assunção e Patrick Vieira (Márcio Araújo); Betinho (Tiago Real), Barcos (Obina) e Luan
Técnico: Gilson Kleina

PTD, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online.

Betinho dá sobrevida ao Verdão

Reforçado de última hora por Marcos Assunção e Barcos, o Palmeiras iniciou o jogo tentando surpreender o Bahia. Aos 5 minutos Assunção cobrou falta da entrada da área e exigiu de Marcelo Lomba uma boa defesa.

O time de Jorginho só foi responder aos 17, numa finalização de Neto que não levou perigo a Bruno. No minuto seguinte Barcos recebeu na entrada da área, girou e bateu cruzado, para fora. Aos 19 o gol saiu. O Pirata fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Betinho se antecipar ao zagueiro que o marcava: 1 a 0.

O gol fez o Verdão diminuir o ritmo, enquanto que o Bahia se lançou ao ataque mas encontrou uma marcação muito forte. Diante desse panorama, a bola parada passou a ser a única alternativa dos mandantes. Aos 31 minutos Neto teve a oportunidade mas parou em Bruno.

Após o lance de perigo, o Palmeiras também passou a evitar as faltas perto da área, e deixou a equipe baiana sem opções. Jogando no contra-ataque, o time de Kleina poderia ter criado alguma jogada de perigo antes do encerramento da etapa inicial, mas esbarrou na hora do último passe.

Na etapa final Palmeiras e Bahia intensificaram as posturas adotadas do final do primeiro tempo, ou seja, o Verdão recuou demais e o Bahia foi com tudo em busca do empate.

Aos 4 minutos Lulinha cobrou escanteio e encontrou Fhael livre, mas o volante cabeceou para fora. Aos 8, após bate-rebate, Kleberson finalizou com perigo, à esquerda. O Palmeiras respondeu num contra-ataque aos 10 com Barcos, mas o chute do Pirata saiu por cima.

Jogando no erro do adversário, o Verdão não contava com o erro da arbitragem. Aos 24 minutos a bola bateu na mão de Titi dentro da área mas Leandro Vuaden ignorou a penalidade. Aos 27 Barcos fez boa jogada pela esquerda e bateu para dentro da área; Titi se atrapalhou e quase marcou contra.

A partir dos 30 minutos os mandantes passaram a errar muitos passes, diminuindo a pressão. Para segurar o resultado, o técnico Gilson Kleina trocou Patrick Vieira por Márcio Araújo, mas o volante não teve trabalho. No final do jogo o Palmeiras foi quem ficou mais perto de fazer o segundo, e isso só não aconteceu por causa do preciosismo de Barcos, mas acabou não fazendo falta.

Com a vitória, apenas a terceira fora de casa, o Verdão vai a 29 pontos e ganha sobrevida no Brasileirão. Agora a distância para o primeiro time fora do Z4 (o próprio Bahia) é de 6 pontos.

Sábado (20/10) o Palmeiras recebe o Cruzeiro, às 18h30. O jogo será novamente em Araraquara.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.