Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 0 Coritiba – 05/07/2012

37104
E foi do Mago o primeiro gol do jogo: em cobrança de pênalti, Valdivia faz 1 a 0 para o Palmeiras contra o Coritiba, na Arena Barueri. Foto: Alex Silva/AE

Desfalcado de 3 importantes nomes (Luan, Henrique e Barcos) começamos a partida tomando uma pressão do Coritiba.

A equipe paranaense, que vem num ótimo momento, criou várias chances e, nas mais perigosas, parou nas mãos de Bruno.

No final da primeira etapa abrimos o marcador em pênalti convertido pelo Mago. No segundo tempo melhoramos a marcação e ampliamos. Valdívia acabou sendo expulso pelo segundo amarelo. Fará falta no jogo de volta.

Estamos com a mão na taça para vingar a vexatória eliminação do ano passado.

Primeiro jogo da final da Copa do Brasil 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: Arena Barueri, Barueri (SP)
Data: 05/07/2012, quinta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO)
Cartões amarelos: Márcio Araújo (Palmeiras). Júnior Urso, Jonas, Emerson e Tcheco (Coritiba)
Cartão vermelho: Valdivia (Palmeiras)
Público: 28.557 pagantes
Renda: R$ 1.874.214,00
Gols: Valdivia, aos 45 minutos do primeiro tempo. Thiago Heleno, aos 19 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor e Valdivia; Mazinho (Maikon Leite) e Betinho
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Coritiba: Vanderlei, Jonas, Pereira, Emerson e Lucas Mendes; Willian Farias, Gil (Anderson Aquino), Júnior Urso (Tcheco), Rafinha e Everton Ribeiro (Lincoln); Everton Costa
Técnico: Marcelo Oliveira

Primeiro tempo da final deu Verdão

Desfalcado de Luan, Henrique e Barcos, o Verdão viu o Coritiba iniciar a final melhor e em busca do gol. Logo aos 7 minutos Júnior Urso saiu na cara de Bruno, que fez milagre. Aos 8 Rafinha recebeu passe longo e tentou de primeira, por cima.

Marcado em seu campo de defesa, o Palmeiras apenas se desfazia da bola. Jogando bem, a equipe paranaense teve outra chance para abrir o placar aos 12 com Lucas Mendes, após cobrança de escanteio, mas a finalização do lateral saiu por cima. O time de Felipão só foi chegar ao ataque aos 13 com Valdivia, que se jogou na área, tentando cavar uma penalidade que não existiu.

Aos 19 minutos William ganhou de Assunção na corrida, invadiu a área e tentou colocar no ângulo direito de Bruno, que apareceu bem novamente. Aos 32 Gil e Ewerton Costa se atrapalharam e viram o camisa 1 Palmeirense ficar com a bola. Eles estavam sozinhos…

Nos minutos finais o Coritiba voltou a assustar aos 41 com Ewerton Costa, que finalizou de primeira, nas mãos de Bruno. Aos 45, porém, quem fez o gol foi o Verdão. Valdivia sofreu falta perto da área, Assunção levantou e Jonas agarrou Betinho: pênalti assinalado pelo árbitro que o Mago não desperdiçou: 1 a 0. Logo em seguida o árbitro encerrou o  primeiro tempo na Arena Barueri.

Na etapa final os dois times voltaram sem mudanças, mas o Palmeiras conseguiu encaixar a marcação, diminuindo a superioridade do Coritiba. Satisfeito com o 1 a 0, o Verdão tratou de recuar para jogar nos contra-ataques, mas a oportunidade não surgia.

A primeira investida do segundo tempo surgiu apenas aos 17 minutos, num chute de Juninho que o goleiro defendeu em dois tempos. Aos 19 o Coritiba, com Lincoln, cometeu falta na intermediária, a chance que o Palmeiras pedia. Marcos Assunção cobrou e Thiago Heleno, em posição legal, desviou no meio do caminho: 2 a 0.

A vitória poderia ficar ainda maior aos 22, em nova cobrança de falta, mas dessa vez Assunção bateu mal, nas mãos do goleiro. Aos 24 minutos Valdivia cometeu falta dura e como já tinha um amarelo, foi merecidamente para o chuveiro mais cedo.

Se com 11 contra 11 o Verdão estava todo lá atrás, com 10 então… Jogando com todos jogadores no campo defensivo, o time de Felipão marcou muito bem o Coritiba, que passou a investir, sem êxito, nas bolas paradas. Aos 35 minutos Maikon Leite substituiu Mazinho e no minuto seguinte teve uma chance clara para aumentar a vantagem; ele driblou o goleiro mas errou na finalização, para desespero dos quase 30 mil Palmeirenses que lotaram a Arena Barueri.

Nos 10 minutos finais o Coritiba manteve a posse de bola, mas não conseguiu passar pelo ferrolho alviverde, que leva para a segunda partida da final da Copa do Brasil a vantagem de poder perder por 1 a 0 para ser campeão.

Às 18h30 de domingo (dia 08), com um time mistro, o Verdão volta a campo pelo Brasileirão para enfrentar a Ponte Preta, em Campinas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.