Twitter RSS
Close

Palmeiras 3 x 1 Figueirense – 01/07/2012

roman_pameiras_marcosbezwerra_ae
Román comemora gol contra o Figueirense (Foto: Marcos Bezerra / Agência Estado)

Pensando na primeira partida da final da Copa do Brasil, conseguimos a primeira vitória no campeonato, mas não antes sem um susto.

Numa partida bastante fraca tecnicamente, largamos atrás do marcador mas conseguimos empatar ainda na primeira etapa.

Voltamos para o segundo tempo mais dispostos e acabamos virando a partida, quando a torcida já se resignava com outro empate.

A vitória foi importante para começar a reação para fugir da zona da degola.

Jogo válido pela 7ª rodada do Brasileirão 2012.

Gols.

FICHA TÉCNICA

Local: Arena Barueri, Barueri (SP)
Data: 01/07/2012, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Renda: R$ 72.892,50
Público: 2.580 pagantes
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento
Assistentes: Bruno Boschilia e Carlos Jorge Titara da Rocha
Cartões amarelos: Aloísio, Caio, Túlio e Doriva (Figueirense)
Gols: Palmeiras: Román, aos 38 minutos do primeiro tempo; Barcos, aos 39, Maikon Leite, aos 41 minutos do segundo tempo.
Figueirense: Júlio César, aos 31 minutos do primeiro tempo

Palmeiras: Deola; Cicinho, Thiago Heleno, Maurício Ramos (Román) e Fernandinho; Márcio Araújo, João Vitor, Daniel Carvalho (Valdívia) e Felipe (Mazinho); Maikon Leite e Barcos
Técnico: Felipão

Figueirense: Wilson, Coutinho, Anderson Conceição, Canuto e Guilherme Santos; Túlio, Doriva, Botti (Pittoni) e Fernandes (Ronny); Caio (Aloísio) e Júlio César
Técnico: Argel

De virada, Verdão vence a primeira no Brasileirão

O jogo começou equilibrado na Arena Barueri, mas nivelado por baixo. Com um time misto, o Verdão não conseguia se impor, enquanto que o Figueirense também mostrava que teria dificuldades para armar jogadas de perigo, pois errava muitos passes.

Até os 20 minutos o único lance que chamou a atenção da torcida foi a contusão de Maurício Ramos, que sentiu a coxa esquerda. Román entrou em seu lugar. Aos 21 enfim algo de bom; Maikon Leite tabelou com Barcos e saiu na cara de Wilson, mas isolou. Era só escolher o canto e correr para o abraço…

A chance perdida acordou o Figueirense. Aos 25 minutos Doriva cruzou para Caio cabecear com perigo, para fora. Aos 29 Cicinho quis driblar todo time adversário no campo de defesa e acabou sendo desarmado, cedendo um perigoso contra-ataque que Román salvou já dentro da área ao desarmar Julio César.

Aos 30 minutos Márcio Araújo recebeu de Barcos na entrada da área, não chutou e perdeu a bola. No contra-ataque saiu o gol dos visitantes. Guilherme cruzou sob-medida para Julio César de primeira surpreender Deola: 1 a 0.

Após o gol, Felipão mandou Valdivia para o aquecimento e a torcida já começou a pegar no pé de Cicinho, Araújo e Fernandinho, os piores do time, mas aos 38 Maikon Leite cobrou escanteio e Román subiu no terceiro andar para decretar o empate: 1 a 1.

No restante do primeiro tempo, ao contrário do esperado, quem acabou tomando a iniciativa de buscar o segundo gol foi o Figueirense, mas para sorte dos Palmeirenses a equipe catarinense não foi feliz em nenhuma finalização.

Na etapa final, sem alterações mas com outra atitude, o Palmeiras enfim conseguiu se impor. Em 15 minutos acabou fazendo mais do que em todo primeiro tempo.

A primeira boa investida aconteceu aos 6 minutos com Barcos, que pegou uma sobra dentro da área e soltou a bomba no canto direito de Wilson, que foi  buscar. Aos 7 nova chance para o Pirata; dessa vez ele arriscou de fora da área mas novamente o goleiro evitou o gol.

Aos 17 minutos Daniel Carvalho cobrou uma falta com perigo, para fora. Logo em seguida Valdivia entrou em seu lugar, e coincidentemente a partir de então o Palmeiras começou a perder o gás, volantado a ceder espaços ao Figueirense.

O time visitante teve uma ótima chance de voltar a ficar a frente no placar aos 32 minutos, depois de uma falta executada por Maikon Leite que o goleiro espalmou, armando um contra-ataque com Julio César, mas na finalização Aloisio errou o alvo, para alívio da torcida.

Quanto o empate parecia o resultado definitivo, novamente um escanteio salvou o Verdão. Aos 38 Maikon Leite cobrou, ninguém da zaga cortou e a bola sobrou para Barcos: 2 a 1. Três minutos depois Maikon Leite recebeu de Fernandinho em condição legal, invadiu a área a apenas deslocou o goleiro: 3 a 1.

Faltando 4 minutos para o jogo acabar, o Figueirense não esboçou mais reação e o Palmeiras enfim conseguiu vencer a primeira no Brasileirão. Agora o time soma 5 pontos, mas segue na parte de baixo da tabela.

Quinta-feira, dia 05, o Verdão começa a decidir o título da Copa do Brasil contra o Coritiba. O jogo será às 21h50, na Arena Barueri.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.