Twitter RSS
Close

Santos 1 x 2 Palmeiras – 05/02/2012

05022012SantosPalmeiras
Fernandão comemora o gol de empate aos 43′ do segundo tempo.

Imprensa alvoroçada e todas as atenções voltadas para o aniversariante santista (Neymar) e com a possibilidade de marcar o 100º gol na carreira (e fez).

Do outro lado um Palmeiras visitante (apesar de que em Presidente Prudente os 2 são visitantes) ainda sob muita suspeita em função dos resultados ruins e da vitória não convincente na última rodada.

Saímos perdendo mas aos 43 e 47 minutos do 2º tempo viramos o jogo. Que maravilha é esse futebol.

Jogo válido pela 5ª rodada do Paulistão 2012.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Eduardo José Farah, em Presidente Prudente (SP)
Data: 05/02/2012, domingo
Horário: 17h. (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Fábio Rogério Baesteiro (ambos de SP)
Cartões amarelos: Neymar e Pará (Santos). Cicinho (Palmeiras)
Cartão vermelho: Ibson (Santos)
Gols: Santos: Neymar, aos 25 minutos do segundo tempo
Palmeiras: Fernandão, aos 43, e Juninho, aos 47 minutos do segundo tempo

Santos: Rafael; Maranhão, Bruno Rodrigo, Durval e Pará; Henrique, Arouca, Elano (Ibson) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges (Alan Kardec)
Técnico: Muricy Ramalho

Palmeiras: Deola; Cicinho (Ricardo Bueno), Leandro Amaro, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Marcos Assunção, João Vitor e Valdivia (Daniel Carvalho); Luan (Maikon Leite) e Fernandão
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Na raça, Verdão vira pra cima do Santos

Embora debaixo de um calor absurdo, o clássico começou movimentado em Presidente Prudente, com o Palmeiras melhor. Aos 6 minutos Valdivia enfiou para Luan; o goleiro o desarmou, a bola sobrou para Juninho cruzar para Fernandão, que não alcançou. Aos 7 João Vítor, a novidade na escalação, experimentou de longe, à esquerda do goleiro.

O Santos só foi chegar com certo perigo aos 16 minutos; após jogada individual de Neymar, Ganso recebeu pela esquerda e cruzou, mas ninguém de camisa branca chegou para conferir. Aos 20 Elano arriscou da entrada da área e Deola mandou para escanteio com a ponta dos dedos. A essa altura o jogo já era equilibrado.

Aos 23 minutos enfim surgiu uma oportunidade para Marcos Assunção; o volante cobrou falta e Rafael espalmou. Aos 30 Juninho tentou surpreender o goleiro santista, mas sua finalização saiu sem perigo. Aos 40 o Verdão perdeu Valdivia, que levou a mão à coxa esquerda e também demonstrou sentir dores no tornozelo direito.

O substituto do Mago, porém, foi protagonista da última grande jogada da etapa inicial. Aos 43 minutos Daniel Carvalho passou por 3 marcadores, pelo goleiro e tentou o chute cruzado, mas Rafael se recuperou a tempo de evitar o golaço.

O segundo tempo começou com o Verdão tomando a iniciativa. Aos 3 minutos Daniel Carvalho cobrou falta mas Henrique não alcançou para desviar de cabeça. Aos 7, Marcos Assunção arriscou de longe, à direita do goleiro. Aos 11, com a bola parada, o camisa 20 levou mais perigo, mas sua cobrança de falta saiu por cima.

A resposta do Santos veio aos 13 com Elano, num chute que passou perto da trave esquerda de Deola. Melhor em campo, o time de Felipão não se intimidou e respondeu logo. Aos 21 Assunção cruzou para Luan finalizar de primeira, mas Rafael fez linda defesa.

Aos 25 minutos o juiz inventou uma falta para o Santos na intermediária. Ganso cobrou, Luan e Fernandão erraram na marcação e permitiram a Neymar subir sozinho: 1 a 0. O gol não abalou o Palmeiras. Aos 28 Daniel Carvalho enfiou para Maikon Leite encobrir o goleiro, mas Maranhão salvou sobre a linha.

Em busca da virada, Scolari sacou Cicinho e mandou Ricardo Bueno a campo. Mais ofensivo, o empate acabou saindo apenas aos 43; Assunção cobrou escanteio e Fernandão, no primeiro pau, decretou a igualdade: 1 a 1. O gol foi a senha para a torcida Palmeirense se inflamar e empurrar o time. Aos 45 minutos Daniel Carvalho enfiou para Maikon Leite fintar seu marcador e bater colocado, rente à trave direita de Rafael.

Mesmo em cima da hora, o Verdão não desistiu de buscar a vitória e acabou recompensado aos 47 minutos. Juninho avançou pela esquerda e bateu cruzado; Maranhão desviou e tirou Rafael da jogada: 2 a 1 e explosão alviverde no Prudentão. Com a virada, o Palmeiras vai a 11 pontos e sobe na tabela de classificação.

Quarta-feira (08/02), em jogo que pode marcar a estreia de Barcos, o Verdão recebe o XV de Piracicaba, às 21h50, no Pacaembu.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.