Twitter RSS
Close

Palmeiras 3 x 2 Atlético/MG – 30/07/2011

Jogadores comemoram o primeiro gol, marcado por Marcos Assunção, à direita (Foto: Agência Estado)

E a ironia deu as caras no Canindé. Criticados há uma semana pela maior torcida organizada do Palmeiras, Marcos Assunção e Luan foram protagonistas da emocionante vitória por 3 a 2, na noite deste sábado, no Canindé. Com um gol de cada, e participação de ambos no terceiro, o Verdão sofreu, mas conseguiu superar a forte marcação atleticana e as bobeiras da defesa nos dois gols do rival.

A vitória leva o Palmeiras aos 25 pontos, ainda na quarta posição, já que o Flamengo venceu o Grêmio e o São Paulo, também com 25, leva vantagem nos critérios de desempate.

Jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão 2011.

FICHA TÉCNICA:
PALMEIRAS 3 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 30 de julho de 2011, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Renda: R$ 259.500,00
Público: 9.983 espectadores
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-DF)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Fábio Pereira (TO)
Cartões amarelos: João Vitor (Palmeiras); Serginho (Atlético-MG)
Gols:
PALMEIRAS: Marcos Assunção, aos 15 minutos do primeiro tempo; Luan, aos 16, Patrik, aos 33 minutos do segundo tempo.
ATLÉTICO-MG: Magno Alves, aos 16 minutos do primeiro tempo; Wesley, aos 34 minutos do segundo tempo.

PALMEIRAS: Deola; Cicinho, Thiago Heleno, Maurício Ramos e Gerley; Marcos Assunção, João Vitor e Valdivia; Maikon Leite (Patrik), Dinei e Luan
Técnico: Luiz Felipe Scolari

ATLÉTICO-MG: Giovanni; Werley, Réver e Leonardo Silva; Patric, Richarlyson, Serginho (Wesley), Caio e Erlon; Magno Alves (André) e Jônatas Obina (Neto Berola)
Técnico: Dorival Júnior

Globo EsporteTerra Esportes, Estadao, Folha Online, ESPN.

Contratado, Luan marca e Palmeiras vence o Atlético-MG

DE SÃO PAULO

30/07/2011 22h52

Com um gol de Luan, o Palmeiras venceu o Atlético-MG por 3 a 2, neste sábado, no Canindé, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O meia-atacante, contratado em definitivo pelo Palmeiras por R$ 7 milhões junto ao Toulouse, da França, fez o segundo gol do time de Luiz Felipe Scolari na partida. Além dele, Marcos Assunção e Patrik marcaram para o clube de Parque Antártica.

Os gols do Atlético-MG foram marcados por Magno Alves e Wesley.

Com o resultado, o Palmeiras chega aos 25 pontos –mesma pontuação do São Paulo. O time do Morumbi, porém, fica na frente por conta dos critérios de desempate e ainda joga na rodada, contra o Vasco, no Morumbi.

Já para o Atlético-MG, a derrota deixa o time em situação delicada. Isso porque o time de Dorival Júnior tem apenas 14 pontos –três a mais do que o Santos, o primeiro na zona da degola.

Na próxima rodada, o Palmeiras visita o Coritiba –já com o retorno do atacante Kleber, que cumpriu suspensão automática neste sábado. O Atlético-MG, também fora de casa, joga contra o Grêmio.

O JOGO

A partida começou com muita marcação no meio de campo e sem grandes lances ofensivos para nenhum dos lados.

Aos 14min, porém, Dinei sofreu falta na linha lateral e Marcos Assunção se encarregou de levantar a bola na área. Na cobrança, o volante tentou cruzar e acabou encobrindo o goleiro Giovanni para fazer 1 a 0.

O time alviverde sequer teve tempo de comemorar e Magno Alves empatou o jogo um minuto após o gol do Palmeiras. Da entrada da área, o atacante girou o corpo e bateu sem muita pretensão, mas a bola desviou na zaga palmeirense e enganou Deola.

Após os dois gols relâmpagos, o jogo só voltou a ter emoção aos 41min –quando o zagueiro Lima só não marcou de cabeça porque Deola fez uma milagre espalmando a bola para escanteio.

Na saída para o vestiário, o volante Richarlyson revelou porque o jogo estava tão amarrado. “Nossa proposta é ficar ‘segurinho’ lá atrás. O jogo é igual, mas daqui a pouco damos uma ‘fugidinha’ e fazemos o gol”, disse o atleticano ao repórter do canal PFC.

Na volta para o segundo tempo, a partida voltou ainda mais travada –com os dois times arriscando tiros de longe distância, mas sem qualquer direção. Até que Luan, aproveitou uma bola mal rebatida na grande área e encheu o pé direito para fazer 2 a 1 aos 16min da etapa complementar.

Com a vantagem, o técnico Scolari fez sua primeira alteração na partida e sacou Maikon Leite para a entrada de Patrik e foi justamente o meia quem aumentou o marcador.

No lance do terceiro gol, a zaga do Atlético-MG novamente afastou mal uma bola cruzada na área e Patrik só rolou no canto para marcar o terceiro palmeirense.

Quando a partida parecia definida, o time mineiro voltou a marcar e, novamente no lance seguinte ao gol sofrido. Após bela jogada de Neto Berola na linha de fundo, o atacante cruzou na área e Wesley, livre de qualquer marcação, se ajoelhou para cabecear e recolocar o Altético-MG no jogo.

Após o gol, o técnico Luiz Felipe Scolari –que já havia sido advertido pelo árbitro Sandro Meira Ricci em duas oportunidades– acabou excluído do jogo por reclamação.

Apesar da diferença mínima no placar, o Palmeiras conseguiu segurar o resultado e continuou invicto jogando como mandante.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.