Twitter RSS
Close

Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras – 29/05/2011

Cicinho, do Palmeiras, tenta tirar a o bola do Wallyson, do Cruzeiro, em Sete Lagoas.
Foto: Washington Alves/VIPCOMM

Em um jogo muito movimentado, principalmente na segunda etapa, o Palmeiras contou com uma boa atuação de Marcos e um gol memoravelmente perdido por Anselmo Ramon para empatar em 1 a 1 com o Cruzeiro neste domingo.

A proposta de Felipão de contabilizar pontos fora de casa surtiu efeito. De acordo com o treinador, o Palmeiras precisa chegar aos 11 pontos nos primeiros cinco jogos. Já soma quatro em dois.

Com o resultado o Palmeiras vai a 4 pontos e se mantém na parte de cima da classificação.

Jogo válido pela 2ª rodada do Brasileirão 2011.

FICHA TÉCNICA

Local: Arena do Jacaré, Sete Lagoas (MG)
Data: 29/05/2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas (DF) e Thiago Gomes Brigido (CE)
Público: 9.080 pagantes
Renda: R$ 147.838,25
Cartões amarelos: (Cruzeiro) Thiago Ribeiro, e Gil (Palmeiras) Luan e Márcio Araújo
Gols: Palmeiras: Luan, aos 14 minutos do segundo tempo
Cruzeiro: Anselmo Ramon, aos 28 minutos do segundo tempo

Cruzeiro: Fábio; Marquinhos Paraná, Gil, Léo e Gilberto; Leandro Guerreiro, Henrique e Montillo; Thiago Ribeiro (Ortigoza), Brandão (Anselmo Ramon) e Wallyson (Everton)
Técnico: Cuca

Palmeiras: Marcos; Cicinho, Thiago Heleno, Danilo e Gabriel Silva; Patrik, Marcos Assunção, Márcio Araújo e Tinga (Chico); Luan (Adriano) e Kleber (Dinei)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

PTD, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online.

Palmeiras e Cruzeiro empatam em jogo movimentado pelo Brasileiro

Duelo ficou no 1 a 1, com gols de Luan pelos paulistas e Anselmo Ramon pelos mineiros

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

29 de maio de 2011 | 17h57

SÃO PAULO – Em um jogo muito movimentado, principalmente na segunda etapa, o Palmeiras contou com uma boa atuação de Marcos e um gol memoravelmente perdido por Anselmo Ramon para empatar em 1 a 1 com o Cruzeiro neste domingo, na Arena do Jacaré. Contestados, Luan e o mesmo Anselmo Ramon marcaram.

Ao fim da primeira leva de jogos deste domingo, pela segunda rodada do Brasileirão, o Palmeiras é o quinto colocado, com quatro pontos. O Cruzeiro é o 13.º, após pontuar pela primeira vez. Os dois times voltam a jogar no sábado que vem, às 18h30. Os paulistas recebem o Atlético-PR em casa. Os mineiros visitam o Fluminense.

Deu errado. A se julgar pelas escalações dos dois times, o jogo na Arena do Jacaré prometia ser cheio de alternativas. No Cruzeiro, três atacantes, com Brandão enfim sendo titular para justificar sua contratação. Já Luiz Felipe Scolari surpreendia ao escalar o Palmeiras sem Adriano, mas com Tinga, Patrik, Luan e Kléber.

O que se viu em campo, porém, foi um jogo muito truncado na primeira etapa. O Cruzeiro não se adaptava à entrada de Brandão no time. O jogador de 30 anos, que fez sua primeira partida em um Campeonato Brasileiro de primeira divisão, tem como seu forte a bola aérea. E o time mineiro gosta de jogar com a bola no chão. Não deu certo.

Mesmo assim, os donos da casa foram mais perigosos. Aos 7 minutos, Marquinhos Paraná arriscou de fora da área. Marcos olhava a bola sair, mas ela fez uma curva incrível e acertou a trave direita do gol palmeirense. Vinte minutos depois, Henrique fez jogada de armador, passou por três marcadores e tocou para Montillo. O meia deu a bola para Gilberto, que bateu forte e exigiu ótima defesa de Marcos, no ângulo direito.

Com Kleber apagado, o Palmeiras tinha em Luan seu principal homem. Aproveitando o desentrosamento da zaga cruzeirense em seu lado direito (Marquinhos Paraná foi o lateral), o atacante se posicionava na ponta esquerda e tentava ameaçar com a bola no chão. O máximo que conseguiu, porém, foi uma defesa segura de Fábio.

ESPN – Os lances de Cruzeiro e Palmeiras

Incrível. Para o segundo tempo, Cuca fez o básico: tirou Brandão e voltou com Anselmo Ramon. O atacante de 22 anos, revelado pelo Cruzeiro, foi emprestado para quase uma dezena de equipes nos últimos seis anos. Após ir bem no Oeste, no interior de São Paulo, recebeu uma chance do técnico Cuca. Com dois minutos, justificou porque não era aproveitado na Toca da Raposa.

Após roubada de bola no meio, Wallyson ficou cara a cara com Marcos e rolou para o lado esquerdo, onde estava Ramon. Com o gol aberto, o atacante já levantou a cabeça para sair bonito na foto. Esqueceu-se de dominar a bola, que bateu no pé direito dele, depois voltou para o esquerdo e foi para fora.

Nos dez minutos seguintes, só deu Cruzeiro. Aos 13, Thiago Ribeiro bateu cruzado da entrada a área e Marcos defendeu. Na sequência, Montillo bateu de cobertura e o goleiro mandou para escanteio. Após a cobrança, o Palmeiras saiu em contra-ataque e abriu o placar.

Talvez o titular mais contestado pela torcida, Luan recebeu de Marcos Assunção pela esquerda e bateu de primeira. Pegou em cheio na bola e mandou no ângulo oposto de Fábio, que não alcançou a batida.

O Cruzeiro não se intimidou e continuou pressionando. Aos 23 minutos, Ortigoza (que havia entrado no lugar de Thiago Ribeiro) saiu na cara de Marcos, tentou fazer de cobertura e mandou por cima. Cinco minutos depois, Montillo bateu escanteio da esquerda, Gil desviou no primeiro pau e Anselmo Ramon não tinha como não fazer o gol de empate. 1 x 1.

O time da casa, não satisfeito com o empate perante sua torcida, foi para cima em busca da virada. Anselmo Ramon e principalmente Gilberto desperdiçaram as chances criadas para o segundo gol.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.