Twitter RSS
Close

Palmeiras 3 x 0 São Paulo – 17/08/2021

O jogador Dudu, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do São Paulo FC, durante partida válida pelas quartas de final, volta, da Copa Libertadores, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Precisando apenas empatar sem gols para avançar às semifinais da competição, o Palestra recebeu o rival em casa para o 6º Choque-Rei da temporada.

Mesmo a pressão e necessidade de atacar estando do lado adversário, Abel Ferreira mandou a campo um time bastante ofensivo.

Com muita intensidade no começo do jogo o Verdão abriu o marcador logo aos 10′ da etapa inicial. Mesmo reduzindo o ritmo após o gol, o Palmeiras controlou a partida e ampliou o placar na etapa final. Foi um passeio. O placar só não foi mais elástico por elegância palestrina.

Com a goleada, o Verdão volta a derrotar o São Paulo após 8 jogos, garante vaga na semifinal da Libertadores e de quebra encerra o jejum de nunca ter eliminado o adversário na competição continental. Agora o time de Abel Ferreira espera por Atlético-MG ou River Plate.

Jogo de volta válido pelas quartas de final da Libertadores 2021.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 17/08/2021, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldan (COL)
Assistentes: Dionizio Ruiz (COL) e Wilmar Navarro (COL)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Arboleda, Daniel Alves (SAO)
Cartão vermelho: Vitor Bueno (SAO)
Gols: Raphael Veiga, aos 10 minutos do primeiro tempo, Dudu, aos 21, e Patrick de Paula, aos 32 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez, Renan; Danilo, Zé Rafael, Raphael Veiga (Piquerez); Dudu (Felipe Melo), Wesley (Gabriel Menino) e Rony (Deyverson)
Técnico: Abel Ferreira

São Paulo: Tiago Volpi; Daniel Alves, Arboleda, Miranda, Léo; Luan (Rojas), Liziero, Rodrigo Nestor (Igor Gomes), Gabriel Sara (Vitor Bueno); Rigoni e Pablo (Éder)
Técnico: Crespo

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
17/08/2021, 23h41

Em jogo perfeito, time de Abel Ferreira não tomou conhecimento do adversário e venceu por 3 a 0, gols de Raphael Veiga, Dudu e Patrick de Paula.

Primeiro tempo

Apenas com Wesley de novidade em relação ao jogo de ida (ganhou a vaga de Breno Lopes), o Palmeiras iniciou a partida ignorando a vantagem do 0 a 0 e buscando o gol. Aos 4 minutos Wesley arriscou da entrada da área, fraco, fácil para o goleiro. Aos 8, Dudu também experimentou de média distância, a bola desviou em Rodrigo Nestor e facilitou a defesa de Tiago Volpi.

Aos 10 minutos o Verdão recuperou a bola na intermediária, Zé Rafael arrancou, deixou Daniel Alves para trás e tocou para Raphael Veiga chutar de direita, no canto esquerdo de Volpi: 1 a 0. Após a brir o placar, o time do técnico Abel Ferreira abdicou da bola para esperar pelos contra-ataques. Aos 13 minutos Pablo recebeu na área e ajeitou para Nestor bater colocado buscando o ângulo direito de Weverton; por sorte ela subiu um pouco.

O Palmeiras voltou a incomodar a meta de Tiago Volpi apenas aos 24 minutos: Danilo lembrou seus tempos de atacante e cruzou para Dudu tentar de letra, mas o camisa 43 não conseguiu finalizar. Aos 30, Dudu deu bom passe para Rony, que preferiu uma finta ao invés de finalizar, sendo desarmado.

Embora com mais posse de bola, o São Paulo criava pouco. Aos 38 minutos Gabriel Sara bateu cruzado, por baixo, à esquerda de Weverton. Aos 39, Raphael Veiga percebeu a movimentação de Rony nas costas do zagueiro e deu ótimo passe; o camisa 7 concluiu de primeira e parou em boa defesa do goleiro. Aos 41 minutos Zé Rafael pegou rebote de escanteio e chutou fraco, fácil para Volpi.

Antes do primeiro tempo terminar o Verdão criou mais uma boa oportunidade, e novamente apertando a marcação: Dudu desarmou Liziero na entrada da área e tocou para Raphael Veiga chutar forte; a bola desviou em Arboleda e saiu rente à trave esquerda.

Segundo tempo

Precisando de pelo menos 1 gol, o São Paulo voltou para a etapa final mais ofensivo. Logo aos 55 segundos a bola sobrou para Rodrigo Nestor na entrada da área e o volante chutou por cima. Aos 11 minutos Rigoni deixou Pablo na cara de Weverton; o atacante estava sozinho e bastava escolher o canto, mas ele fechou os olhos e isolou. Ufa!

A chance incrível perdida pelo rival fez o Verdão acordar. Aos 15 minutos Raphael Veiga cobrou falta quase na linha da grande área rente ao travessão, com desvio de Tiago Volpi ignorado pelo árbitro. Aos 19, Veiga foi à linha de fundo e cruzou forte demais. No lance seguinte Wesley arriscou de fora da área e o goleiro fez ótima defesa; a defesa do São Paulo tentou sair jogando, Danilo fez o desarme e Dudu encheu o pé no ângulo direito. Golaço: 2 a 0.

Com a vantagem maior, aos 23 minutos Abel Ferreira promoveu a primeira alteração: Zé Rafael deu lugar a Patrick de Paula. Aos 27, num contra-ataque, Dudu soltou a bomba e parou em outra boa defesa de Tiago Volpi. Apenas aos 28 minutos o rival voltou a levar perigo: Igor Gomes recebeu na entrada da área e bateu cruzado, para fora.

Com cada vez mais espaços, o Palmeiras foi gostando ainda mais do jogo. Aos 30 minutos Rony deu lindo passe para Raphael Veiga, que tirou do goleiro, mas na sequência, quando precisava apenas tocar para o gol vazio, se enrolou sozinho com a bola. Mas não deu tempo para a torcida lamentar. Aos 32, em outra pressão na saída da bola do rival, Patrick de Paula interceptou passe de Igor Gomes, dominou e fuzilou: a bola desviou em Arboleda e entrou: 3 a 0.

Com a classificação assegurada, o Verdão deu uma desligada, mas momentânea. Aos 35 minutos Dudu perdeu a bola no meio-campo, o São Paulo foi rápido para contra-atacar com Vitor Bueno, que chutou com perigo, à esquerda de Weverton. Pouco depois, o mesmo Vitor Bueno entrou de sola em Gómez e foi corretamente expulso.

Com o rival entregue, Abel promoveu três alterações de uma vez aos 37 minutos: Wesley por Gabriel Menino, Rony por Deyverson, e Raphael Veiga por Piquerez. Pouco antes do apito final ainda deu tempo para Felipe Melo substituir Dudu. Nos 4 minutos de acréscimo o Palmeiras colocou o rival na roda.

Com a goleada, o Verdão volta a derrotar o São Paulo após 8 jogos, garante vaga na semifinal da Libertadores e de quebra encerra o jejum de nunca ter eliminado o adversário na competição continental. Agora o time de Abel Ferreira espera por Atlético-MG ou River Plate.

Domingo (22/8) o Palmeiras tentará se reabilitar no Brasileirão diante do Cuiabá. O jogo será disputado às 11h, no Allianz Parque.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.