Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 3 Fortaleza – 07/08/2021

O jogador Deyverson, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Bruno Melo, do Fortaleza EC, durante partida válida pela décima quinta rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

O Palestra recebeu no Allianz Parque a equipe Cearence e fez uma péssima partida.

A atuação ruim resultou na derrota com direito ao gol da derrota aos 49 da etapa complementar.

O revés em casa encerra uma série de 8 rodadas sem resultado negativo no Brasileirão, porém é o segundo jogo sem vencer dado o empate na rodada anterior.

Com 32 pontos, o time de Abel Ferreira perde a liderança para o Atlético-MG e permitir a aproximação do próprio Fortaleza que chegou a terceira colocação da tabela.

Jogo válido pela 15ª rodada do Brasileirão 2021.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 07/08/2021, sábado
Horário: 21h00 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO-Fifa)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO-Fifa) e Bruno Raphael Pires (GO-Fifa)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Renan, Zé Rafael, Gustavo Gómez e Victor Luis (PAL); Felipe e Igor Torres (FOR)
Cartões vermelhos: Felipe (FOR) e Victor Luis (PAL)
Gols: Palmeiras: Titi (contra), aos 11 minutos, e Willian, 33 minutos do primeiro tempo;
Fortaleza: Marcelo Benevenuto, aos 17, e Robson, 24 minutos do primeiro tempo; Igor Torres, aos 49 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton, Mayke, Luan, Gómez e Renan (Victor Luís); Patrick de Paula, Zé Rafael e Raphael Veiga (Luiz Adriano); Wesley (Dudu), Scarpa (Gabriel Veron) e Willian (Deyverson)
Técnico: Abel Ferreira

Fortaleza: Marcelo Boeck, Tinga, Marcelo Benevenuto e Titi; Yago Pikachu, Matheus Jussa, Felipe, Matheus Vargas (Ederson) e Lucas Crispim (Bruno Melo); Romarinho (Torres) e Robson (Wellington Paulista)
Técnico: Juan Pablo Vojvoda

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
07/08/2021, 23h04

Em noite desastrosa de todo time e também do técnico Abel Ferreira, Verdão foi superado por 3 a 2. Atlético-MG pode assumir a primeira colocação e abrir vantagem.

Primeiro tempo

Com a base do time que vinha atuando nas últimas rodadas, o Palmeiras iniciou o jogo vendo o Fortaleza tomar a iniciativa. Aos 4 minutos Pikachu cruzou para Robson chutar de primeira, por cima do travessão. A resposta do Verdão foi imediata: aos 5, Patrick de Paula lançou Wesley, o atacante invadiu a área e tentou o passe para Willian, mas Marcelo Benevenuto cortou.

A chance criada fez o Palmeiras acordar. Aos 10 minutos Zé Rafael roubou a bola na entrada da área e ajeitou para Patrick de Paula chutar colocado, por cima. Aos 11, Mayke recebeu pelo lado direito do ataque e cruzou buscando Willian, mas Titi se precipitou e fez contra: 1 a 0. O Verdão teve a chance de ampliar a vantagem logo na sequência: aos 12, Wesley invadiu a área e tocou para Zé Rafael, que não finalizou e foi desarmado.

E como quem não faz toma… Aos 17 minutos o árbitro assinalou pé alto de Wesley na lateral do campo. Lucas Crispim cobrou na cabeça de Marcelo Benevenuto, que subiu sozinho, entre Gómez e Luan: 1 a 1. O Palmeiras sentiu o gol na mesma proporção que o Fortaleza cresceu. Aos 24 minutos Romarinho arriscou de fora da área, Weverton deu rebote pra dentro da área e Robson conferiu: 1 a 2.

Mesmo abalado com a virada, o Verdão tentou reagir. Aos 27 minutos Renan experimentou de muito longe e viu a bola carimbar o travessão. Aos 33 minutos Luan lançou Scarpa e o camisa 14, em posição legal, deu o gol de presente para Willian: 2 a 2.

Com o ânimo renovado, o Palmeiras voltou a equilibrar a partida e quase chegou ao terceiro gol aos 36 minutos com Wesley, que fintou seu marcador e bateu colocado, rente ao ângulo esquerdo do goleiro. Nos minutos finais do primeiro tempo o Fortaleza voltou a ter mais posse de bola, mas só ameaçou em jogadas de bola parada. Aos 45, em falta cometida por Zé Rafael, Lucas Crispim cobrou bem e viu a bola sair perto da trave esquerda de Weverton.

Segundo tempo

Sem mudanças, o Verdão voltou para a etapa final deixando o Fortaleza retomar por completo o domínio da partida. Aos 2 minutos Pikachu chutou cruzado, Robson se atirou e não alcançou a bola por pouco. Aos 6, novamente Pikachu apareceu bem na entrada da área e arriscou outro chute cruzado, de novo para fora.

Na primeira chegada ao ataque, aos 7 minutos, o Palmeiras quase fez o gol: Scarpa cruzou para Wesley, que dominou na área mas preferiu conduzir a bola ao invés de finalizar. Na sequência ele tentou um passe de letra para Zé Rafael e errou. Para tentar fazer o time reagir, aos 13 minutos o técnico Abel Ferreira promoveu três mudanças de uma vez: Wesley por Dudu, Renan por Victor Luis, e Scarpa por Gabriel Veron.

Na primeira participação no jogo, aos 16 minutos, Dudu arriscou de fora da área, com desvio, para fora. Aos 19, após cobrança curta de escanteio, Veiga levantou na cabeça de Gómez, que escorou rente ao travessão. Aos 22 a quarta mexida de Abel Ferreira: Willian por Deyverson. E numa dividida com o camisa 16, aos 24, Felipe recebeu o segundo cartão amarelo e deixou a equipe visitante com um homem a menos.

Para tentar tirar proveito da vantagem numérica, aos 27 Abel fez a última alteração: Raphael Veiga deu lugar a Luiz Adriano. Apenas dez minutos depois do centroavante entrar que o Palmeiras voltou a finalizar, mas sem perigo: Dudu levantou para o camisa 10 escorar de cabeça, por cima. Aos 39, Dudu cruzou por baixo, a defesa do Fortaleza desviou e Luiz Adriano ficou em ótima condição para marcar, mas chutou em cima do goleiro.

Sem conseguir fazer o gol da vitória com 1 a mais, o Palmeiras voltou a se complicar aos 44 minutos, quando Victor Luis cometeu falta dura em Pikachu e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso. Na cobrança da infração, Wellington Paulista escorou livre, nas mãos de Weverton. Aos 49, porém, o time melhor treinado chegou ao gol da vitória: Pikachu recebeu nas costas de Mayke, fez o que quis com a marcação e deu o gol da vitória de presente para Igor Torres: 2 a 3.

A derrota em casa encerra uma série de 8 rodadas sem resultado negativo no Brasileirão. Com 32 pontos, o time de Abel Ferreira pode perder a liderança para o Atlético-MG e permitir a aproximação do Flamengo.

Agora o Palmeiras muda o foco para a Libertadores, já que na terça-feira (10/8) disputa o jogo de ida das quartas de final contra o São Paulo, às 21h30, no Morumbi.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.