Twitter RSS
Close

São Paulo 2 x 0 Palmeiras – 23/05/2021

O jogador Wesley, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Igor, do São Paulo FC, durante partida válida pela final, volta, do Campeonato Paulista, Série A1, no estádio do Morumbi. (Foto: Cesar Greco)

Em campo para a grande final, o Palestra foi até o Morumbi decidir o campeonato.

A partida começou novamente truncada sem muitas chances para ambos os lados.

Aos 36 uma infelicidade. Um chute sem muita objetividade do adversário desviou em Felipe Melo e não deu nenhuma chance para Weberton.

Atrás do marcador o Palmeiras tentava, sem sucesso, furar o bloqueio adversário.

Aos 31 do segundo tempo uma escapada do rival decretou a derrota Palestrina.

Jogo de volta válido pela final do Paulistão 2021.

FICHA TÉCNICA

Local: Morumbi , São Paulo (SP)
Data: 23/05/2021, domingo
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Neuza Inês Back
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Liziero, Igor Gomes e Hernanes (SAO); Renan, Lucas Lima e Wesley (PAL)
Gols: Luan, aos 36 minutos do primeiro tempo, e Luciano, aos 31 do segundo

São Paulo: Volpi; Arboleda, Miranda, Léo; Igor Vinicius, Luan (Rodrigo Nestor), Liziero (William), Gabriel Sara e Reinaldo; Igor Gomes (Rojas) e Pablo (Luciano)
Técnico: Hernán Crespo

Palmeiras: Weverton; Luan (Gabriel Menino), Gustavo Gomez e Renan; Mayke, Felipe Melo (Danilo), Danilo Barbosa (Patrick de Paula), Raphael Veiga (Gustavo Scarpa) e Victor Luís (Wesley); Rony e Luiz Adriano.
Técnico: Abel Ferreira

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
23/05/2021, 17h54

Mal escalado, Verdão não competiu e foi derrotado por 2 a 0 no Morumbi. Técnico mexeu mal e os jogadores não mostraram poder de reação.

Primeiro tempo

Com Danilo Barbosa de titular no lugar de Patrick de Paula, o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa. Aos 7 minutos Felipe Melo roubou a bola no ataque e tocou para Rony chutar fraco, fácil para o goleiro. Aos 8, após passe errado de Miranda, Rony enfiou para Danilo Barbosa chutar cruzado, para fora.

Aos 10 minutos, numa disputa em frente ao banco do Palmeiras, Lizieiro deixou o braço no rosto de Rony, irritando Abel Ferreira, que tirou satisfação com o são-paulino, causando uma pequena confusão generalizada. E para quem achava que o lance esquentaria a final, aconteceu justamente o contrário.

Depois da pequena treta, as duas equipes voltaram a se respeitar demais, como aconteceu no Allianz Parque. O marasmo só foi quebrado aos 28 minutos, quando Luan roubou a bola na intermediária, avançou e cruzou buscando Luiz Adriano, mas Tiago Volpi foi mais rápido e agarrou a bola.

Aos 36 minutos Mayke tinha duas opções claras de passe e preferiu se enrolar sozinho com a bola, cedendo um lateral; o São Paulo cobrou rapidamente, Reinaldo cruzou e Felipe Melo afastou para fora da área, onde Luan dominou e chutou torto, mas no meio do caminho a bola bateu em Felipe Melo e enganou Weverton: 1 a 0.

Perdendo o jogo (e o título) de maneira banal, o Palmeiras acelerou o ritmo nos minutos finais do primeiro tempo, mas o que de melhor conseguiu foi uma finalização de Gómez rente à trave esquerda do goleiro, mas o árbitro anulou porque a bola bateu na mão do paraguaio antes do chute.

Segundo tempo

Com Danilo e Patrick de Paula nos lugares de Danilo Barbosa e Felipe Melo, o Palmeiras voltou para a etapa final encontrando as mesmas dificuldades de criação da etapa inicial. Para piorar, a defesa estava mais exposta. Aos 6 minutos, após bicão de Miranda, Luciano ganhou de Luan e da entrada da área chutou cruzado; o zagueiro conseguiu se recuperar e desviou de leve, mandando para escanteio.

Como absolutamente nada aconteceu até os 16 minutos, o técnico Abel Ferreira resolveu “arriscar” ao trocar Victor Luis e Luan por Gabriel Menino e Wesley, respectivamente. Aos 18, Patrick de Paula arrancou e soltou a bomba, por cima do travessão. Aos 23 a última mexida de Abel: Raphael Veiga por Scarpa. Novamente nada mudou, já que os homens do setor ofensivo estavam “encaixotados” na marcação do São Paulo.

Com o Palmeiras dominado, o rival foi em busca do gol para confirmar o título. Aos 30 minutos Gabriel Sara chutou rente ao travessão. Aos 31, Rodrigo Nestor cruzou para Luciano, livre na área, apenas conferir: 2 a 0. Praticamente derrotado, o Verdão abandonou qualquer postura tática para ir em busca de um improvável empate. Com isso, espaços surgiram na defesa; aos 37 minutos Nestor cruzou para Sara chutar em cima de Weverton.

O primeiro chute perigoso do Palmeiras no segundo tempo surgiu apenas aos 38 minutos: Wesley encheu o pé e parou em Tiago Volpi. E foi só. Os últimos minutos foram protocolares.

O Palmeiras volta a campo às 19h de quinta-feira (27/5) para enfrentar o Universitario, no Allianz Parque, pela sexta e última rodada da fase de grupos da Libertadores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.