Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 0 Santo André – 29/07/2020

O jogador Marcos Rocha, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do EC Santo André, durante partida válida pela quarta de final, do Campeonato Paulista, Série A1, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Contra o adversário que liderou boa parte da fase classificatória, o Palestra tinha o desafio de vencer para avançar às semifinais da competição.

Numa formação inicial um pouco diferente (3 volantes), os comandados de Vanderlei Luxemburgo sofreram para criar chances efetivas na etapa inicial.

Na volta do intervalo, com 2 modificações, o time começou melhor. Apesar de um pouco mais criativo, a dificuldade em furar a retranca adversária era evidente. Além disso, vez por outra o visitante escapava com alguns contra-ataques.

O gol veio num escanteio quase no final da partida. A partir daí o Santo André se abriu e o Palmeiras conseguiu jogar com mais facilidade e chegar ao segundo gol.

Agora o time enfrenta a Ponte Preta na semifinal da competição.

Jogo válido pelas quartas de final do Paulistão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo-SP
Data: 29/07/2020, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Assistentes: Miguel da Costa e Luiz Nogueira
Público: (portões fechados)
Renda:
Cartões amarelos: Gabriel Menino, Rony e Felipe Melo (PAL); Ramon e Rafael Lucas (STO)
Gols: Felipe Melo, aos 42, e Marcos Rocha, aos 48 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Patrick de Paula (Bruno Henrique), Gabriel Menino (Lucas Lima) e Ramires (Luan); Willian (Zé Rafael), Rony (Gustavo Scarpa) e Luiz Adriano
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Santo André: Ivan; Buiú, Willian Goiano, Rodrigo e Marlon; Nando Carandina, Vitinho (Rafael Lucas) e Rondinelly (Fernandinho); Branquinho (Jocinei), Ramon (Rodrigo Yuri) e Douglas Baggio (Julinho)
Técnico: Paulo Roberto

Gols, PTD, Lance!, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, UOL, ESPN, Folha.

Por Eduardo Luiz
29/07/2020, 23h29

Time de Luxemburgo sofre para despachar a equipe do ABC, mas segue vivo no estadual. Felipe Melo e Marcos Rocha fizeram os gols no final do segundo tempo.

Com novidades no time titular, Gómez no lugar de Vitor Hugo, Gabriel Menino na vaga de Bruno Henrique e Ramires como homem de criação, além da volta de Luiz Adriano, que iniciou no banco contra o Água Santa, o Palmeiras iniciou o jogo contra o Santo André tentando tomar a iniciativa. Aos 2 minutos Patrick de Paula arriscou de fora da área, fraco, à esquerda do goleiro.

Aos 6 minutos Patrick errou um passe fácil no meio-campo, Ramon avançou sozinho e chutou para fora, sem perigo para Weverton. Aos 12 Luiz Adriano atraiu a marcação para fora da área e tocou para Marcos Rocha chegar chutando; a bola passou perto do travessão. Aos 14 minutos outra investida dos visitantes: Marlon cruzou na cabeça de Ramon, que fez Weverton praticar ótima defesa.

O jogo era equilibrado por baixo. Aos 25 minutos Buiú arriscou de muito longe e errou o alvo. Pouco depois, aos 27, Gabriel Menino deu bom passe para Willian, que saiu na cara do goleiro mas errou na tentativa de drible e perdeu a bola; na sobra Rony ainda tentou a conclusão, mas parou em Ivan.

Sem criatividade, o time do técnico Vanderlei Luxemburgo arriscava de qualquer jeito: aos 29 minutos Gabriel Menino experimentou da entrada da área, com desvio, para fora. Sete minutos mais tarde Douglas Baggio fez o mesmo, mas mandou direto pela linha de fundo. Aos 40 Willian soltou a bomba e fez o goleiro espalmar.

Nos últimos minutos da etapa inicial o Sandré foi dono das melhores oportunidades. Aos 43 Branquinho fez falta em Felipe Melo, Luiz Flávio de Oliveira ignorou, e o atacante bateu de bico; Weverton salvou o gol de canela. No rebote Gómez tirou de calcanhar. Dentro do minuto 43 outra chance clara, essa legal: Douglas Baggio não foi marcado por ninguém e bateu buscando o ângulo esquerdo de Weverton, que foi buscar.

Com Scarpa e Lucas Lima nos lugares de Gabriel Menino e Rony, o Palmeiras conseguiu voltar pior para a etapa final. Mesmo com dois meias de ofício em campo, o time não conseguia criar. Aos 11 minutos, num lance de sorte, já um marcador escorregou, Diogo Barbosa foi à linha de fundo e tocou para Lucas Lima bater torto, para fora.

Diante da inaptidão da equipe, aos 20 minutos Luxemburgo mexeu mais duas vezes: Patrick de Paula e Ramires saíram para as entradas de Bruno Henrique e Luan. Com as alterações, Felipe Melo avançou para a volância. Nada aconteceu.

Em uma das piores atuações dos últimos anos, o Palmeiras apenas trocava passes sem qualquer objetividade ou ambição. E quando ousava se aproximar da área, tomava a decisão errada. Aos 39 minutos (!!!) Felipe Melo arriscou de longe, para fora.

Aos 42 minutos, num escanteio cobrado por Lucas Lima, Felipe Melo escorou de cabeça, a bola desviou em Rodrigo e entrou: 1 a 0. A frente no placar num lance de sorte, o Verdão deu uma de Santo André e recuou para segurar o resultado. Aos 45 Luxa ainda trocou Willian por Zé Rafael.

Nos acréscimos, após contra-ataque, Luiz Adriano tocou para Zé, o camisa 8 chutou cruzado e no rebote do goleiro Marcos Rocha conferiu: 2 a 0. Fim de papo e apesar do futebol sofrível a classificação para a semifinal do Paulista veio.

Agora o Verdão aguarda o adversário da próxima fase, que será definido apenas depois dos dois jogos de quinta-feira (Red Bull Bragantino x Corinthians, e Santos x Ponte Preta. O Mirassol eliminou o São Paulo e também já está classificado).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.