Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 1 Água Santa – 26/07/2020

O jogador Ramires, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do EC Água Santa, durante partida válida pela décima segunda rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco)

Depois da indigesta derrota no clássico, o Palmeiras voltou a campo tentando reagir para acalmar o torcedor e não dar início a uma crise precoce.

Já classificado, Vanderlei Luxenburgo aproveitou o jogo para “observar” algumas alternativas na formação.

O primeiro tempo foi muito ruim. O adversário se retrancou e o Palestra não conseguia infiltrar. Na volta para a etapa complementar, um pouco mais de movimentação. Contudo, quem saiu na frente foram os visitantes.

Luxemburgo fez algumas alterações que renderam a virada e garantiram a liderança do grupo.

Com a vitória, o Verdão receberá no meio de semana o Santo André pelo jogo único das quartas de final do Paulista. A FPF ainda definirá a agenda da próxima fase.

Jogo válido pela 12ª rodada do Paulistão 2020.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo-SP
Data: 26/7/2020, domingo
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Marco Antonio de Andrade Motta Junior
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Raphael Veiga e Ramires (PAL)
Gols: Palmeiras: Ramires, aos 26, e Luiz Adriano aos 42 minutos do segundo tempo;
Água Santa: Lucas Silva, aos 17 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Patrick de Paula (Ramires), Bruno Henrique (Gabriel Menino) e Lucas Lima; Raphael Veiga (Luiz Adriano), Rony (Gustavo Scarpa) e Willian
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Água Santa: Giovanni; Jonathan, Bruno Costa, Walisson Maia e Rhuan; Diogo Marzagão (Renan Paulino), João Vitor (Wellington Reis) e Luan Dias; Lucas Silva, Dadá (Fabrício) e Uéderson (Rodrigo Sam)
Técnico: Toninho Cecílio

Lance!, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, UOL, ESPN,

Por Eduardo Luiz

26/07/2020, 17h59

Ramires e Luiz Adriano fizeram os gols da vitória, que dá ao Palmeiras o direito de atuar no Allianz Parque diante do Santo André no jogo único das quartas de final do estadual.

Com 4 mudanças no time titular – Mayke por Marcos Rocha, Viña (lesionado) por Diogo Barbosa, Zé Rafael por Lucas Lima, e Luiz Adriano por Raphael Veiga, o Palmeiras iniciou o jogo encontrando certa dificuldade para superar a retranca imposta pelo Água Santa. A primeira chance surgiu aos 7 minutos: Diogo Barbosa cobrou lateral rápido para Willian e o atacante tocou de primeira para Veiga chegar chutando por cima do travessão.

Aos 10 minutos, após jogada de Lucas Lima na entrada da área, a bola sobrou para Rony bater colocado buscando o ângulo esquerdo do goleiro; a bola passou perto. Aos 13 Rony fez boa jogada individual e tocou para Raphael Veiga arriscar outro chute, novamente sem direção.

A partir dos 15 minutos a dificuldade de criação do Verdão se intensificou. Percebendo a situação, o Água Santa abdicou parcialmente da postura excessivamente defensiva para tentar a sorte em alguns contra-ataques, mas esbarrou na falta de qualidade técnica de seus jogadores, tornando o jogo feio. E assim foi até o intervalo.

Com Luiz Adriano no lugar de Raphael Veiga, o Palmeiras voltou para a etapa final um pouco melhor. Aos 2 minutos Willian sofreu pênalti mas o árbitro assinalou falta fora da área. Aos 6, o camisa 29 cruzou para Bruno Henrique, que teve o chute bloqueado; na sobra Patrick de Paula bateu forte, rasteiro, nas mãos de Giovanni.

Aos 11 minutos Marcos Rocha cobrou escanteio, Vitor Hugo foi no terceiro andar e viu a bola tirar tinta da trave. O goleiro nem se mexeu. Quando resolveu atacar, o Água Santa levou perigo. Aos 16 Dadá cobrou escanteio com efeito e quase surpreendeu Weverton, que precisou voltar e afastar o perigo com um soco. No lance seguinte, porém, o goleiro nada pôde fazer quando Dadá bateu cruzado e Lucas Silva apareceu nas costas de Diogo Barbosa para abrir o placar: 1 a 0.

Imediatamente após o gol Luxemburgo promoveu mais três alterações: Bruno Henrique, Patrick de Paula e Rony deram lugar a Ramires, Gabriel Menino e Scarpa. Aos 25 minutos Marcos Rocha cruzou na cabeça de Ramires, que escorou para fora. No minuto seguinte um replay da jogada anterior, desta vez com final feliz: o lateral levantou para o volante surgir como um centroavante e decretar o empate: 1 a 1.

A virada poderia ter saído pouco depois, aos 27, mas Scarpa errou a conclusão após ótimo lançamento de Ramires. Aos 35 minutos Lucas Lima cobrou escanteio e Vitor Hugo escorou para fora. Precisando do empate para não ser rebaixado, o Água Santa passou a abusar da cera, irritando o Palmeiras, que buscava o gol que lhe daria a liderança do grupo.

Aos 42, após lance confuso dentro da área, Wellington cabeceou na própria mão e o árbitro assinalou pênalti. Luiz Adriano cobrou, Giovanni defendeu, mas no rebote o próprio camisa 10 conferiu: 2 a 1. Depois da virada Luxa mexeu pela última vez trocando Willian por Zé Rafael.

Nos 5 minutos de acréscimo a equipe de Diadema tentou a todo custo o gol do empate, que não saiu. Com o resultado positivo o Palmeiras vai a 22 pontos, passa o Santo André (perdeu para o Ituano) e termina a fase de grupos na liderança do Grupo B.

Agora é “mata”. No meio da semana o Verdão receberá o Santo André pelo jogo único das quartas de final do Paulista. A FPF ainda definirá a agenda da próxima fase.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.