Twitter RSS
Close

Goiás 1 x 2 Palmeiras – 07/09/2019

O jogador Willian, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do Goiás EC, durante partida válida pela décima oitava rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio Serra Dourada. Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Depois de 7 rodadas sem vencer no nacional e acumular eliminações na Copa do Brasil e na Libertadores – que custaram o cargo do técnico Felipão, o Verdão voltou a campo num palco que não traz boas recordações.

Com Mano Menezes comandando o time, o Palestra começou administrando a partida, porém foi a equipe esmeraldina que abriu o marcador num feliz chute de fora da área.

O Palmeiras não se abateu e seguiu brigando para reverter o placar. Chegou ao empate aos 35 da etapa final e ao gol da virada no último minuto dos acréscimos e com um jogador a menos. Épico.

Com a vitória o Verdão foi a 33 pontos na 3ª colocação do campeonato.

Jogo válido pela 18ª rodada do Brasileirão 2019.

FICHA TÉCNICA

Local: Serra Dourada, Goiânia-GO
Data: 07/09/2019, sábado
Horário: 21h00 (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (PB)
Assistentes: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS).
Público: 15.226 pagantes
Renda: R$ 622.320,00
Cartões amarelos: Léo Sena, Alan Ruschel, Renatinho, Gilberto e Marcelo Hermes (GOI); Lucas Lima (PAL)
Cartão vermelho: Lucas Lima (PAL)
Gols: Goiás: Rafael Vaz, aos 19 minutos do primeiro tempo;
Palmeiras: Willian aos 35, e Scarpa aos 55 minutos do segundo tempo

Goiás: Tadeu (Marcos); Yago (Daniel Guedes), Fábio Sanches, Rafael Vaz, Marcelo Hermes; Gilberto, Léo Sena, Alan Ruschel (Jefferson) e Renatinho; Michael e Kayke
Técnico: Ney Franco

Palmeiras: Jailson; Marcos Rocha, Luan, Vitor Hugo e Diogo Barbosa; Bruno Henrique, Ramires (Lucas Lima) e Gustavo Scarpa; Dudu, Zé Rafael (Willian) e Luiz Adriano (Borja)
Técnico: Mano Menezes

Jogo completo, PTD, ESPN, Lancenet!, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online.

PALMEIRAS X GOIÁS: RETROSPECTO GERAL

O retrospecto geral aponta ampla vantagem palmeirense: foram 25 vitórias, 9 empates e 14 derrotas em 48 jogos frente o Goiás. Foram 72 gols marcados e 57 sofridos.

PALMEIRAS X GOIÁS: ÚLTIMO ENCONTRO

O Palmeiras venceu o time esmeraldino pela última vez em 2014, no estádio do Pacaembu, por 2 a 0. Os gols foram marcados pelo zagueiro Lúcio e pelo atacante Henrique Dourado, que voltou este ano ao clube. A escalação palestrina naquele embate foi Fábio; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e William Matheus; Renato, Wesley (Josimar) e Valdivia; Diogo, Leandro (Chico) e Henrique (Juninho).Depois disso, as equipes ainda se enfrentaram uma vez em 2014 e duas em 2015.

 

Palmeiras vence Goiás de virada com gols aos 55 do segundo tempo na estreia de Mano Menezes

ESPN.com.br
Na estreia de Mano Menezes, o Palmeiras buscou muito a vitória e foi recompensado aos 55 minutos do segundo tempo: 2 a 1 sobre o Goiás, neste sábado, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O novo treinador palestrino montou uma equipe modificada para seu primeiro jogo, com Ramires titular no meio-campo, e viu a equipe paulista começar bem… Até ser surpreendida com um golaço do zagueiro Rafael Vaz, aos 20 minutos, batendo quase do meio-campo e encobrindo Jaílson.

No segundo tempo, Mano fez diversas mudanças, surpreendendo ao colocar Lucas Lima como 2º volante, e encontrou o empate: Gustavo Scarpa enfiou boa bola para Willian, que tocou na saída do goleiro Marcos para igualar.

Quando parecia que o duelo terminaria empatado, o tento da vitória paulista saiu em um bate-rebate, já aos 55 minutos do segundo tempo: a bola sobrou para Scarpa, que bateu colocado e estufou as redes.

Vale ressaltar que o jogo teve tantos minutos de acréscimo por conta das graves lesões do goleiro Tadeu, do Goiás, e do meia Zé Rafael, do Palmeiras, que tiveram forte choque de cabeça – o arqueiro, inclusive, teve que ir de ambulância para o hospital.

Com o resultado, que acaba com o jejum que vinha no Brasileiro desde a parada para a Copa América, o Verdão vai a 33 pontos e sobe para a 3ª posição.

O Esmeraldino, por sua vez, fica nos 21 pontos, em 11º lugar.

Na próxima rodada, o Goiás visita o Grêmio, no domingo (dia 15), às 16h (de Brasília), na Arena do Grêmio.

O Palmeiras, por sua vez, recebe o Cruzeiro, no sábado, às 19h, no Allianz Parque.

Antes, porém, os palestrinos voltam a campo já na terça-feira, às 21h, para cumprir jogo atrasado contra o Fluminense, pela 16ª rodada, também no Allianz Parque.

O JOGO

Mesmo jogando fora de casa, o Palmeiras começou a partida indo para cima e criou a primeira chance logo com 1 minuto de jogo: Bruno Henrique tocou por cima e Zé Rafael tentou finalização de esquerda, mas mandou no lado de fora da rede. No lance seguinte, Gustavo Scarpa bateu de fora da área e Tadeu segurou firme.

O time paulista seguiu pressionando, e teve outra grande oportunidade aos 4, quando Diogo Barbosa chegou bem à linha de fundo e cruzou rasteiro para o meio. Luiz Adriano chegou um segundo atrasado e não conseguiu completar para as redes.

Depois disso, porém, o Goiás se encontrou em campo e equilibrou as ações, utilizando o ótimo atacante Michael para conseguir escapar em rápidos e perigosos contra-ataques, principalmente nas costas de Diogo Barbosa.

E em seu melhor momento no jogo, o Esmeraldino abriu o placar: o zagueiro Rafael Vaz experimentou do meio da rua e disparou um foguete, encobrindo Jaílson. A bola ainda bateu no travessão antes de morrer no fundo das redes.

Golaço no Serra Dourada!

O Palmeiras sentiu o gol e demorou para se achar novamente em campo. Os erros de passes eram frequentes, e o time de Mano Menezes não conseguia criar.

Só aos 29, em uma bola pelo alto, o Verdão voltou a ameaçar: após cruzamento na área, o volante Gilberto Jr tocou de cabeça para trás e a bola sobrou para Luan, que chutou cara a cara com Tadeu e viu o goleiro fazer ótima defesa.

Tadeu apareceu novamente de maneira decisiva aos 33, em outra chegada perigosa do Palmeiras: Scarpa abriu para Dudu na direita e o camisa 7 bateu forte, para outra grande defesa do goleiro dos goianos.

A equipe de São Paulo seguia apostando nas bolas aéreas, e tentou com Vitor Hugo, aos 38. A testada do defensor após o escanteio de Dudu, porém, saiu fraquinha, facilitando a defesa de Tadeu.

No último lance de destaque da etapa inicial, Luiz Adriano até chegou a fazer o gol de empate palmeirense, aproveitando sobre de bola levantada na área. No entanto, o árbitro Wagner Reway anulou o tento, acusando um empurrão do centroavante no zagueiro Fábio Sanches antes de sua conclusão para as redes.

No segundo tempo, o Palmeiras voltou sem alterações e começou tentando sufocar o Goiás, que jogava todo recuado, tentando encaixar um contra-ataque mortal para matar o jogo.

Aos 8 minutos, porém, um lance muito triste aconteceu: o goleiro Tadeu e o meia Zé Rafael deram uma forte trombada pelo alto e se machucaram com gravidade. O palestrino até conseguiu deixar o campo andando, sendo substituído por Willian, enquanto o goleiro esmeraldino teve que sair carregado na maca, imobilizado e com colar cervical, direto para o hospital. O reserva Marcos entrou.

Mano precisava correr contra o tempo, e foi para o tudo ou nada aos 18 minutos, tirando o volante Ramires e colocando o meia Lucas Lima.

O Verdão seguiu na pressão, usando a bola aérea, como sempre. Aos 24, Willian completou cruzamento no segundo pau, o goleiro Marcos resvalou e o zagueiro Fábio Sanches fez milagre, salvando em cima da linha.

Mano usou sua última cartada aos 26, trocando os centroavantes: saiu Luiz Adriano e entrou Miguel Borja.

O colombiano logo de cara teve chance de ouro para empatar: Marcos Rocha achou Dudu livre na área, o baixinho cruzou rasteiro e Borja tentou empurrar de carrinho, mas mandou tirando tinta da trave.

Mas o gol estava maduro, e saiu aos 35 minutos: Gustavo Scarpa deu ótima enfiada de bola para Willian, que saiu na cara do goleiro e tocou de esquerda para as redes. O bandeira ainda marcou impedimento, mas o VAR confirmou o tento palestrino.

Foi o 1º gol do “Bigode” em 2019, após ficar oito meses sem jogar por conta de uma operação no joelho.

Depois disso, o Palmeiras seguiu pressionando, mas viu sua reação ser esfriada pela expulsão de Lucas Lima, que levou dois cartões amarelos em sequência e viu o vermelho.

Aos 51 minutos o goleiro Jaílson fez uma defesa incrível em cobrança de falta de Renatinho, que ia entrando rente à trave.

E quando parecia que o placar terminaria empatado, Marcos Rocha cobrou lateral na área, a bola bateu, rebateu e sobrou para Gustavo Scarpa, que bateu colocado para o fundo das redes, virando o placar em Goiânia.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.