Twitter RSS
Close

Ferroviária 0 x 0 Palmeiras – 17/02/2019

O jogador Felipe Melo, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Lucio Flavio, da A Ferroviária E, durante partida valida pela sétima rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, na Arena Fonte Luminosa. Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Tranquilo na liderança do grupo, e sem chances de perdê-la, o Palmeiras foi a Araraquara enfrentar a equipe local com um objetivo: mostrar ao torcedor uma boa atuação após quase uma semana de treinos.

Não foi o que aconteceu. Foi uma partida truncada marcada mais pelo vigor físico do que técnica.

Na primeira etapa, quando os mandantes jogaram praticamente dentro da área, o Alviverde novamente não conseguiu furar o bloqueio.

A Ferroviária voltou melhor na segunda etapa e praticamente dominou o sonolento meio campo Palestrino.

A péssima atuação deixa o torcedor irritado para o próximo desafio, um clássico em casa.

Jogo válido pela 7ª rodada do Paulistão 2019.

FICHA TÉCNICA

Local: Arena Fonte Luminosa, Araraquara (SP)
Data: 17/02/2019, domingo
Horário: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Marco Antonio de Andrade Motta Junior e Bruno Salgado Rizo
Público: –
Renda: –
Cartões amarelos: Anderson Uchoa (FER)

Ferroviária: Tadeu; Diogo Mateus, Rayan, Rodrigão e Julinho (Alisson); Anderson Uchoa (Higor Meritão), Tony e Felipe Matheus; Felipe Ferreira (Diego), Maurinho e Lúcio Flavio
Técnico: Vinícius Munhoz

Palmeiras: Jailson; Mayke, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima; Carlos Eduardo (Felipe Pires e depois Ricardo Goulart), Dudu e Borja
Técnico: Felipão

PTD, jogo completo, Lancenet!, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online.

PALMEIRAS x FERROVIÁRIA: RETROSPECTO GERAL

Palmeiras e Ferroviária se enfrentaram 92 vezes ao longo da história. A vantagem é amplamente favorável ao Verdão, que venceu 55 vezes, contra 13 do time de Araraquara (outros 24 jogos terminaram empatados). Foram, ao todo, 177 gols marcados e 99 sofridos.

 

Preguiçoso, Palmeiras empata sem gols com a Ferroviária em Araraquara

Time de Felipão joga mal e soma apenas 1 ponto como visitante. Felipe Pires torceu o tornozelo e Goulart estreou.

Mesmo sem empolgar muito o bom público presente à Arena Fonte Luminosa, o jogo começou movimentado, com Palmeiras e Ferroviária buscando o gol. Aos 4 minutos Lucas Lima deu bom passe para Borja chutar forte, cruzado, mas Tadeu estava atento e fez a defesa. Aos 8 Dudu cobrou falta na cabeça de Gustavo Gómez, que resvalou à esquerda do goleiro.

A equipe mandante respondeu aos 12 minutos numa cobrança de escanteio: Julinho ganhou de Luan pelo alto e mandou para o meio da área; a bola sobrou para Lúcio Flávio, que simulou um pênalti na tentativa de passar por Borja, que estava ajudando na marcação. Aos 14 o Verdão voltou a levar perigo numa jogada de bola parada, desta vez executada por Lucas Lima; Luan foi no terceiro andar e escorou nas mãos de Tadeu.

Após os 15 minutos iniciais, no entanto, a partida ficou fria, com Palmeiras e Ferroviária encontrando dificuldades para criarem jogadas ofensivas. Esse panorama só foi mudar a partir dos 38 minutos, quando a bola sobrou para Uchôa de muito longe testar Jailson, que fez linda defesa. Na cobrança de escanteio Rayan ganhou de Gómez e escorou por cima do travessão.

A melhor chance de gol do primeiro tempo aconteceria aos 40 minutos após bobeada da defesa da Ferroviária; Dudu desarmou Rayan e cruzou na cabeça de Carlos Eduardo – o atacante, que já vinha muito mal no jogo, perdeu gol feito, para irritação geral da torcida alviverde.

O péssimo primeiro tempo custou a Carlos Eduardo a vaga no time. Na etapa final Felipe Pires voltou em seu lugar, mas o atacante teve azar, pois logo aos 6 minutos torceu o tornozelo direito numa dividida e não conseguiu continuar no jogo. Felipão, então, promoveu a estreia de Ricardo Goulart.

Enquanto o Verdão ajeitava sua nova configuração ofensiva, aos 12 minutos a Ferroviária criou uma boa chance para abrir o placar: Felipe Ferreira driblou Felipe Melo e soltou a bomba da entrada da área, exigindo boa defesa de Jailson, a segunda na partida.

Aos 14 minutos Dudu deu bom passe para Borja, que errou feio na finalização. Aos 17 Bruno Henrique enfiou para Goulart, que com um tapa deixou Borja na cara do goleiro; o colombiano dominou e chutou fraco, facilitando a vida de Tadeu. O melhor seria finalizar de primeira.

Para tentar deixar a equipe mais ofensiva, aos 22 minutos Felipão trocou Bruno Henrique por Moisés, queimando a última alteração. Aos 27 Dudu passou para Luan – em impedimento que a arbitragem não assinalou – bater forte, para fora. Aos 34 minutos a bola sobrou para Moisés arriscar de primeira, de canhota, por cima do travessão.

Nos últimos 10 minutos a Ferroviária demonstrou estar satisfeita com o empate, enquanto que o Palmeiras não teve competência para buscar o gol que valeria a vitória. O empate leva o time de Scolari a 14 pontos, mantendo por mais uma rodada a liderança isolada do Grupo B.

O próximo compromisso do Verdão é contra o Santos. O clássico está marcado para 19h de sábado (23/02), no Allianz Parque.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.