Twitter RSS
Close

Sport 0 x 1 Palmeiras – 23/09/2018

44824144082_d5ddf36c53_o
Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Com o tropeço dos líderes (ambos empataram) o Palmeiras entrou em campo com a possibilidade de assumir o segundo lugar na tabela caso saísse vitorioso da Ilha do Retiro.

O primeiro tempo foi sonolento e parecia que o mistão Verde não queria aproveitar a chance que a rodada oferecia.

Mais ligado na segunda etapa o Verdão criou pelo menos 2 chances claras até os 10′. O Sport equilibrou as ações, mas aos 35′ veio o gol da vitória. Mais 3 pontos que mantém o time na projeção para o Deca.

Jogo válido pela 26ª rodada do Brasileirão 2018.

FICHA TÉCNICA

Local: Ilha do Retiro, Recife (PE)
Data: 23/09/2018, domingo
Horário: 18h00 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)
Assistentes: Luciano Roggenbaum (PR) e Luiz Renesto (PR)
Público: –
Renda: –
Cartões amarelos: Ronaldo Alves e Jair (SPO); Luan e Felipe Melo (PAL)
Gol: Willian, aos 35 minutos do segundo tempo

Sport: Magrão; Ernando, Ronaldo Alves (Claudio Winck), Durval e Sander; Marcão Silva, Jair e Neto Moura (Pablo Pardal); Morato (Matheus Peixoto), Marlone e Rogério
Técnico: Eduardo Baptista

Palmeiras: Jailson; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Felipe Melo, Thiago Santos e Lucas Lima (Guerra); Hyoran (Dudu), Jean (Willian) e Deyverson
Técnico: Felipão

Jogo completo, PTDLancenet!Globo EsporteTerra EsportesEstadao.

PALMEIRAS X SPORT

GERAL
61 jogos
31 vitórias [93 GP]
11 empates
19 derrotas [70 GC]

BRASILEIRÃO
37 jogos
18 vitórias [58 GP]
7 empates
12 derrotas [44 GC]

Palmeiras e Sport se enfrentam na Ilha do Retiro após dois anos. A última partida entre os times no local ocorreu em julho de 2016, na campanha do título brasileiro, e o Alviverde levou a melhor: 3 a 1, com gols de Erik, Gabriel Jesus e Cleiton Xavier. Aliás, o Alviverde leva vantagem sobre o Leão no estádio independentemente da competição: são 29 jogos desde 1955, com 16 vitórias palestrinas, três empates e dez derrotas.

Palmeiras e Sport já fizeram final de campeonato. Em 2000, a Copa dos Campeões teve sua primeira edição e reuniu os vencedores dos principais torneios estaduais e interestaduais do país para determinar um dos quatro representantes brasileiros na Libertadores de 2001. A vaga palestrina no certame nacional veio graças à conquista do Torneio Rio-São Paulo de 2000, enquanto o Sport garantiu lugar com o título da Copa do Nordeste.

Donos dos melhores índices da Copa dos Campeões nas etapas anteriores, alviverdes e rubro-negros fizeram a final em jogo único, no Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL, e o Palmeiras levou a melhor: 2 a 1, com gols de Asprilla e Alberto. Nildo ainda diminuiu para o Sport, mas não foi suficiente para barrar a conquista palestrina – a última na era Parmalat. No geral, o Verdão fez cinco partidas pela competição, com três vitórias, um empate, um revés, oito tentos marcados e cinco sofridos.

Palmeiras vence o Sport na Ilha e cola no líder São Paulo

Time rubro-negro segue na zona de rebaixamento

O Palmeiras está colado na liderança do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time alviverde venceu o Sport por 1 a 0, com gol marcado por Willian – em seu primeiro toque na bola – e chegou aos 50 pontos no torneio. O São Paulo, primeiro colocado, soma 51.

A primeira etapa em Recife foi sofrível, apesar do início promissor. Com apenas cinco minutos, a defesa do Sport afastou cruzamento, mas Victor Luis pegou a sobra e mandou para a área. A zaga leonina veio saindo para deixar os palmeirenses em impedimento, mas Deyverson, sozinho em posição legal, girou e bateu firme, mas Magrão só encaixou.

O lance foi o único de perigo no primeiro tempo. Com dois volantes marcadores, o time paulistateve enormes problemas para fazer a transição ofensiva, enquanto o Sport, muito inferior tecnicamente, sequer conseguiu chegar ao ataque.

Ainda na etapa inicial, Lucas Lima, após pedir atendimento médico por duas vezes, deixou o gramado e foi substituído por Guerra. Foi o primeiro jogo do venezuelano desde sua contusão, justamente em partida contra o Sport, dia 26 de maio, pelo primeiro turno do Brasileiro, no Allianz Parque. Desde então, o meia passou por uma cirurgia nos ligamentos do pé esquerdo e outra para retirar pinos do local.

Os últimos 45 minutos, porém, foram bem diferentes e a emoção tomou conta da Ilha do Retiro. Com o relógio marcando menos de um minuto, Thiago Santos cobrou falta rápida para Guerra, que ficou na cara de Magrão, mas bateu em cima do goleiro.

Menos de 60 segundos depois, foi Deyverson quem ficou de frente para o arqueiro leonino. O centroavante avançou, driblou Magrão e, com a perna boa, bateu na rede pelo lado de fora. A pressão ‘teve fim’ com sete jogados, quando Hyoran finalizou cruzamento de Guerra de primeira, mas a bola explodiu na zaga.

O ímpeto palestrino diminuiu após o bombardeio e Felipão mexeu no time. Aos 14 minutos, Dudu entrou no lugar de Hyoran, que fez mais uma partida ruim. Mesmo com o ‘Baixola’ em campo, foi o Sport quem pressionou, primeiro em chute de Neto Moura de fora da área, depois em uma sequência de cruzamentos.

Precisando de uma vitória para encostar nos líderes, Felipão lançou suas principais peças. Em sua última alteração, Scolari colocou Willian na vaga de Jean, e o Bigode abriu o placar em seu primeiro toque na bola.

Aos 35, Dudu cobrou escanteio, a zaga desviou mal, Gustavo Gómez pegou a sobra na pequena área e cabeceou. A bola já havia entrado na finalização do paraguaio, mas Willian garantiu a vitória palestrina, chegou no rebote de Magrão e mandou para as redes. O Sport ainda pressionou até o minuto final, mas o time alviverde conseguiu o triunfo.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.