Twitter RSS
Close

Grêmio 1 x 3 Palmeiras – 22/10/2017

37608829050_8fe77b8696_o
Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Para manter o sonho do título em aberto nenhum resultado interessava a não ser a vitória. O Grêmio facilitou e entrou com um time praticamente reserva priorizando a Libertadores.

Depois de um primeiro tempo equilibrado e sem chances claras, voltamos ligados e abrimos o placar aos 2′. Aos 8′ e 18′ ampliamos.

Com o placar praticamente garantido administramos a partida e tomamos um gol bobo na reta final.

A vitória nos deixa na segunda colocação da competição e a 6 pontos do líder (que joga amanhã). Ainda dá!

Jogo válido pela 30ª rodada do Brasileirão 2017.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO 1 X 3 PALMEIRAS

DATA/HORÁRIO: 22/10/2017, às 17h
LOCAL: Arena do Grêmio, Porto Alegre (RS)
ÁRBITRO: Ricardo Marques Ribeiro – MG (FIFA)
ASSISTENTES: Guilherme Dias Camilo – MG (FIFA) e Sidmar dos Santos Meurer – MG (CBF)
CARTÕES AMARELOS: Michel e Luan (GRE); Bruno Henrique (PAL)

GOLS: Dudu, aos 3’/2ºT (0-1); Moisés, aos 9’/2ºT (0-2); Dudu, aos 17’/2ºT (0-3); Michel, aos 33’/2ºT (1-3)

GRÊMIO: Paulo Victor, Leo Moura, Rafael Thyere, Bruno Rodrigo (Jailson – Intervalo) e Marcelo Oliveira; Michel e Kaio; Luan (Dionathã, 35’/2ºT), Everton e Miky Arroyo (Beto da Silva, 20’/2ºT); Jael. Técnico: Renato Portaluppi.

PALMEIRAS: Fernando Prass, Mayke, Edu Dracena, Juninho e Egídio; Bruno Henrique (Thiago Santos, 22’/2ºT), Tchê Tchê e Moisés (Raphael Veiga, 28’/2ºT); Keno, Dudu e Borja (Deyverson, 32’/2ºT). Técnico: Alberto Valentim.

Verdão vence o Grêmio por 3 a 1 e assume a vice-liderança do Brasileirão
Dudu (dois) e Moisés foram os autores dos gols da vitória em Porto Alegre.
Com Borja no lugar de Willian, lesionado, o Verdão iniciou o jogo respeitando demais a equipe reserva do Grêmio, que diante da apatia alviverde resolveu buscar o gol. Aos 6 minutos Everton deu ótimo passe para Arroyo, que só não finalizou cara a cara com Fernando Prass porque Mayke se recuperou e desarmou o adversário.

A primeira investida do Palmeiras foi aos 15 minutos: Bruno Henrique ajeitou para Keno soltar a bomba; a bola desviou e saiu em escanteio, que não resultou em nada. Aos 23 Dudu enfiou para Borja, que foi à linha de fundo e cruzou para ninguém.

Mesmo num ritmo cadenciado por parte dos dois times, as jogadas iam saindo. Aos 31 minutos ninguém marcou Léo Moura pela direita; o lateral cruzou rasteiro para Luan chutar de primeira, por cima do travessão. Após essa oportunidade, o jogo só voltaria a “esquentar” nos minutos finais do primeiro tempo.

Aos 43 Bruno Henrique avançou da intermediária e arriscou de canhota, fraco, nas mãos do goleiro. Aos 44 minutos Borja roubou a bola no meio-campo e armou um rápido contra-ataque tocando para Keno, mas o atacante quis resolver sozinho e acabou chutando sem perigo para Paulo Victor. Aos 45 Borja, o melhor Palmeirense em campo, tentou surpreender o goleiro batendo colocado, por cobertura, e errou o alvo por pouco.

Sem alterações, mas ciente da importância de uma vitória, o Verdão voltou para o segundo tempo com uma postura totalmente diferente, tanto que não demorou para abrir o placar. Logo aos 2 minutos Moisés carregou a bola e deixou para Dudu, que arriscou da entrada da área; a bola desviou em Marcelo Oliveira e morreu no canto direito do goleiro, que nada pôde fazer: 1 a 0.

O gol alviverde desestabilizou o Grêmio na mesma proporção que animou o Palmeiras. Aos 7 minutos Keno foi chutado por Caio dentro da área. Pênalti escandaloso, mas ignorado pelo arbitragem. Não adiantou o apito amigo. No lance seguinte Dudu roubou a bola no meio-campo, avançou e tocou para Borja bater forte, rasteiro; Paulo Victor espalmou, Keno passou pela bola mas Moisés não. O camisa 10 fuzilou a meta adversária e correu para o abraço: 2 a 0.

Atordoado, o Grêmio tentou reagir aos 15 minutos com Jailson, mas o chute do volante não assustou Fernando Prass. Arrasador, o Verdão fechou a tampa do caixão adversário aos 18, após bela troca de passes pela direita; Mayke tabelou com Keno e cruzou para Dudu marcar o segundo dele: 3 a 0.

Com a imensa vantagem no placar, o técnico Alberto Valentim começou a mexer no time. Aos 21 minutos Bruno Henrique, amarelado, deu lugar a Thiago Santos. Pouco depois, aos 28, foi a vez de Moisés ser substituído por Raphael Veiga. Aos 32 a terceira e última mudanças: Borja por Deyverson.

A primeira ação de Deyverson em campo foi cometer uma falta desnecessária perto da área; o Grêmio cobrou, Raphael Veiga não conseguiu afastar e Michel aproveitou para descontar: 3 a 1. Para não deixar o adversário se empolgar, logo o Palmeiras respondeu. Aos 36 minutos Raphael Veiga experimentou da entrada da área, à esquerda do goleiro.

Nos últimos 5 minutos regulamentares e 3 de acréscimo o Palmeiras conseguiu manter o Grêmio longe da meta de Fernando Prass para garantir mais três pontos.

Com o resultado positivo, o time de Alberto Valentim vai a 53 pontos, assume a vice-liderança isolada do Brasileirão e vê o líder a 6 de diferença (ainda jogará na rodada).

Agora o Verdão para por mais de uma semana, já que o próximo compromisso está marcado para segunda-feira da semana quem (30/10) contra o Cruzeiro, às 20h, no Allianz Parque.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.