Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 3 Santos – 19/10/2014

1417667814299
Foto: Alex Silva/Estadão

Jogando em casa sob um calor absurdo fomos derrotados e tivemos a sequência de vitórias quebrada.

A derrota fica na conta da quantidade surreal de erros e de 2 gols irregulares do Santos. Não basta nós não nos ajudarmos, precisamos também ser prejudicados.

Continuamos rondando a zona perigosa e na próxima rodada vamos enfrentar o líder.

Jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 19/10/2014
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Auxiliares: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Vicente Romano Neto (SP)
Público: 33.034 pagantes
Renda: R$ 702.450,00
Cartões amarelos: Henrique, Valdivia e Wesley (PAL); Alison, David Braz, Geuvânio, Mena e Robinho (SAN)
Gols: Palmeiras: Henrique, aos 40 minutos do segundo tempo
Santos: Geuvânio aos 38 minutos do primeiro tempo e Gabriel, aos 41 do primeiro tempo e aos 3 do segundo tempo

Palmeiras: Fernando Prass; João Pedro, Lúcio, Tobio e Juninho (Leandro); Marcelo Oliveira, Victor Luis, Wesley (Mazinho) e Valdivia; Cristaldo (Mouche) e Henrique
Técnico: Dorival Júnior

Santos: Aranha; Victor Ferraz, Edu Dracena, David Braz e Mena; Alison (Souza), Arouca e Lucas Lima (Renato); Geuvânio, Gabriel (Rildo) e Robinho
Técnico: Enderson Moreira

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 19/10/2014 – 17:59h.
Palmeiras erra demais e perde o clássico
Time perde muitas chances, sofre gols bobos (2 irregulares) e é derrotado por 3 a 1 pelo Santos no Pacaembu.
Mesmo debaixo de um calor absurdo, o jogo começou movimentado no Pacaembu, com o Santos ameaçando ditar o ritmo mas com o Palmeiras controlando a partida. Aos 4 minutos Valdivia deu ótimo passe para Wesley soltar a bomba, por cima.

Com mais posse de bola, o Verdão só voltou a ameaçar a meta de Aranha aos 22 minutos, quando Henrique ajeitou para Valdivia finalizar nas mãos do goleiro. A melhor chance estava por vir. Aos 26 Valdivia roubou a bola e deixou Henrique na cara de Aranha, mas o atacante quis fazer o que não sabe (driblar) e foi desarmado por David Braz.

Melhor em campo, o Palmeiras seguiu em busca do primeiro gol. Aos 27 minutos Juninho tocou para Wesley bater fraco, fácil para Aranha. O Santos finalizou pela primeira vez apenas aos 28 minutos, e foi num chute fraco de Victor Ferraz que Prass segurou sem dificuldade.

Aos 33 minutos João Pedro cruzou na cabeça de Henrique, que escorou por cima. Aos 38 o sistema defensivo alviverde vacilou e apenas observou Lucas Lima enfiar para Geuvânio, que ganhou na corrida de Lúcio e bateu cruzado, sem chance para Prass: 1 a 0.

O Verdão tentou responder no minuto seguinte; Juninho cruzou para Henrique girar e bater para fora, mas quem balançou a rede foi novamente o Santos. Aos 41 Lucas Lima cobrou falta com a bola rolando, o árbitro permitiu, Mena cruzou e Gabriel conferiu: 2 a 0. Abatido, o Verdão não conseguiu reagir antes do final do primeiro tempo.

Na etapa final, com Leandro no lugar de Juninho, o Palmeiras esperava pressionar o Santos, mas outro erro da arbitragem colocou tudo a perder. Aos 3 minutos Geuvânio lançou Gabriel, impedido, que fez o terceiro.

Pouco depois do gol, o técnico Dorival Júnior promoveu mais uma alteração: Mouche entrou no lugar de Cristaldo. Aos 13 minutos Valdivia cruzou para Wesley, que preferiu tentar uma finta antes de finalizar nas mãos de Aranha. Aos 19 Marcelo Oliveira arriscou de longe, por cima.

Jogando nos contra-ataques, o Santos voltou a levar perigo aos 21 e 23 minutos; na primeira chance Robinho bateu para fácil defesa de Prass, na segunda Victor Ferraz cruzou para Arouca bater no canto, e dessa vez exigiu ótima defesa do goleiro Palmeirense.

Aos 31 minutos Wesley foi substituído por Mazinho; o volante foi muito vaiado pelos mais de 33 mil torcedores presentes ao Pacaembu, diferente de Valdivia, que teve seu nome cantado em função da raça demonstrada em campo. Foi do chileno, aos 31 minutos, outro passe para Henrique perder boa oportunidade; o chute do atacante parou em Aranha.

Mostrando raça, o Palmeiras seguiu em busca do gol. Aos 37 minutos João Pedro recebeu de Mazinho e bateu em cima de Aranha. Aos 38 Henrique arriscou da entrada da área, por cima. Aos 40 enfim a dedicação do time foi compensada. Mazinho cruzou na cabeça de Henrique: 3 a 1.

Com cinco minutos de acréscimo, o Verdão tentou diminuir. Aos 43 Mouche tocou para Leandro bater cruzado. Aos 45 Mazinho arriscou da entrada da área, rente à trave esquerda de Aranha. Aos 46 Mouche bateu colocado e fez o goleiro santista praticar ótima defesa. Não era dia. Assim foi o clássico no Pacaembu.

Com a derrota o time segue com 34 pontos, perde duas posições na tabela e não consegue abrir vantagem da zona de rebaixamento.

Quarta-feira (22/10), em jogo marcado para 19h30, o Palmeiras vai a Belo Horizonte para enfrentar o líder Cruzeiro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.