Twitter RSS
Close

Palmeiras 0 x 1 Coritiba – 11/10/2012

Obina lamenta chance perdida no jogo em Araraquara.
Foto: ALEX SILVA/AE

Numa partida de 6 pontos, já que o adversário é o primeiro time fora da zona da degola. Caso vencesse o Palmeiras ficaria a apenas 3 pontos do rival.

Extremamente nervoso e sem saber o que fazer em campo o Verdão fez um primeiro tempo terrível, assim como o do adversário.

Uma leve melhora na etapa final, mas não suficiente para marcar o tento necessário.

Aos 43 minutos o castigo. Correa errou, Bruno titubeou e Maurício Ramos completou a lambança cometendo pênalti em Everton Ribeiro.

Com a derrota o Palmeiras se afunda na zona de rebaixamento e agora está a 9 pontos do Bahia, o primeiro time fora da zona da degola. Infelizmente o vexame de dez anos atrás está prestes a se repetir.

Jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: Arena Fonte Luminosa, Araraquara (SP)
Data: 11/10/2012, quinta-feira
Horário: 21h. (de Brasília)
Público: 10.655 pagantes
Renda: R$ 427.000,00
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
Assistentes adicionais: Antonio de Carvalho Schneider e Carlos Eduardo Nunes Braga (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Henrique, Obina, Daniel Carvalho e Thiago Heleno (Palmeiras); Willian, Luccas Claro, Lincoln e Everton Ribeiro (Coritiba)
Gol: Deivid (pênalti), aos 43 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Bruno; Correa, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Leandro; Henrique (Daniel Carvalho), João Denoni, Marcos Assunção e Tiago Real (Vinícius); Luan (Maikon Leite) e Obina
Técnico: Gilson Kleina

Coritiba: Vanderlei, Victor Ferraz, Cleiton, Luccas Claro e Denis; Willian, Gil, Lincoln (Thiago Primão) e Éverton Ribeiro (Júnior Urso); Rafinha e Deivid (Marcel)
Técnico: Marquinhos Santos

PTD, Globo Esporte, Terra EsportesEstadaoFolha Online.

Afundou

Talvez para não correr riscos, o Palmeiras foi a campo com uma postura extremamente cautelosa, e encontrou um Coritiba com uma tática praticamente igual, o que tornou o início do jogo muito ruim.

A primeira finalização só foi surgir aos 16 minutos, e foi para a equipe paranaense com Gil, mas o chute do volante saiu por cima. O Verdão respondeu aos 18, numa cabeçada torta de Obina após cruzamento de Leandro. Aos 20 João Denoni experimentou de longe, e errou o alvo. 

As três finalizações foram um lapso das duas equipes, pois logo a partida voltou ao marasmo dos minutos iniciais. Jogando praticamente sem um meia, já que Tiago Real não conseguia articular jogadas, o time de Gilson Kleina abusou de passes errados e não assustou a meta de Vanderlei em nenhuma oportunidade. 

Também mal em campo, o Coritiba ao menos arriscou. Aos 36 Rafinha bateu cruzado, à esquerda de Bruno. Aos 44 minutos Deivid soltou a bomba, por cima. Assim foi o tedioso primeiro tempo em Araraquara. 

Na etapa final o Verdão voltou sem mudanças, mas com outra atitude. Em dois minutos duas finalizações já haviam sido criadas, uma com Henrique e outra com Luan. Aos 4 Lucas Claro cometeu falta dura em Tiago Real e deveria ter sido expulso, mas o árbitro contemporizou. 

Aos 6 minutos Marcos Assunção cobrou escanteio fechado e quase surpreendeu Vanderlei. No contra-ataque o Coritiba levou perigo com Deivid, mas o chute do camisa 9 saiu por cima. O jogo ficou aberto. Aos 9 Correa bateu de canhota e fez o goleiro aparecer bem novamente. 

Precisando do gol, o técnico Gilson Kleina trocou Luan por Maikon Leite. A alteração não surtiu o efeito desejado, pois foi a partir de então que o Coritiba passou a levar perigo nos contra-ataques. Aos 14 Victor Ferraz bateu de longe, por cima. 

Aos 22 nova alteração ousada de Kleina; Daniel Carvalho substituiu Henrique, mas de novo a equipe não reagiu como o esperado. Aos 25 minutos Tiago Real tentou aproveitar vacilo do goleiro e bateu por cima; a melhor opção seria passar para Obina. 

Como não conseguiu abrir o placar, o time foi ficando cada vez mais desesperado. Aos 30 minutos Deivid fez um gol legal mas o assistente anulou alegando impedimento. O lance não serviu de alerta para o Palmeiras, que seguiu sem criatividade. 

Já cansado, o Verdão poderia ter administrado o empate, que não era uma resultado trágico pois manteria o Coritiba a 6 pontos de distância, e ainda ganharia a vaga do Sport, que foi derrotado pelo Grêmio, mas o time se afobou e entregou de bandeja os 3 pontos ao rival. Aos 43 minutos Correa errou, Bruno titubeou e Maurício Ramos completou a lambança cometendo pênalti em Everton Ribeiro. Deivid cobrou e fez o gol da vitória: 1 a 0. 

Com o resultado o Palmeiras se afunda na zona de rebaixamento e agora está a 9 pontos do Bahia, o primeiro time fora da zona da degola. Infelizmente o vexame de dez anos atrás está prestes a se repetir. 

Às 16h de domingo (14/10) Palmeiras vai a Recife para enfrentar o Náutico, que é simplesmente o melhor mandante do campeonato.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.