Twitter RSS
Close

Palmeiras 0 x 2 Corinthians – 16/09/2012

Sérgio Neves/AE

De nada adiantou a demissão de Luiz Felipe Scolari, a promessa de bicho dobrado em caso de vitória, ou Marcos Assunção voltar antes do tempo e jogar no sacrifício.

Nervoso e com um jogador a menos em campo por mais de uma hora, o Palmeiras foi presa fácil para o muito bem organizado Corinthians.

Com a nova (mas habitual) derrota, o time de Tirone, Frizzo, Piraci e companhia se estabelece na vice-lanterna do Brasileirão e agora só se salva do rebaixamento por milagre.

Jogo válido pela 25ª rodada do Brasileirão 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 16/09/2012, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Rogério Pablos Zanardo (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Raphael Claus e Antonio Rogerio Batista do Prado (ambos de SP)
Cartões amarelos: Artur, Luan, Obina e Barcos (Palmeiras). Fábio Santos, Cássio, Ralf, Romarinho, Martínez, Danilo (Corinthians)
Cartões vermelhos: Luan (Palmeiras)
Gols: Juninho, aos 22 minutos do primeiro tempo. João Vítor, aos 8 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Bruno; Artur, Mauricio Ramos, Henrique e Juninho; Correa (Tiago Real), Marcos Assunção (Obina), João Vitor (Márcio Araújo) e Valdivia; Luan e Barcos
Técnico: Narciso (interino)

Corinthians: Cássio; Guilherme Andrade, Wallace, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Douglas (Edenilson) e Danilo; Martínez (Jorge Henrique) e Romarinho (Giovanni)
Técnico: Tite

PTD, Globo Esporte, Terra EsportesEstadaoFolha Online.

Palmeiras erra muito e perde outra

Com Henrique na zaga e Assunção no meio, o Palmeiras iniciou o clássico nitidamente nervoso, mas criando as principais oportunidades de gol. Aos 3 minutos Assunção tocou para Luan finalizar mas parar em Cássio. Aos 9 o camisa 11 foi à linha de fundo e cruzou para João Vítor finalizar em cima da zaga.

Com mais posse de bola, o time de Narciso seguiu insistindo. Aos 15 minutos Artur arriscou de fora da área, por cima. O Corinthians só foi chegar ao ataque aos 19, quando Danilo cruzou para cabeçada de Paulinho, para fora. No contra-ataque Valdivia arrancou e soltou a bomba, mas errou o alvo. 

Aos 21 minutos o Verdão foi castigado, e novamente graças a um erro individual. Juninho vacilou dentro da área, Romarinho foi espero e bateu cruzado, sem chances para Bruno: 1 a 0. Na comemoração o corintiano foi provocar a torcida e acabou recebendo um amarelo. 

O gol injusto do rival desestabilizou ainda mais o Palmeiras, e Luan acabou sendo expulso aos 26 após dividir a bola com Guilherme. O cartão foi exagerado, mas como era contra o Corinthians… 

Mesmo com um homem a menos, o panorama da partida não mudou. Aos 28 minutos Marcos Assunção cobrou falta e Cássio espalmou. Aos 32 Barcos recebeu lançamento e bateu da entrada da área, por cima. Aos 34 Artur tentou de longe mas parou no goleiro corintiano. 

O empate só não saiu na etapa inicial porque a fase do Palmeiras é medonha, e tudo conspira contra. Aos 43 minutos Marcos Assunção cobrou falta sob-medida para Henrique, que desviou na trave e viu a bola ganhar efeito para sair pela linha de fundo. Pouco depois o árbitro encerrou a primeira metade do jogo no Pacaembu. 

Na etapa final, sem mudanças, o time voltou num ritmo mais cadenciado, cedendo desde cedo espaços ao rival. Aos 3 minutos Romarinho bateu por cima. Aos 4 Jorge Henrique chutou rasteiro, e Bruno pegou. 

Além de jogar pior, o Palmeiras também errava muitos passes, e num desses, aos 8 minutos, o Corintians aproveitou para ampliar. João Vítor deu a bola a Ralf, que lançou para Douglas cruzar para Paulinho: 2 a 0. 

O gol serviu apenas a partida se encerrar a pouco mais de 35 minutos do fim, pois a exemplo de rodadas anteriores o Palmeiras não conseguiu reagir e se entregou. Talvez por piedade, o Corinthians também diminuiu o ritmo e apenas esperou o apito final do juiz. 

Com a nova (mas habitual) derrota, o time de Tirone, Frizzo, Piraci e companhia se estabelece na vice-lanterna do Brasileirão e agora só se salva do rebaixamento por milagre. 

Agora o campeonato para por uma semana e o Palmeiras só volta a campo no próximo sábado para enfrentar o Figueirense, às 18h30, em Florianópolis.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.